ALBA: Deputada Graça Pimenta celebra a luta pelo direito da mulher e destaca emancipação de Irará e atuação do Programa Rádio Repórter

Vereador Francisco Ribeiro, prefeito Tarcízio Pimenta e a deputada Graça Pimenta ao lado de líder religioso, durante solenidade na Câmara Municipal de Feira de Santana, em 27 de maio de 2011.
Vereador Francisco Ribeiro, prefeito Tarcízio Pimenta e a deputada Graça Pimenta ao lado de líder religioso, durante solenidade na Câmara Municipal de Feira de Santana, em 27 de maio de 2011.

A população feminina é o público alvo dos dias Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher e Nacional de Redução da Mortalidade Materna, comemorados neste sábado (28/05/2011). Exaltando as comemorações, a deputada estadual Graça Pimenta (PR) destaca o significado das mulheres na sociedade.

“Em outros tempos, era comum que a mulher se dedicasse apenas a cuidar da família. Nos dias atuais, a mulher, que normalmente exerce o papel de companheira e, muitas vezes, de mãe ao mesmo tempo, sai de casa para trabalhar, mas continua tendo os mesmos afazeres domésticos. Para melhor cumprir suas atividades, a mulher precisa ter o direito a saúde assegurado”, ressalta a parlamentar.

Segundo informações da Ipas Brasil, organização não-governamental que luta pelo direito da mulher a saúde, a comemoração internacional começou a ser criada há 24 anos, no V Encontro Internacional Mulher e Saúde, realizado na Costa Rica. Logo depois do evento, em 28 de maio, 80 mulheres de vários países instituíram a data, cujo subtema da ação naquele ano foi a morte materna.

De acordo com informações da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), números do Ministério da Saúde indicam que o Brasil registra 68 óbitos maternos para cada 100 mil nascidos vivos. A meta estabelecida pelas Nações Unidas é de cerca de 35 mortes para cada 100 mil nascidos vivos até 2015.

Na Bahia, ainda segundo informações da Sesab, a razão de mortalidade materna em 2009 foi de 72,8 óbitos por 100 mil nascidos vivos. O órgão informa que doenças hipertensivas e complicações decorrentes de aborto estão entre as principais causas das mortes.

Conforme a Sesab, a mortalidade em questão “é definida como a morte de uma mulher durante a gravidez, o parto, aborto ou pós- parto”. O órgão informa também que o Brasil está entre os países com alto número de mortes durante a gravidez e o parto, apesar da redução observada nos últimos anos. Para tentar diminuir o número de casos, o governo federal lançou, em 2004, o Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal.

“O Comitê Estadual de Estudo da Mortalidade Materna da Bahia (CEEMM), ligado a Sesab, retomou as atividades no final de 2010, após quase três anos inativo. Espero que o órgão desenvolva um trabalho constante junto à sociedade para que os índices de mortalidade materna na Bahia reduzam a cada ano”, declara Graça Pimenta.

Irará completa 169 anos de emancipação; Deputada Graça Pimenta comemora data

O município de Irará está completando 169 anos de emancipação política nesta sexta-feira (27). A data é marcante para os habitantes da cidade e também para a deputada estadual Graça Pimenta (PR).

“Parabenizo o município de Irará e a população iraraense, desejando-lhes que o progresso possa continuar fazendo parte da história desta cidade tão querida”, felicita a parlamentar.

Como forma de registrar a data comemorativa, a deputada Graça Pimenta apresentou moção de congratulações a Irará na Assembleia Legislativa (AL). No texto, a parlamentar exalta diversos aspectos do município.

Segundo a deputada Graça Pimenta, em meados do século XVI os jesuítas chegaram ao Brasil para catequizar os nativos e adentraram o sertão baiano. Os religiosos chegaram a região onde hoje está localizado o município de Irará e encontraram uma aldeia de índios tapuias.

No local descoberto, que depois foi chamado de Água Fria, os jesuítas fixaram moradia. Naquela época o território pertencia a sesmaria de Garcia D’Ávila. Depois, a extração de minérios e a caça de aborígenes atraíram mais pessoas para o novo território.

Em 1717, Antonio da Fonseca construiu a capela de Nossa Senhora da Purificação dos Campos, que deu origem ao povoado da Purificação dos Campos. Água Fria teve menos destaque econômico do que o povoado da Purificação dos Campos e teve seu território anexado ao povoado, formando município e vila de Nossa Senhora da Purificação dos Campos em 27 de maio de 1842.

Diversas transformações político-territoriais ocorreram e, em 1895, Nossa Senhora da Purificação dos Campos foi elevada à categoria de cidade com o nome de Irará, vocábulo tupi que significa “nascido da
lua ou do dia”.

As principais atividades econômicas do município são a agricultura, através do cultivo de mandioca e fumo; a pecuária, através da criação de bovinos; e o comércio atacadista e varejista. As fábricas de farinha também contribuem para a movimentação econômica local.

Um dos ícones da cultura de Irará, cidade que pertence a microrregião de Feira de Santana, é o cantor Tom Zé, integrante do movimento tropicalista nos anos 60. As raízes culturais iraraenses são expressas através do artesanato em cerâmica, samba de roda, reisado, festejo junino e da bata do feijão.

Distante de Salvador cerca de 130 quilômetros e com população de 27.466 habitantes (Censo 2010), Irará tem clima tropical semiárido e relevo variado, com destaque para as serras do Urubu e do Periquito. Os rios Seco e Paramirim cortam a região.

Diário Oficial destaca moção ao Programa Rádio Repórter; Homenagem foi realizada pela deputada Graça Pimenta

A edição deste fim de semana do Diário Oficial (DO), através do caderno Legislativo, destaca moção apresentada na Assembleia Legislativa (AL) em homenagem aos 10 anos do Programa Rádio Repórter, comemorados em 21 de maio. A homenagem, realizada no órgão estadual ao programa transmitido pela Rádio Subaé AM feirense, foi iniciativa da deputada estadual Graça Pimenta (PR), natural de Feira de Santana.

Na moção, a parlamentar saudou a equipe de produção do programa. “A Assembleia Legislativa (AL) une-se aos ouvintes feirenses e saúda a toda equipe do Programa Rádio Repórter, em especial ao apresentador Renato Ribeiro, que possui 20 anos na profissão de radialista”, cumprimentou Graça Pimenta.

Segundo a parlamentar, o rádio é um meio de comunicação que tem alcance maior que a TV e possui fiéis seguidores em Feira de Santana. O programa Rádio Repórter divulga notícias dos mais diversificados temas na região feirense de segunda a sexta-feira, das 16 às 17 horas.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110069 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]