Vereador petista diz que Centro de Abastecimento de Feira virou uma latrina. Leia esta e outras notícias da CMFS

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

“O Centro de Abastecimento de Feira de Santana virou uma latrina”. A afirmação foi do vereador Marialvo Barreto (PT), na sessão legislativa desta quarta-feira (20/04/2011), a respeito das condições de higiene do entreposto comercial. O petista disse que possui fotos que comprovam a sujeira no equipamento.

“Hoje, dizer que o prefeito Tarcízio é médico e chegar uma pessoa de outra cidade e ver a imundice no Centro de Abastecimento, vai questionar onde foi a faculdade que esse médico se formou, porque levanta até dúvidas. Se eu não soubesse onde foi a instituição, eu também duvidaria”, declarou Marialvo.

Em aparte, Justiniano França (DEM) defendeu o chefe do Executivo, salientando que esteve à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico por seis meses e que, nesse período, em duas oportunidades fez uma lavagem geral no Centro de Abastecimento. “Eu acho que não podemos condenar o prefeito. Temos que saber por quais motivos o atual secretário não determinou que fosse realizada a limpeza daquele equipamento”, argumentou, salientando que, no ano passado, quando estava à frente da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, tanto antes quanto após a Semana Santa, mandou realizar uma lavagem no local, por conta do aumento da venda de peixes.

Em seguida, Marialvo declarou: “Agora eu descobri porque a coisa não deu certo lá. Porque lavagem só dá certo quando é feita por terreiro de candomblé, porque aí descarrega, tira o encosto. Parece que tem um encosto no Centro de Abastecimento”.

Vereador destaca Dia do Índio

O vereador Carlos Alberto Costa da Rocha – (PMDB), nesta quarta-feira (20), durante pronunciamento na Câmara Municipal de Feira de Santana, disse que o 19 de abril, data em que se comemora o Dia do Índio no Brasil, passou despercebida na sessão de ontem. Esta data comemorativa foi criada em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei nº 5.540.

Para o legislador, “é importante valorizar os povos indígenas, porque foram os primeiros habitantes do país e os primeiros a serem injustiçados e dizimados e os primeiros a terem suas terras tomadas e, por isso mesmo, merecem as nossas homenagens nesta Casa. Merecem ter toda a atenção dos governos municipal, estadual e federal”, disse Frei Cal, destacando que na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) existem iniciativas para que a população indígena tenha acesso à educação de nível superior.

O vereador Roque Pereira (PT do B) parabenizou o discurso do peemedebista e, na sequência, lamentou ter assistido a vários telejornais e não viu nenhuma matéria relacionada ao Dia do Índio. Frei Cal concordou com Roque, mas ressalvou que alguns blogs e programas de rádio da cidade comentaram sobre a data.

Projeto modifica critérios de reajuste da tarifa de ônibus em Feira de Santana

Um projeto de lei em tramitação na Câmara pode modificar a forma de reajuste da tarifa de ônibus em Feira de Santana. A proposta, de autoria do vereador Angelo Almeida (PT), foi colocada em votação na sessão desta terça-feira (19), mas teve sua votação adiada, a pedido do vereador Carlos Alberto Costa Rocha – Frei Cal (PMDB), que deseja fazer uma análise mais detalhada do seu conteúdo.

A partir da aprovação do projeto, fica o Executivo impedido de conceder qualquer forma de reajuste a empresas concessionárias ou permissionárias da exploração dos serviços públicos sem que seja apresentada a planilha de custos pelo pleiteante. Devem ser realizadas audiências públicas, com entidades representativas e governamentais, pelo menos 30 dias antes da discussão do reajuste, além de disponibilizar a planilha para consulta pública por igual período.

As empresas responsáveis pelo transporte urbano devem encaminhar trimestralmente cópia de documentos como balancetes, folha de pagamento, comprovante de recolhimento de seguro e comprovante de recolhimento do INSS, FGTS e demais encargos trabalhistas. O Governo não poderá conceder reajuste durante o período do recesso parlamentar ou feriados longos.

“Não sou contra o aumento da tarifa de transporte. Quem tem que dar mobilidade com equipamentos de qualidade para o uso do transporte coletivo deve ter sua lucratividade assegurada. Mas que as pessoas possam estar satisfeitas, não na agonia que se verifica hoje, com ônibus depreciados e horários não cumpridos”, discursou Angelo.

Ele disse que os três aumentos concedidos nos últimos anos foram na “calada da noite, sem debate nem discussão”. O reajuste do ano passado ocorreu em junho. O deste ano foi decretado no início de abril. “Nem se esperou completar um ano. E aplicou-se 10%, um índice muito acima da inflação do período”.

Roque Pereira diz que ex-vereador está usando o Hospital da Mulher em prol de interesses políticos

Na sessão legislativa, desta terça-feira (18), o vereador Roque Pereira (PT do B), denunciou que o Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher) e a Fundação Hospitalar de Feira de Santana viraram escritórios políticos do ex-vereador Jair de Jesus e, por conta disso, alguns servidores estão sendo perseguidos e demitidos.

Segundo Roque, o presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, há algum tempo, vem fazendo campanha dentro do Hospital da Mulher, “para garantir sua eleição de vereador, em 2012”. Ele afirmou que Raimundo Barreiros, diretor do referido hospital, participa dessa manobra política em favor de Jair de Jesus.

O legislador disse que Jair está demitindo profissionais de qualidade ligados a vereadores, para colocar pessoas do interesse dele no hospital. “A enfermeira Ana Célia, uma das profissionais de melhor currículo em Feira de Santana, foi demitida. Logo em seguida, começou a perseguição com a coordenadora de enfermagem Iracema Paim. Jair retirou a funcionária da coordenação e a colocou à disposição da Secretaria de Saúde”, garantiu. salientando que servidores ligados a ele são os que mais sofrem perseguições.

O vereador solicitou a intervenção do secretário municipal de Saúde, Getúlio Barbosa, para a resolução deste caso e chamou a atenção do prefeito Tarcízio Pimenta para que o chefe do Executivo possa ficar atento às questões de politicagem dentro dos órgãos de competência da administração municipal.

Em aparte, o vereador David Neto (PMN) discordou do pronunciamento de Roque Pereira em relação ao diretor do Hospital da Mulher, Raimundo Barreiros, salientando que se trata de uma pessoa bastante prestativa e ligada ao prefeito Tarcízio Pimenta, que preza pela qualidade do atendimento na unidade de saúde.

“Quanto a Jair de Jesus, Vossa Excelência está certo. Também concordo plenamente que Magno está na Secretaria de Desenvolvimento Econômico fazendo política. Acho que o prefeito tem que observar isso. Quem quiser fazer política, faça com seus próprios recursos, e não usando o espaço municipal. Eu me elegi independente de espaços políticos. Portanto, os senhores Jair de Jesus e Magno Felzemburg e mais alguns devem procurar ter ética. Devem renunciar aos cargos e fazer política dignamente com seus recursos”, disse David Neto.

Em seguida, Roque Pereira anunciou que após a Micareta apresentará uma denúncia contra a Fundação Hospitalar de Feira de Santana que vai “estremecer” aquela instituição.

Dois projetos da vereadora Cíntia Machado são aprovados em segunda discussão

Dois projetos de lei, ambos de autoria da vereadora Cíntia Machado (PSL), foram aprovados na sessão desta terça-feira (19), pela Câmara de Feira de Santana, em segunda e última votação. As matérias seguem agora para apreciação do Poder Executivo, a quem compete sancioná-las, para que se transformem em leis.

Um dos projetos institui a Semana de Conscientização dos Malefícios da Medicalização. O objetivo é atacar o uso excessivo de medicamentos e a auto-medicação, problemas que têm feito muitas vítimas em Feira de Santana e em todo o país.

A campanha deverá atingir todas as atividades relacionadas à apropriação da noção de saúde pela cultura do consumo e pela indústria farmacêutica, nas quais os medicamentos deixam de ser instrumentos curativos para se tornarem mercadorias promotoras de bem-estar individual.

Conforme o artigo 3º do projeto, as escolas do Município, com o apoio das secretarias municipais de Educação e de Saúde, realizarão estudos, palestras e trabalhos curriculares para cientificar a população discente dos transtornos de saúde e sociais causados pela medicalização.

O outro projeto aprovado em segunda e última votação pela Câmara determina que entidades ou empresas responsáveis pela organização ou realização de vestibulares, seleções, concursos e demais eventos similares que reúnam em um mesmo local público a partir de 1 mil pessoas devem manter no local equipe médica e ambulância para atendimento a ocorrências médicas.

Os veículos utilizados na atividade prevista pela lei, além de dispor de sinais identificadores, devem contar com equipamentos médicos necessários para a manutenção da vida, e atender as condições mínimas destinadas ao transporte inter-hospitalar e ao atendimento pré-hospitalar.

A disponibilidade da ambulância é a mesma que o período de realização do evento, devendo a sua permanência anteceder meia hora à abertura dos portões no dia das provas e meia hora após o encerramento, posicionando-se em local estratégico, com facilidade de acesso e locomoção.

A entidade promotora do evento será responsabilizada por danos decorrentes da falta de recursos instituídos pela lei e o descumprimento das medidas acarretará ao infrator a imposição de multa de R$ 2.100,00. A lei, caso aprovada, carece de regulamentação do Poder Executivo no prazo de 90 dias.

Lulinha comenta requerimento do deputado José Nunes sobre o Aeroporto de Feira de Santana

Requerimento de autoria do deputado federal José Nunes (DEM), foi lido na sessão desta terça-feira (19), no plenário da Câmara de Vereadores de Feira de Santana. O responsável pela leitura do texto foi o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha, também do Democratas, e que apoiou Nunes na eleição realizada em 2010. O documento, encaminhado pelo deputado baiano ao ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, sugere que o Aeroporto João Durval Carneiro seja gerenciado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero).

De acordo com Lulinha, José Nunes comprovou que está compromissado com a cidade de Feira de Santana e preocupado com o possível impacto ambiental que a ampliação do Aeroporto Internacional de Salvador possa representar. Assim, na opinião do deputado, a melhor solução para o problema que envolve o terminal da capital baiana seria a reforma do equipamento localizado em Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia e que fica a pouco menos de 110 quilômetros de Salvador.

Com base neste raciocínio, Nunes destacou, em pronunciamento que “Feira tem localização privilegiada, que beneficia o escoamento de passageiros e cargas tanto para o interior nordestino como para as demais regiões brasileiras”.

O vereador Lulinha fez questão de pontuar que antes de protocolar o requerimento na Câmara dos Deputados, em Brasília, o deputado José Nunes e sua assessoria produziram um “levantamento profundo” do histórico do Aeroporto Internacional Luiz Eduardo Magalhães. Em aparte, o vereador Marialvo Barreto (PT) parabenizou o deputado e reafirmou que o terminal de Feira de Santana tem totais condições de receber vôos de passageiros e de carga.

Diante da postura adotada pelo deputado, Lulinha solicitou que o vereador Justiniano França (DEM) convide-o para participar de uma sessão especial, organizada pela Casa da Cidadania, para tratar do Aeroporto de Feira de Santana e que está programada para o próximo dia 12 de maio. Justiniano é o autor do requerimento para realização desta sessão. A solicitação foi prontamente atendida.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123354 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.