Plano Plurianual vai monitorar o governo

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Intenção é aplicar a mesma lógica de gerenciamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com três objetivos: superação da pobreza, desenvolvimento e direito de cidadania, além de dar maior qualidade à gestão governamental

O governo vai propor uma reformulação do Plano Plurianual (PPA) para transformá-lo em uma ferramenta de gestão para o monitoramento das ações do Executivo. A proposta será apresentada em agosto ao Congresso Nacional. Segundo a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, a presidenta Dilma Rousseff pretende criar em breve uma Câmara de Gestão, a fim de dar maior qualidade à gestão governamental.

“A presidenta Dilma quer que a lógica do monitoramento das ações seja estendida a todas as áreas”, disse Miriam Belchior. “E essa reformulação visa a criar [mais uma] ferramenta de [monitoramento de] ações”, acrescentou.

Segundo ela, a intenção é aplicar a mesma lógica de gerenciamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com três objetivos: superação da pobreza, desenvolvimento e direito de cidadania.

A ministra afirmou que a política da área econômica não mudará. “Nós transitamos bem na crise e a situação, no momento, é menos crítica. O Brasil tem atraído a atenção e os investimentos de outros países, e isso nos deixa orgulhosos.”

Ela reiterou o compromisso do governo de estimular o “crescimento com sustentabilidade” e defendeu os gastos governamentais que têm como objetivo induzir os investimentos privados. “O governo não se acomodará com os resultados objetivos.”

Segundo Miriam Belchior, o custeio “não pode ser satanizado” porque é importante que o governo ofereça serviços de qualidade. “Mas, claro, isso precisa ser feito com eficiência.”

Alberto Peixoto
Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.