Operação Bancarrota da PF cumpre mandados em Feira de Santana, São Gonçalo dos Campos e no Rio de Janeiro

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Salvador/BA – A Polícia Federal deflagrou ontem (19/04/2011) a Operação Bancarrota, visando a desarticular organização criminosa especializada na exploração de máquinas caça-níqueis no município de Feira de Santana/BA. Foram expedidos 15 mandados de prisão preventiva e 38 de busca apreensão para serem cumpridos nos municípios de Feira de Santana/BA, São Gonçalo dos Campos/BA e Rio de Janeiro/RJ.

Durante as investigações realizadas desde o recebimento de denúncia no início do ano de 2008, verificou-se que a organização criminosa possui alto grau de coordenação na região. Os levantamentos apontaram a possível participação de membros de forças policiais das áreas investigadas na atuação da quadrilha.

As máquinas caça-níqueis eram montadas em Feira de Santana e distribuídas em pontos da cidade, assim como para outros municípios do interior do Estado e para Alagoas. A organização criminosa desenvolveu um esquema de controle das máquinas e de seus integrantes, consistente na afixação de “selos” identificadores, com finalidade de evitar que as mesmas fossem apreendidas. Os “selos” eram renovados mensalmente e o valor recolhido como pagamento de tais etiquetas era repassado ao chefe da organização criminosa, que garantia a operação das máquinas.

Os mandados de busca e apreensão em Feira de Santana foram realizados em dois locais. O primeiro foi na Rua Anápolis, no bairro Santa Mônica e o segundo na Rua Rio Madeira, no bairro Santa Mônica II, em ambos locais funcionavam fábricas de máquinas caça-níqueis. Ao todo foram apreendidas mais de 200 máquinas.

Em Feira foram presas as seguintes pessoas: Andray Salvador Moraes, João Carlos Lopes Pereira, José Carlos Pereira Santos Ribeiro, conhecido como Zé Carlos, Josemar Ferreira de Araújo, o “Mazinho”, Lidiane Ladislau dos Santos, Luiz Delmo Pereira Rios, Osmar dos Santos Ribeiro, Renilson José Ferreira Almeida, Sisnando Somario de Oliveira, Ubiratan Cesar Oliveira Santos e Waltemir Sá Teles Souza.

De acordo com o superintendente da Polícia Federal, José Maria Fonseca já foram coletadas provas do cometimento do crime de contrabando, em razão da utilização de componentes estrangeiros nas máquinas, bem como de formação de quadrilha e exploração de jogos de azar, capitulados nos artigos arts. 334 e 288 do CPB (Código Penal Brasileiro) e art. 50 da Lei de Contravenções Penais. A PF busca provas da prática dos delitos de corrupção ativa e passiva.

O nome Operação “Bancarrota” faz alusão ao objetivo buscado nessa ação da Polícia Federal qual seja à quebra ou falência dos proprietários de máquinas caça-níqueis em Feira de Santana.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120785 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.