Iniciado diálogo em Buerarama para pacificar disputa por terras

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O povo Tupinambá da Serra do Padeiro, em Buerarema, preparou um café da manhã típico e recebeu o secretario da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Sena, com danças tradicionais para iniciar o diálogo na comunidade sobre a demarcação de terras consideradas áreas tradicionais pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

As lideranças indígenas já haviam participado de três encontros com o secretário, em Salvador, mas insistiram na importância da ida dele ao local para ouvir as situações difíceis enfrentadas, por causa da indefinição sobre a demarcação das terras, e da criminalização de lideranças indígenas.

O início do encontro, na última quinta-feira (07/04/2011), foi marcado pelo relato do Cacique Babau sobre a história da presença indígena na região de Ilhéus e o processo de colonização do território brasileiro, marcado por violências contra os povos indígenas. Ele recordou o massacre do Cururupe, onde corpos enfileirados de indígenas foram estendidos por léguas de praia. O cacique destacou a similaridade entre o atual processo de criminalização de lideranças indígenas com a perseguição ao líder Tupinambá, Caboclo Marcelino, entre 1910 a 1930, que liderou índios na região para defender o direito ao território e o reconhecimento da identidade indígena.

Cinco reuniões

Segundo o secretário, a questão envolvendo os índios Tupinambá e agricultores da região de Ilhéus, Buerarema e Una é uma das prioritárias. Almiro Sena enfatizou o compromisso do Governo da Bahia na defesa, proteção e promoção aos Direitos Humanos.

Participaram do encontro representantes do Conselho Indigenista Missionário (Cimi/Regional de Itabuna), Comissão Pastoral da Terra (CPT), prefeito de Buerarema, Mardes Lima Monteiro de Almeida, e secretários municipais. Também compareceram representantes dos povos Tupinambá, de Ilhéus e Uma, e Pataxó Hã hã hãe.

O secretário também se reuniu com pequenos agricultores e suas entidades representativas, reafirmando o que disse aos povos indígenas sobre a necessidade de superar os conflitos. De acordo com ele, é urgente restabelecer a tranquilidade na região e, para efetivar esse objetivo, o seu projeto consiste em promover o diálogo respeitoso entre as partes interessadas. No processo de intermediação, foram realizadas cinco reuniões no gabinete do secretário em Salvador – três com indígenas e duas com representantes dos agricultores e políticos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114922 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.