Feira de Santana: corresponsável pela sustentação do golpe militar, senador João Durval é homenageado com a comenda Chico Pinto

João Durval, Marialvo Barreto e Chico Pinto. Lapso histórico e comenda indevida. Ideias de Chico Pinto não possuíam afinidade ideológica com Durval. Ambos militaram em campos opostos, Durval conservador e Pinto progressista.
João Durval, Marialvo Barreto e Chico Pinto. Lapso histórico e comenda indevida. Ideias de Chico Pinto não possuíam afinidade ideológica com Durval. Ambos militaram em campos opostos, Durval conservador e Pinto progressista.
João Durval, Marialvo Barreto e Chico Pinto. Lapso histórico e comenda indevida. Ideias de Chico Pinto não possuíam afinidade ideológica com Durval. Ambos militaram em campos opostos, Durval conservador e Pinto progressista.
João Durval, Marialvo Barreto e Chico Pinto. Lapso histórico e comenda indevida. Ideias de Chico Pinto não possuíam afinidade ideológica com Durval. Ambos militaram em campos opostos, Durval conservador e Pinto progressista.

Por iniciativa do vereador petista Marialvo Barreto o senador João Durval será homenageado com a comenda Cidadão Benemérito da Liberdade e Justiça Social deputado Francisco Pinto. A surpresa  e perplexidade que este tipo de ação causa é saber o que o motivou a tomar uma atitude tão estapafúrdia e fora do contexto histórico.

Tal comportamento remete a seguinte reflexão: o que levou ou motivou o insigne vereador a prestar homenagem a um legítimo político representante da direita conservadora ligado a União Democrática Nacional (UDN), ferrenho adversário de Chico Pinto, Partido Social Democrático (PSD), que após derrota em 1962 na eleição para prefeito de Feira de Santana, passou a ser um dos próceres do golpe militar que apeou o prefeito eleito (Chico Pinto) dois anos depois no poder, em 1964, período em que se efetivou o golpe.
Esse processo de desconstrução histórica é adotado, talvez, por desconhecimento, hipótese que descarto, ou por puro oportunismo. É provável que o edil tenha vislumbrado, na oportunidade, uma forma de se manter visível na mídia, em um breve lapso de tempo acreditando ou até mesmo apostando que o povo não tem memória, ele resolveu investir no que se pode caracterizar como uma brutal violação nos anais da história do Brasil e por extensão na história e na memória do povo de Feira de Santana.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111158 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]br.