Deputado estadual Carlos Geilson critica aumento de combustíveis. Confira as notícias do PTN

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Deputado critica aumento de combustíveis

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) se mostrou mais uma vez preocupado com o anúncio de aumento dos preços de produtos controlados pelo governo e que pode impulsionar o aumento da inflação e prejudicar o bolso dos baianos. Hoje, o presidente da Petrobras, estatal do petróleo, José Sérgio Gabrielli anunciou que o preço do petróleo no exterior está aumentando e que isso poderá refletir no aumento dos combustiveis no Brasil.

“Ora, se somos autosuficientes na produção do petróleo e o real está valorizado frente ao dólar que define a cotação do preço do petróleo, porque a gasolina e o diesel vão ficar mais caros no Brasil? Já se faça que a gasolina vai bater a casa dos R$3,00. É um absurdo. É o governo impulsionando a inflação”, protestou o parlamentar.

Carlos Geilson manifesta pesar pela morte do radialista Manolo Pousada

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) apresentou moção de pesar pela morte do radialista, cinegrafista, diretor de TV e emresário Manoel Pousada Groba Neto, na última quarta-feira, um dos pioneiros na divulgação da axé music. “Como radialista, Manolo Pousada atuou na Itapoan FMjunto com Cristóvão Rodrigues. Foi um dos pioneiros na divulgação da música baiana. Nessa época, integrou a equipe de locutores Josenel Barreto, Nailton Lantyer, Urias Nery, Othon Carlos, entre outros que marcaram a rádio baiana. A locução de Manolo é considerada uma verdadeira escola. Vários profissionais no rádio se inspiraram em seu jeito e até o copiaram. Era considerado exigente e polêmico, porém um conhecedor da arte da locução”, disse Geilson.

Manolo Pousada, 51 anos, morreu na madrugada de quarta-feira, no Hospital Aliança, em Salvador, onde estava internado desde o dia 13 de março, vítima de cirrose e diabetes. Ex-sócio da produtora Perto da Selva juntamente com Edmundo Carôso e Jorge Sampaio, foi empresário de vários artistas baianos e bandas importantes como Araketu com Tatau, Daniela Mercury, Jammil, e Eva com Ivete Sangalo e é tido como um dos primeiros e principais nomes que acreditaram e impulsionaram o sucesso da axé music. Manolo começou a carreira profissional como cinegrafista da TV Itapoan, nos anos 80, em programas locais com artistas baianos. Logo em seguida, passou pela Itapoan FM. Com o fim da Perto da Selva, Pousada voltou para a TV Aratu, como diretor e mais recentemente, dirigiu o programa do cantor Belo.

“Manolo foi uma espécie de visionário do axé music, conseguindo antever o futuro da música que fundia ritmos nordestinos, caribenhos e africanos com embalagem pop-rock, antes mesmo delas se tornarem sucesso no Brasil inteiro, o que só ocorreu a partir de 1992. Com o impulso da mídia, essa trilha sonora da folia de Salvador rapidamente se espalhou pelo país e com os carnavais fora de época, as micaretas, fortaleceu-se como indústria, produzindo sucessos o ano inteiro ao longo dos anos 90. A indústria do axé music, que hoje movimenta milhões. Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido por esse colega radialista, considerado um dos pais do axé music – sucesso que hoje marca a Bahia e o Mundo, que revelou tantas estrelas, que deu visibilidade à Bahia, ao seu Carnaval, hoje destacado mundialmente – é que registramos pesar pela sua perda neste momento”, concluiu Geilson.

Deputado pede que Sesab construa novo hospital em Feira

Em audiência da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa que comemorou o Dia Mundial da Saúde, com a presença do secretário estadual Jorge Solla, o deputado estadual Carlos Geilson (PTN) pediu a construção de um novo hospital em Feira de Santana para dar suporte ao Hospital Clériston Andrade. “O Hospital Clériston Andrade não está dando conta da demanda, já que atende Feira, toda a microrregião e, por se tratar de um hospital geral ainda presta socorro a várias outras cidades do Estado, principalmente quando a rede da capital não tem mais como prestar socorro aos baianos”, apontou o parlamentar.

O secretário Jorge Solla disse que a demanda em Feira será atendida com a implantação de três UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) que serão implantadas pelo governo estadual nos próximos meses. Geilson considerou as novas unidades ainda insuficientes para dar um bom atendimento aos feirenses e insistiu na construção de um novo hospital. O parlamentar fez questão de informar que não integra a Comissão de Saúde da Assembléia, mas não poderia desperdiçar a oportunidade de estar com o secretário Solla e reivindicar melhorias para Feira de Santana.

Carlos Geílson diz que criação da Região Metropolitana de Feira de Santana é uma luta social

“A criação da Região Metropolitana de Feira de Santana não é a luta de um político, mas de uma sociedade. E nós, que o povo outorgou como representantes, estamos de mãos dados para que esse projeto se materialize e venha a ser viabilizado”. A declaração foi feita pelo deputado estadual Carlos Geilson (PTN), durante sessão especial na Câmara de Vereadores, proposta pelo vereador José Carneiro Rocha (PDT), para debater o assunto.

Em pronunciamento, Carlos Geilson afirmou que, para implantar a Região Metropolitana de Feira deve ser feito um estudo territorial do município e considerar a dependência econômica de cidades próximas, como Amélia Rodrigues, Santo Estevão e Santo Amaro, para que sejam incluídas na área metropolitana. Estas não fazem parte do projeto original de autoria do ex-deputado federal e atual secretário nacional do Turismo, Colbert Martins, apresentado na Assembléia Legislativa em 1992, quando este exercia o mandato de deputado estadual.

“Parabenizo o ex-deputado Colbert Martins, que deu o pontapé inicial, mas o caminho não foi o mais correto. Encontrei o projeto arquivado. Faltava embasamento e é inconstitucional porque tem que partir do Executivo. O nosso papel é divulgar e questionar, para que o governo faça às adequações e mande para a Assembleia”, disse.

Segundo o deputado, o projeto não inclui Amélia Rodrigues, mas é uma cidade economicamente ligada à Feira de Santana. Não consta Santo Amaro da Purificação, que faz limite com Feira; e que Santo Estevão não faz limite, mas economicamente está ligado. “Esse estudo vai normalizar e normatizar a criação da Região Metropolitana, que não é uma vaidade, mas uma necessidade”, pontuou.

Compuseram a mesa de debate, além do deputado estadual Carlos Geilson, o secretário municipal de Governo, Celso Pereira, representando o prefeito Tarcízio Pimenta (DEM); os deputados federais, Sérgio Carneiro (PT) e Fernando Torres (DEM); os deputados estaduais Targino Machado (PSC) e José Neto (PT) e o presidente da Câmara Municipal de Antônio Cardoso, José Nery de Souza.

Gilberto Santana repudia violência no Rio

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) apresentou hoje moção de pesar às famílias dos estudantes da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, da rede municipal de ensino carioca e de repúdio aos atos de violência que transformaram a rotina das crianças dessa unidade de ensino e que vitimou fatalmente dez meninas e dois meninos, e ferindo mais de vinte pessoas.

Citando Carlos Drummond de Andrade – “[…] As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios provam apenas que a vida prossegue e nem todos se libertaram ainda. Alguns, achando bárbaro o espetáculo prefeririam (os delicados) morrer. Chegou um tempo em que não adianta morrer. Chegou um tempo que a vida é uma ordem. A vida apenas, sem mistificação” – coronel Gilberto Santana disse que o fazia porque não havia eufemismo que alivie ou suavize a dor de uma morte precoce, ainda menos de doze crianças de forma violenta e estúpida.

“A Escola Municipal Tasso da Silveira, na Rua General Bernardino de Matos, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, atende alunos do ensino fundamental. Ou seja, jovens crianças e adolescentes em plena fase da vida que ainda podem acreditar que o mundo parece ser seguro, que a escola é um lugar para aprender, crescer… Entretanto, na manhã desta quinta-feira (7), um atirador entrou na escola e disparou várias vezes contra os alunos de uma sala de aula da oitava série, com 40 estudantes, no primeiro andar. A polícia apurou que ele portava dois revólveres calibre 38 e equipamento para recarregar rapidamente a arma. Não citarei o nome e não dedicarei nenhuma linha para tratar do infeliz que disparou covardemente contra estas vítimas inocentes”, protestou o parlamentar.

Coronel Gilberto Santana disse que apresentou a moção para homenagear as vítimas e solidarizar-se com as famílias envolvidas neste triste fato inegavelmente divisor de águas para a história brasileira. “Acostumados com notícias de acontecimentos semelhantes ocorridos nos Estados Unidos e outros lugares do mundo é, no mínimo, chocante para nós, brasileiros, acordarmos e depararmo-nos com nossos noticiários relatando uma tragédia deste porte. Não há muito que dizer numa situação dessas, a não ser a obrigação moral de saudar a atuação do Sgt PM Márcio Alves que prontamente agiu impedindo que essa chacina ganhasse proporções maiores, e dos demais cidadãos, pais e mães, vizinhos da escola, que ajudaram e socorreram as demais vítimas”, solidarizou-se.

Ao final da moção, o deputado diz que o povo brasileiro teme que fatos assim tornem a ocorrer, ceifando vidas e marcando a história de famílias inteiras. “Sinto-me triste por ter que dedicar uma moção para tratar deste fato, porém com esta oportunidade, rogo pela resignação das famílias das vítimas e pela conscientização da nossa sociedade para o uso de armas. Como militar, sei do potencial defensivo e ofensivo de um revólver, porém, nas mãos erradas não há como esta equação resultar em nada positivo”, concluiu.

Secretário de Educação de Salvador lamenta violência contra estudantes do Rio

Em nota oficial encaminhada a imprensa, o secretário de Educação Cultura Esportes e Lazer da Prefeitura de Salvador, João Carlos Bacelar se solidarizou com a Secretaria Municipal do Rio de Janeiro, através da secretária Claudia Costin, e com as famílias das 11 crianças mortas e das outras 18 feridas na tragédia que se abateu contra a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, Zona Oeste do Rio.

“Além de muito triste, o que consternaria qualquer pessoa, o fato nos chocou ainda mais por estar muito próximo da nossa realidade, a realidade da educação pública brasileira, nos fazendo repensar mecanismos para proteger ainda mais as nossas crianças no ambiente escolar, que deveria ser o mais seguro para elas. Entretanto, situações como essa e que refletem a violência da nossa sociedade estão no além muro das nossas escolas. O triste é que essa situação chega para dentro das unidades de forma vil e cruel, pegando todos nós de surpresa porque independe de nossas ações preventivas e de nossa vontade. Por fim, desejamos muita força e conforto aos familiares que perderam suas crianças e esperança e fé para os que estão com os filhos internados”, desejou Bacelar.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109968 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]