Deputado ACM Neto diz que Jaques Wagner continua governando a Bahia para os companheiros do PT

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.


O deputado ACM Neto (DEM) disse nesta segunda-feira (12/04/2011), na Câmara Federal, que o governador Jaques Wagner (PT) começou o segundo mandato da mesma forma como terminou o primeiro, “dando uma aula de fisiologismo e aparelhamento partidário do estado”. “Às custas da ineficiência administrativa, Wagner continua governando para os companheiros do PT e, numa escala de importância bem menor, para os partidos aliados”, ressaltou o democrata.

Neto citou como exemplo do aparelhamento do estado o projeto de reforma administrativa enviado por Wagner à Assembleia Legislativa, criando quatro novas secretarias e cerca de 200 cargos de confiança. “O objetivo (do projeto) é acomodar as diversas facções do PT e partidos aliados, a exemplo do PDT, que condicionou o apoio ao governador à criação da Secretaria de Administração Penitenciária”, frisou. “A verdade é que, para acomodar uma base tão grande, Wagner tem a obrigação de criar cargos de livre nomeação, e as escolhas dos ocupantes não passa por critérios técnicos ou de qualificação profissional. O que importa é o partido que indicou”.

ACM Neto diz que “o governador só governa para seus aliados”. “Wagner está tão preocupado em prestigiar os aliados que até esqueceu de protestar contra os reajustes abusivos da água e da luz. O governador até apoiou o aumento de quase 14% da Embasa. Aumento não, é assalto mesmo”, enfatizou o deputado, que também acusou o governador de chantagear os professores universitários ao condicionar a aprovação do reajuste da categoria ao congelamento dos salários até 2015.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]