CMFS: vereadores afirmam que Jorge Solla foi deselegante com a imprensa feirense; confira debates

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A visita do secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, à Feira de Santana, na manhã de terça-feira (22/03/2011), não causou boa impressão em alguns vereadores. José Carneiro (PDT) e Reinaldo Miranda – Ronny (PMN), por exemplo, teceram duras críticas ao representante do Estado com relação ao tratamento que foi dado aos profissionais de comunicação, durante a entrevista coletiva, realizada na sala de vídeo do Hospital Estadual da Criança (HEC).

“Todos sabem que se trata de um médico. Diga-se de passagem, um secretário competente, mas eu queria lamentar a forma e o tratamento dado a imprensa de Feira de Santana. Infelizmente, nós reconhecemos que existem dias em que o ser humano não tem a paciência necessária para responder algumas perguntas, mas aqueles que possuem cargo público não podem perder o equilíbrio”, disse José Carneiro, se referindo a Jorge Solla.

Roque Pereira (PT do B) declarou que algumas respostas do secretário de Saúde foram “grosseiras”, todavia afirmou também que certos profissionais de imprensa fizeram perguntas que contribuíram com a reação negativa de Jorge Solla. O edil relatou ainda que o experiente jornalista Valdomiro Silva chegou a alertar alguns colegas de imprensa sobre questionamentos feitos ao representante do Estado.

Em oposição à declaração de Roque Pereira, o vereador Jose Carneiro reconheceu que podem ocorrer questionamentos ofensivos, “mas isso não é motivo para que se responda da forma grosseira como o secretário de Saúde fez”, lamentou. Em seguida, ele disse que acredita que essa situação foi apenas um caso isolado, “pois não é rotina no cotidiano desse competente secretário de Saúde”, afirmou.

O vereador Marialvo Barreto (PT) afirmou ter se sentido envergonhado com algumas perguntas feitas por um pequeno setor da imprensa. “Todo mundo deve se preparar para fazer questionamentos, ao invés de fazer acusações”, observou. Para Ronny, a reação de Jorge Solla não condiz com a formação e educação que o secretário possui. “Ele passou uma deselegância muito grande”, disse.

Na oportunidade, o vereador criticou também a diretora do Hospital Estadual da Criança (HEC), Edilma Reis. Segundo Ronny, na entrevista coletiva, Ela agiu com “falta de educação” ao responder uma pergunta de um jornalista que sequer tinha sido direcionada a ela, e sim ao secretário. Ele disse que o questionamento do repórter foi sobre um discurso proferido na Câmara criticando o atendimento na unidade hospitalar. Conforme o legislador, a diretora do hospital de imediato respondeu: “é um vereador mentiroso”. Para Ronny, Edilma também foi deselegante nessa resposta.

Tourinho diz que Aeroporto João Durval é necessário ao desenvolvimento de Feira

“Feira de Santana não pode mais prescindir de um importante equipamento ao seu desenvolvimento. Se o aeroporto vai ser de passageiros, terminal de cargas ou de apoio; a nós o que interessa é que funcione”. A afirmação foi do vereador Roberto Tourinho (PSB), na sessão da Câmara desta quarta-feira (23), a respeito do suposto desinteresse do Governo do Estado em revitalizar o Aeroporto Governador João Durval Carneiro.

Na opinião do edil, Feira de Santana oferece todas as condições para ter um aeroporto de qualidade. Ele citou como exemplo, a importância do município para o estado da Bahia, o tamanho da cidade, a população, a localização geográfica e a sua infraestrutura. Tourinho disse que, embora seja da base do governo estadual, ele tem o livre arbítrio de reivindicar e contestar o que considera errado.

Em aparte, o vereador Roque Pereira (PT do B), sem divulgar a fonte, apresentou um dado sobre a venda de bilhetes aéreos na Bahia. “Há um levantamento que a região de Feira de Santana vende mais passagens aéreas do que Salvador e região metropolitana”, afirmou, defendendo também a reforma do terminal.

Na oportunidade, o vereador Angelo Almeida (PT) anunciou que no dia 29 deste mês será realizado um debate sobre o Aeroporto João Durval Carneiro na Rádio Sociedade, no horário das 15 às 17 horas, nos programas Rotativo News (radialista Joilton Freitas) e De Olho na Cidade (radialista Jorge Bianchi).

O petista informou também que hoje, em Salvador, às 16 horas, no Aeroporto Luis Eduardo Magalhães, terá uma reunião com o superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), para buscar mais informações a respeito do aeroporto de Feira de Santana.

Situação do Aeroporto de Feira de Santana motiva debate na Câmara

O vereador Carlos Alberto – Frei Cal (PMDB), em discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta quarta-feira (23), falou sobre a entrevista do secretário de Planejamento do Estado da Bahia, Zezéu Ribeiro, no programa Bom Dia Feira (Rádio Sociedade). Segundo ele, o referido secretário afirmou que o aeroporto de Feira de Santana não era prioridade do atual governo estadual, contrapondo o discurso do governador Jaques Wagner e da base aliada.

Frei Cal disse que essa declaração de Zezéu é grave, argumentando que o deputado estadual José Neto (PT) realizou uma audiência pública no Centro Industrial do Subaé (CIS), para discutir a questão da viabilidade e a melhoria do Aeroporto João Durval Carneiro. O edil relatou também que, há muito tempo, o ex-deputado federal Colbert Martins vem falando sobre a importância da recuperação do equipamento.

Em aparte, o vereador Marialvo Barreto (PT) também defendeu a revitalização do aeroporto de Feira. Na sequência, o petista disse que falou com o secretário Zezéu sobre sua proposta para ampliação de 500 metros na pista do Aeroporto João Durval Carneiro. “Eu não tenho todo o conhecimento na área, mas tive a felicidade de trabalhar cinco anos em aeroportos através do Departamento de Aviação Civil. E trabalhei para o governo na implantação de tarifas, em várias partes do Brasil”, disse.

O vereador Roque Pereira (PT do B) sugeriu não apenas a ampliação, mas a construção de uma nova pista. Ele declarou que é contraditória a situação de Feira de Santana, “pois fabrica aviões e não tem um aeroporto de qualidade”.

Para o vereador José Sebastião – Bastinho (PRTB), “temos de estar com os pés no chão. Feira de Santana não vai receber ninguém na Copa do Mundo, porque seleção nenhuma vai querer vir pela BR 324, a BR da morte. E o aeroporto de Feira não é prioridade como foi dito pelo secretário. Não adianta clamar. Feira de Santana não tem representatividade política com o Governo do Estado. O município só recebe simplesmente as migalhas. O Aeroporto João Durval vai continuar sendo campo de aviação”.

Novamente com uso da palavra, Frei Cal recomendou ao líder da bancada governista, Mauricio Carvalho (PR), que encaminhe ao secretário Zezéu as reivindicações que foram feitas ao secretário de Desenvolvimento do Turismo, Colbert Martins, a respeito do Aeroporto João Durval. O vereador também sugeriu uma sessão especial, na Câmara, com a participação do secretário estadual de Planejamento para discutir melhor o assunto.

Na oportunidade, Justiniano França (DEM) informou que sua assessoria já está viabilizando uma sessão especial com esse objetivo para o mês de maio deste ano, onde deverá ser convidado um representante do Estado e o ex-deputado Colbert Martins. “Não é justo que Feira de Santana venha a padecer pela falta de um aeroporto. É mais viável para o Governo do Estado revitalizar o terminal de Feira do que construir uma terceira pista no Aeroporto Luis Eduardo Magalhães, que está tendo problemas com o meio ambiente”, disse.

Maurício diz que nunca foi contra a implantação do Hospital da Criança

O líder da bancada governista, Maurício Carvalho (PP), em pronunciamento na Casa Legislativa, na manhã desta quarta-feira (22), afirmou que suas críticas ao Governo do Estado, no tocante ao Hospital Estadual da Criança (HEC), foram relacionadas ao piso salarial incompatível, carga horária e qualificação dos profissionais. Segundo o vereador, a matéria publicada hoje no Jornal Folha do Estado, intitulada “HEC deve firmar parcerias para fortalecer quadro profissional” ratifica seus questionamentos sobre a unidade de saúde.

De acordo com a nota lida por Maurício, “o objetivo da visita do secretário estadual de Saúde, neste município, foi tentar firmar convênios com universidades e faculdades da região de Feira de Santana. O secretário intensificou os entendimentos, para fortalecer a formação de mão de obra qualificada para área de saúde na região”. Na opinião de Maurício, ficou evidente na entrevista de Jorge Solla que faltam profissionais capacitados na unidade hospitalar.

O líder informou também que o secretário justificou que veio à Feira de Santana rever o Instituto Sócrates Guanaes e conversar com cerca de sete universidades e faculdades que possuem cursos de saúde. Maurício informou que o referido instituto gerencia a mão de obra do Hospital Estadual da Criança. “O secretário já admite que a mão de obra não vai bem”, declarou o edil.

A respeito das denúncias de Maurício no que diz respeito à inexperiência dos servidores do HEC e ao piso salarial incompatível, Jorge Solla declara, na referida matéria: “nós terceirizamos a gestão do Hospital. Cabe a esse gestor definir o piso salarial dos seus funcionários, eles aceitam se quiserem”. O vereador concluiu seu discurso, argumentando novamente que as preocupações dele sobre a unidade de saúde são pertinentes.

Aprovado projeto que obriga empresas de transporte a divulgar os direitos das crianças e dos adolescentes

As empresas concessionárias do transporte coletivo convencional em Feira de Santana, bem como os que fazem o transporte alternativo e complementar vão ter a obrigação legal de fixar cartazes ou material similar, em seus veículos que operam na prestação do serviço, versando sobre a Garantia dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes neste Município. É o que determina projeto de lei aprovado em primeira discussão, nesta quarta-feira (23) da Câmara.

O projeto é de autoria conjunta dos vereadores Maurício Carvalho (PR) e Angelo Almeida (PT) e deverá ser votado em segunda e última discussão na semana que vem. Em discurso defendendo a matéria, Maurício, que é advogado e foi secretário de Desenvolvimento Social nos primeiros dois anos do governo Tarcízio Pimenta, disse que a proposta será uma importante contribuição para o combate às infrações contra direitos sagrados das crianças e adolescentes na cidade.

O material de divulgação será definido pela Rede de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente e enviado para a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A lei deverá ser regulamentada pelo Poder Executivo, para entrar em vigor. O prazo será de 90 dias. Critérios a serem adotados e a fiscalização ao cumprimento da lei, conforme o projeto, deverão ser viabilizados pela Secretaria de Transportes e Trânsito.

Projeto proíbe venda de serpentina metálica em Feira de Santana

A Câmara aprovou na sessão desta quarta-feira (23) projeto de lei proibindo o uso, venda e distribuição de rojão de serpentina metálica e produtos similares, no município de Feira de Santana. A proposta, de autoria do vereador David Neto (PMN), tem caráter preventivo, em vista de grave acidente ocorrido em Minas Gerais.

Foi por causa da serpentina que a fiação elétrica da cidade de mineira de Bandeira do Sul se rompeu, causando a morte de 16 pessoas, por choque elétrico. A matéria deverá ser votada em segunda discussão na próxima semana. O vereador David Neto inspirou-se no lamentável episódio para apresentar o projeto, criando normas preventivas em Feira de Santana.

O projeto prevê que os vendedores ambulantes que praticarem a comercialização irregular terão os produtos apreendidos, sem direito a devolução ou restituição do valor referente a mercadoria. O artigo 4º determina: “se a serpentina metalizada estiver de posse de usuário, o material de que trata será apreendido, não cabendo ao infrator qualquer indenização”.

O descumprimento da lei acarretará em multa ao infrator da ordem de 5 mil Ufirs. Em caso de reincidência, o estabelecimento flagrado com a comercialização ilegal pode até ter cassado o seu Alvará de Funcionamento, expedido pela Prefeitura. O Poder Executivo deverá regulamentar a lei em um prazo de 30 dias.

Casas de shows, boates e similares devem ser obrigados a advertir sobre perigo do álcool no trânsito

Um projeto de lei de autoria do vereador Ewerton Carneiro (PTN), aprovado em segunda discussão pela Câmara de Feira de Santana, estabelece que casas de shows, boates, salões de festas e estabelecimentos similares ficam obrigados a exibir, em suas dependências, advertência sobre o perigo da associação entre bebida alcoólica e direção no trânsito.

As advertências devem ter caráter educacional e exibidas preferencialmente através de sistema de áudio e vídeo. O projeto prevê penalidades para quem não cumprir as medidas legais. A suspensão temporária das atividades realizadas pelo estabelecimento é a primeira das punições estabelecidas.

A empresa poderá sofrer até mesmo cassação do alvará de funcionamento, após 30 dias corridos da notificação. A lei deverá ser regulamentada pelo Poder Executivo, indicando os órgãos responsáveis pela fiscalização.

Aprovado em segunda votação projeto que dá caráter de lei à Feira do Livro

“Este evento, que já foi realizado em três edições, tem tudo para se tornar, no futuro, uma espécie de Bienal do Nordeste, à semelhança do famoso evento que acontece em São Paulo”, disse o vereador Carlos Alberto Costa Rocha, o Frei Cal (PMDB), sobre a Feira do Livro de Feira de Santana.

Projeto que dá caráter de lei ao evento, de autoria do peemedebista, foi aprovado em segunda e última votação na sessão desta quarta-feira (23) por unanimidade dos vereadores presentes e agora vai para a apreciação do Poder Executivo. O prefeito Tarcízio Pimenta deverá sancionar a lei.

Ele disse que as três primeiras edições da Feira do Livro revelam o crescimento desta promoção, que começou pela iniciativa da Arquidiocese de Feira de Santana. Nos dois primeiros anos, foi realizada na Praça da Matriz. Ano passado, os organizadores decidiram levar a Feira do Livro para a praça Rui Barbosa, conhecida Praça do Fórum, com uma estrutura bem maior.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.