Vereador diz que denuncias de David Neto sobre a Secretaria de Saúde de Feira de Santana devem ser apuradas

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O Governo Municipal anunciou na noite de ontem, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, as principais atrações que vão se apresentar na Micareta de Feira de Santana 2011, que ocorrerá no período de 28 de abril a 1º de maio. Partindo dessa premissa, o vereador José Carneiro (PDT), na sessão da Casa da Cidadania, desta terça-feira (29/03/2011), destacou a iniciativa da Prefeitura de contratar a Banda Chiclete com Banana e Cláudia Leitte, dentre os artistas de renome do Axé Music.

Para ele, o Poder Executivo Municipal, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, está dando uma grande oportunidade aos foliões de se divertirem acompanhando bandas consagradas. “A gente não poderia deixar de fazer esse registro, porque sempre ouvirmos críticas que a Prefeitura não contratava para a Micareta bandas consideradas de alto nível e de expressão nacional”, declarou.

Além de Chiclete com Banana e Cláudia Leitte, este ano a Prefeitura também está trazendo para o “Corredor da Folia”, Netinho, Margareth Menezes, Motumbá, Trem de Pouso, Luiz Caldas, Adão Negro, Negra Cor e Tonho Matéria.

Frei Cal questiona valor da contratação da banda Chiclete com Banana

“Com relação à Micareta, tem uma enquete no site da Câmara de Vereadores de Feira de Santana sobre a banda Chiclete com Banana, onde os internautas têm as seguintes opções: a) é mais uma atração de peso, b) é a melhor atração da festa e c) se ficar de fora, não fará falta. No total de 94 votos até o dia de ontem; 12,77% das pessoas votaram na primeira opção. 13,83% escolheram a segunda alternativa. E, por incrível que pareça, a terceira opção foi a mais votada com 73,40%. Então eu pergunto: será que vale a pena a Prefeitura contratar uma atração tão cara assim?”. O questionamento foi feito pelo vereador Carlos Alberto – Frei Cal (PMDB), hoje (29), na sessão legislativa.

O peemedebista ressaltou que não tem nada contra a banda Chiclete com Banana. “Eu particularmente já a conheço há muito tempo, desde época que eu morava em Salvador e quando estive a frente da Rádio Sociedade. É uma banda que a gente toca muito nas nossas emissoras, mas o que eu quero chamar a atenção é com relação ao cachê desse grupo, cujo valor não foi anunciado ainda pelo prefeito. A gente sabe que é um preço alto. Também não temos informações se a Prefeitura está fazendo parcerias com empresas privadas para que o Chiclete venha para Micareta, levando em consideração que inúmeras dificuldades já foram apresentadas pelo Governo Municipal”, declarou.

Frei Cal disse ainda que fica preocupado com o cachê concedido aos artistas locais. De acordo com ele, “‘os artistas da terra’ ficam em terceiro, quarto, quinto e sexto plano, em relação à Micareta de Feira de Santana”, acrescentando que, na semana passada, os músicos que estavam reivindicando o palco alternativo receberam a informação da Prefeitura que teriam que buscar patrocínios para tocar na festa.

Tourinho quer saber qual será a posição da Prefeitura sobre a liminar da Justiça em favor da Qualix

Em discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (29), o vereador Roberto Tourinho (PSB) criticou novamente a administração municipal. Ele leu nota publicada no blog Demais, do jornalista Dimas Oliveira, na qual é levantado um questionamento sobre a frequência do servidor Paulo Roberto Santos Brito, nomeado no Gabinete do vice-prefeito da cidade, Paulo Aquino.

“Perguntam ao Blog Demais quem é Paulo Roberto Santos Brito. Pelo decreto, ele foi nomeado pelo prefeito Tarcízio Pimenta, em 18 de outubro de 2010, para o cargo de assessor do Gabinete do vice-prefeito, símbolo DA-1. Quem pergunta informa que ele nunca foi visto em serviço e que tem domicílio em Santo Estevão”. O vereador lembrou ainda, que o motorista Marcos Paulo de Oliveira que, segundo ele está envolvido em saques indevidos no banco Subaé Brasil, também foi nomeado no gabinete de Paulo Aquino.

Em seguida, mudando o foco do discurso, Tourinho recordou que a Qualix foi beneficiada na semana passada por uma liminar concedida pela Justiça, que determina que a empresa retome a coleta de lixo no Município. O vereador oposicionista questionou sobre a posição da Prefeitura, já que foi firmado um novo contrato com outra empresa (Viva Ambiental) para realização deste mesmo serviço.

O legislador destacou mais uma vez o débito do governo com a Qualix que, segundo ele é de R$ 13 milhões, e voltou a dizer que a Viva Ambiental está envolvida no caso do desvio de R$ 200 milhões na cidade de Maceió, capital do estado de Alagoas.

Líder governista diz que empresa está inadimplente com o Município

O líder do governo Tarcízio Pimenta na Câmara de Feira de Santana, vereador Maurício Carvalho (PR), leu parecer da Procuradoria Geral do Município que justifica o fato da Prefeitura ainda não ter quitado o débito que possui com a empresa Qualix, cujo contrato com a administração foi rescindido.

Diz o documento, redigido em 17 de fevereiro deste ano: “Sobre os possíveis créditos existentes em favor da contratada, entendemos que a hipótese é de que sejam adotados os procedimentos necessários de apuração dos prejuízos causados à Administração, bem como os valores das multas aplicadas pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Secretaria Municipal de Meio Ambiente, incluindo-se os valores de débitos fiscais decorrentes da prestação dos serviços, devendo a liberação estar condicionada à demonstração de quitação de débitos fiscais e trabalhistas”.

Dessa forma, a quitação estaria condicionada ao pagamento dos valores que a Qualix deve ao Município. “A Qualix está inadimplente. Só uma multa referente ao meio ambiente gira em torno de R$ 200 mil. Foram 567 multas aplicadas, que até hoje não foram quitadas pela empresa”, afirmou Maurício Carvalho, que também garantiu que o governo tem uma pendência de R$ 8 milhões e não de R$ 13 milhões, como tem destacado repetidas vezes o vereador Roberto Tourinho (PSB).

Pouco antes de encerrar o discurso, o vereador governista lembrou de uma matéria publicada pelo jornal Folha do Estado, em 20 de agosto de 2010, na qual o oposicionista Roberto Tourinho fez referência a uma matéria da revista Veja, que destacava que o prefeito de Cuiabá, capital do Mato Grosso, havia rescindido o contrato com a Qualix porque a empresa estava em débito com aquele município. Segundo Maurício, no texto do jornal feirense, Tourinho questionava as atividades da Qualix, afirmando que a empresa estava “falida” e que a Prefeitura de Feira deveria se manifestar.

Vereador diz que denuncias de David Neto sobre a Secretaria de Saúde devem ser apuradas

Nesta terça-feira (29), na Casa da Cidadania, o vereador Roberto Tourinho (PSB), líder da oposição, cobrou a apuração rigorosa das denuncias apresentadas pelo colega David Neto (PMN), na sessão de ontem, quando o governista afirmou que estariam “vendendo exames dentro da Secretaria Municipal de Saúde”.

Tourinho se recordou de denuncia similar, apresentada no começo da atual legislatura pelo vereador Marialvo Barreto (PT). Ele destacou que na oportunidade, o petista foi bastante criticado, tendo sido alvo de “chacotas” e, inclusive, classificado como “mentiroso”.

Depois do aparte do vereador David Neto, que disse que apenas teve a intenção de destacar, na segunda-feira (28), a necessidade de um tratamento igualitário para todos, Tourinho pediu que constasse em ata todo o conteúdo do discurso de hoje, por entender que as afirmações do vereador do PMN, reafirmavam as declarações feitas no dia anterior e, segundo ele, com gravidade ainda maior.

A fala de David Neto motivou o vereador Marialvo Barreto a firmar que solicitaria formalmente à Mesa Diretora da Casa a gravação de áudio da sessão de ontem.

Ailton Mô denúncia descaso com a saúde pública em área do Estado

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara, vereador Ailton Araújo Rios – Mô (PSDB), nesta terça-feira (29), em seu discurso proferido na tribuna da Casa da Cidadania, afirmou que a área onde está localizado o Complexo Investigador Bandeira, 3ª Ciretran e o Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana (DPT) possui um dos maiores focos do mosquito Aedes aegypti (mosquito da dengue). Mô relatou ainda que na sessão legislativa de ontem, o vereador Lulinha (DEM) denunciou que neste mesmo local existem enormes ratos que até parecem capivaras.

Ailton Mô disse que a falta de higiene preocupa bastante a população. “Várias solicitações já foram feitas aos órgãos competentes para que o responsável por aquele equipamento possa dar uma condição melhor aos munícipes, sobretudo aquela comunidade do Luis Eduardo, Conjunto Jomafa e adjacências”, declarou, clamando por uma solução emergencial para o problema.

Na sequência, o vereador garantiu que ainda nesta semana a Comissão de Saúde da Casa da Cidadania e a Associação dos Moradores do Jomafa farão visita in loco para cobrar as devidas melhorias.

Líder da oposição critica prefeito e vereador e presta solidariedade à jornalista

“O mês de março na história do Brasil, sempre foi um mês politicamente ruim, desde os anos de 1964 quando ocorria a ditadura militar. Parece que neste mês as pessoas são restringidas do seu direito de liberdade”, afirmou Roberto Tourinho (PSB), na sessão desta terça-feira (29) na Câmara Municipal, se referindo ao prefeito Tarcízio Pimenta que recentemente decretou a criação de uma Comissão de Sindicância para apurar fatos referentes à sua pessoa.

O vereador ressaltou também o fato ocorrido neste mês, com a jornalista Kamila Medeiros. Ele fez referência a nota publicada pelo blog Aquibahia informando que a repórter foi agredida verbalmente em pleno exercício da sua atividade jornalística. Demonstrando solidariedade com a repórter, e sem citar o nome do suposto agressor, Tourinho recitou trechos do salmo 43, em seu pronunciamento.

Segundo o edil, “vivemos numa terra onde as pessoas não têm liberdade de expressão. Se hoje eu falo desse governo malfadado, repugnante, consequentemente tentam calar a minha voz. Se uma jornalista exercendo a sua atividade contraria os interesses de alguns, que mesmo momentaneamente se julgam poderosos, aí sofre as penalidades, as injustiças e as agressões”, afirmou o oposicionista, salientando que continuará fazendo denúncias contra o Governo Municipal.

O vereador disse que nesta quarta-feira anunciará o dia em que será realizada uma entrevista coletiva, onde os principais meios de comunicação do Estado da Bahia serão convidados para tomar conhecimento, mediante provas “inequívocas”, dos deslizes, que segundo Tourinho, estão sendo cometidos pela administração municipal de Feira de Santana.

Tom rebate declarações de Tourinho

Contrapondo o discurso do vereador Roberto Tourinho, o edil Ewerton Carneiro – Tom (PTN) se defendeu a respeito das supostas agressões a jornalista Kamilla Medeiros, argumentando que no blog Aquibahia existe uma edição onde confirma que já não há mais nenhum desentendimento entre ele e a profissional daquele veículo de comunicação.

“Eu não ia mais falar desse assunto devido à correção que o blog fez, mas como aqui o vereador citou, desabafou, insinuou a nossa pessoa, usou até a Bíblia. Eu nunca vi ateu usar a Bíblia. Eu quero dizer que o criador do céu e da terra está vendo tudo. Já conhecemos isso, na hora do apuro, da dor, da dificuldade procura colocar texto bíblico, procura falar de Jesus. Porém, no momento que faz acusações infundadas esquece-se de Deus, no momento em que joga um homem público e a sua família ao público, aí não se lembra de Deus”, disse Tom, se referindo ao discurso de Tourinho, sem citar o nome do líder da bancada de oposição.

Na sequência, o legislador garantiu que não tem problema nenhum com a imprensa, mas que apenas debaterá e responderá assuntos relacionados à política. “Estou aqui para debater política e não para tratar de assuntos familiares” disse ele, salientando que continuará autêntico e verdadeiro nos seus pronunciamentos.

Na oportunidade, o vereador teceu elogios a administração do chefe do Executivo municipal. “O prefeito veio de uma classe de baixo poder aquisitivo e vem trabalhando honestamente para o desenvolvimento de Feira de Santana. No entanto, isso incomoda, sobretudo, aqueles que só sabem falar e não fazem nada. Eu tenho o prazer, a satisfação e o orgulho de participar desse governo do homem íntegro que é Tarcízio”, concluiu Tom.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111241 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]