CMFS: vereador diz que apresentará documentos sobre o caso Subaé Brasil em entrevista coletiva

Vereador Luiz Augusto (Lulinha) comenta sobre incêndio em ônibus dentro do campus da Uefs.
Vereador Luiz Augusto (Lulinha) comenta sobre incêndio em ônibus dentro do campus da Uefs.
Vereador Luiz Augusto (Lulinha) comenta sobre incêndio em ônibus dentro do campus da Uefs.
Vereador Luiz Augusto (Lulinha) comenta sobre incêndio em ônibus dentro do campus da Uefs.

Incêndio em ônibus dentro do campus da Uefs repercute na Câmara

O vereador Luiz Augusto – Lulinha (DEM), durante a sessão legislativa da Câmara Municipal e Feira de Santana (CMFS), desta quarta-feira (30/03/2011), lamentou o incêndio, registrado na noite de ontem, em um ônibus coletivo da empresa Princesinha, fabricado em 2007, que estava estacionado no ponto do módulo seis do campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Ele classificou o ocorrido como ato de vandalismo. Na oportunidade, Lulinha parabenizou o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Flailton Frankles, que, segundo o legislador, está tomando todas as providências para identificar os culpados.

Para o vereador Roberto Tourinho (PSB), no momento, não se pode afirmar se o incêndio foi causado por ação criminosa ou falha mecânica. Ele disse que vai aguardar uma averiguação do desenrolar real dos fatos. “Vale ressaltar que, em momento algum aqui nesta Casa, jamais defenderíamos qualquer tipo de vandalismo”, afirmou.

O vereador de oposição acrescentou: “em momento algum não se justifica que alguém ateie fogo a um patrimônio particular porque está insatisfeito, mas há um ditado que diz: ‘quem avisa amigo é’. Talvez esse incêndio que ocorreu no campus da Uefs seja um aviso da população, de grupos, segmentos ou daqueles que entendem que o poder público precisa urgentemente modificar essa estrutura falida que é o transporte coletivo de Feira de Santana. São ônibus velhos, são tarifas caras, não se cumprem horários, desrespeitam idosos e deficientes”, declarou Tourinho, enfatizando que o Governo Municipal pretende reajustar a tarifa de ônibus para R$ 2,42.

O líder da bancada governista, Maurício Carvalho (PR), em consonância com Roberto Tourinho disse que é preciso aguardar o resultado das investigações sobre o referido incêndio, para não tomar medidas precipitadas. Todavia, salientou que seria muita coincidência não haver indícios de vandalismo. O vereador citou trechos de uma nota publicada no blog Demais sobre o assunto para contextualizar suas análises.

Segundo a matéria do blog Demais lida por Maurício: “O motorista José Jorge Santos Gomes e o cobrador se encontravam no interior do veículo esperando o horário para mais um balão da linha Uefs – Centro via Sobradinho, quando foram surpreendidos pelos homens que entraram por uma das portas traseiras com um vasilhame, derramaram combustível e atearam fogo. ‘Pensei se tratar de um assalto, mas eles mandaram que saíssemos correndo’, contou José Jorge, que nada pôde fazer para impedir a ação dos marginais. Um grande número de pessoas, principalmente estudantes, se aproximou do local do incêndio”.

O líder governista acrescentou: “coincidência também, logo depois da reunião do Conselho de Transporte, o Twitter do estudante Jader Dourado já dizia: ‘os jagunços são corajosos para bater em duas mulheres. Quero ver na terça. Tarcízio que não vá passear de carro por aí’. Isso pra mim é ameaça”, disse o vereador, completando que mais adiante na mesma página da referida rede social havia a seguinte frase: “Fora Tarcízio e a máfia do Sincol”.

Tarifa de ônibus

Na sequência, o legislador apresentou um levantamento dos aumentos das tarifas do transporte coletivo de Feira de Santana de 2001 até 2010. De acordo com ele, em 2001 houve dois reajustes. Posteriormente, conforme frisou, a passagem de ônibus teve aumento anual. “Os dois reajustes que ocorreram na administração atual foram abaixo dos demais dados de 2001 até agora”, argumentou Maurício, enfatizando que não há como fugir de aumento de tarifa.

O vereador também defendeu o Governo Municipal, citando cidades de porte médio no Brasil cujas tarifas estão acima da aplicada em Feira de Santana, neste ano: “Sorocaba (valor da passagem de ônibus R$ 2,65), São José dos Campos (R$ 2,50), São Bernardo (R$ 2,90), Santo André (R$ 2,90), Ribeirão Preto (R$ 2, 40), Porto Velho (R$ 2,60), Florianópolis (R$ 2,38), Duque de Caxias (R$ 2,50), Cuiabá (R$ 2,50), Campo Grande (2,50)”. O líder governista salientou que o reajuste na tarifa do transporte coletivo de Feira de Santana, no valor de R$ 2,37, ainda não foi decretado, podendo inclusive diminuir o preço, após avaliação do prefeito.

Maurício concluiu seu pronunciamento, destacando uma nota publicada no blog Farinha no Saco, onde o ex-secretário municipal de Comunicação, Edson Borges, afirma que “o que determina a elevação nas tarifas de transportes públicos, em todo o Brasil, é o aumento de custos com pneus, combustíveis, salários, veículos, autopeças, ou seja, nada que tenha preços controlados pelas prefeituras”.

Aprovada licença para viagem do prefeito Tarcízio Pimenta ao exterior

Apreciado em discussão única, foi aprovado na sessão desta quarta-feira (30) da Câmara, Projeto de Decreto Legislativo concedendo licença ao prefeito Tarcízio Pimenta, para que ele possa fazer uma viagem ao exterior. No início do mês de abril o chefe do Executivo deverá seguir a Washington, nos Estados Unidos, onde participa de encontro internacional de líderes promovido pela Microsoft, tendo como tema assuntos relacionados à tecnologia.

Vereadores de oposição e da base governista travaram um debate sobre a viagem do prefeito. O oposicionista Roberto Tourinho protestou. Segundo ele, não há razão para qualquer reconhecimento ao governo, na área da educação em Feira de Santana. “A merenda escolar não chega às escolas. Os índices no Ideb são piores que os de muitas pequenas cidades baianas”.

Conforme Tourinho, a Microsoft, contratada pela Prefeitura para fornecer equipamentos de informática e que, recentemente, firmou convênio com o Município para venda consignada de notebooks a servidores, convidou o prefeito por interesses financeiros.

“Há descrédito da Prefeitura com o aluno. Esse prêmio é uma estratégia do mercado europeu e americano para deslumbrar gestores do terceiro mundo. Quem vendeu os equipamentos deve estar pagando passagens e hospedagens. Voto favorável para que ao menos o prefeito visite uma escola americana, para trazer sugestões que visem modernizar a educação”, disse o vereador Marialvo Barreto.

Para o vereador Justiniano França, que faz parte da bancada do governo, mais importante que qualquer título que o prefeito venha a receber em sua viagem aos Estados Unidos, é a representação de Feira de Santana em um evento na capital americana que reúne líderes importantes de várias partes do mundo.

O líder da bancada governista, Maurício Carvalho, declarou que a oposição quer minimizar a importância de um evento de alto nível internacional e que reconhece o trabalho realizado em Feira de Santana na informatização das áreas de educação e saúde. Lembrou que o governador Jaques Wagner também deverá participar do encontro e que um dos palestrantes do encontro é o ex-presidente Lula.

Agremiações e ligas amadoras vão poder usar praças esportivas para publicidade

Ligas, associações e clubes amadores de Feira de Santana serão autorizados a utilizar os espaços públicos, reservados a atividades esportivas, como palco para sediar jogos amistosos e certames municipais, intermunicipais e estaduais para divulgar seus parceiros e patrocinadores. Projeto de lei concedendo a autorização foi aprovado em segunda e última discussão pela Câmara. O autor da proposta é o vereador Ailton Araújo – Mô (PSDB).

De acordo com o projeto, a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer será responsável por cadastrar e autorizar as equipes que desejem fazer uso dos espaços para divulgação de seus brasões, patrocinadores e parceiros. O cadastramento será obrigatório.

A autorização somente será concedida após a agremiação ou entidade interessada assinar termo de compromisso assumindo a obrigação de que usará como meio de divulgação, peças de publicidade com formatos especificados no projeto, a exemplo de placas, faixas banners e cavaletes, cada um deles com medida determinada. Será vetado o recurso da pintura das paredes internas ou externas, fachada e teto do espaço esportivo, para fins de publicidade.

Denúncia de David Neto sobre a Saúde do Município ainda gera polêmica na Câmara

O vereador Carlos Alberto – Frei Cal (PMDB) sugeriu que a oposição convoque o Ministério Público Federal (MPF) para apurar as denuncias apresentadas na sessão da última segunda-feira (28), pelo vereador David Neto (PMN), sobre a Secretaria Municipal de Saúde. “Se trata de um dinheiro federal que deve ser usado para o bem-estar da população, que deve ser aplicado na melhoria da Saúde. Não podemos aceitar essa situação. O Ministério Público deve ser acionado”, observou.

Em relação a possibilidade de convocação do MPF, David Neto disse que não há necessidade de uma intervenção, afirmando que não existe desvio de verba pública na Secretaria Municipal de Saúde.

“Eu passei a perceber que o secretário Getúlio Barbosa está tentando desmanchar um arsenal que alguns políticos colocaram na Secretaria Municipal de Saúde. Aqui se media o político forte, de acordo com a quantidade de funcionários indicados que este possuía na Secretaria. Não há nada que dê mais votos do que marcação de consultas”, afirmou o vereador petista Marialvo Barreto.

Na sequência, Marialvo mencionou uma denúncia que fez na Câmara, em 2009, a respeito de marcação de consultas médicas – em dois computadores de um vereador da base governista – sem passar pela central de regulação da Secretaria Municipal de Saúde.

“Aqueles que me chamaram de mentiroso, engulam agora essa palavra. Quando denunciei guias amarelas e os computadores com as listas de consultas, foi uma correria para apagar os arquivos. Houve até ameaça ao presidente caso mandasse buscar os computadores de fulano”, disse Marialvo, acrescentando que, na ocasião de sua denúncia, um cidadão lhe entregou cerca de 30 guias amarelas, inclusive, algumas em branco, mas assinadas por um médico. Segundo ele, apesar das evidências, algumas pessoas desconfiaram das provas. O petista sugeriu a intervenção da Polícia Federal para apurar os fatos.

O corregedor da Casa da Cidadania, Roque Pereira (PT do B), comentou sobre a suposta venda de exames. De acordo com o legislador, nem todos os casos de denúncia devem ser encaminhados para a Corregedoria. Porém garantiu que os vereadores denunciantes serão ouvidos. O edil ressaltou que não admitirá nenhum tipo de pressão em relação a esse caso, porque todos sabem que existe um Código de Ética em funcionamento na Câmara.

Na oportunidade, o vereador David Neto sugeriu mais união entre os vereadores, sobretudo para que a marcação de exames seja realizada nas unidades de saúde. Ele disse que não há necessidade de levar o caso dele para a Corregedoria, argumentando que o seu objetivo é defender os interesses dos menos favorecidos, principalmente aqueles que têm mais de dois anos sem conseguir marcar exames. “O que estamos procurando fazer é levar benefícios a todos os PSFs de Feira de Santana. Não é conceder privilégios para alguns, enquanto outros não conseguem nada”, afirmou.

Frei Cal denuncia descaso com artistas feirenses

O vereador Carlos Alberto Costa da Rocha – Frei Cal (PMDB) denunciou na sessão desta quarta-feira (30), na Câmara Municipal de Feira de Santana, que o grupo feirense Trilogia do Reggae, composto pelos cantores e compositores Dionorina, Gilsam e Jorge de Angélica, ainda não recebeu o cachê referente a apresentação na Exposição Agropecuária de Feira de Santana (Expofeira), realizada entre os dias 5 e 12 de Setembro de 2010.

Frei Cal citou mais uma vez a contratação da banda Chiclete com Banana, pela Prefeitura de Feira, para participar da Micareta deste ano, enfatizando que nada tem contra a conhecida atração, mas que os cantores e compositores locais também devem ser respeitados. “Como os artistas feirenses podem se manter e fazer música sem receber o valor combinado por uma apresentação?”.

Segundo o peemedebista, o cantor Dionorina não participou da festa de lançamento da Micareta 2011, realizada na última segunda-feira (28), como forma de protesto pelo fato da Prefeitura ainda não ter quitado o acordo firmado com a banda Trilogia do Reggae há seis meses.

O vereador também manteve contato com o cantor Jorge de Angélica que por sua vez, afirmou ter sido informado por um preposto da administração municipal, que só estão sendo feitos os pagamentos para os artistas que se apresentaram por cachês que variam entre R$ 3 e R$ 5 mil.

Em aparte, o líder do governo Maurício Carvalho (PR) disse concordar com Frei Cal no que diz respeito ao direito que as atrações têm de receber o valor combinado com a Prefeitura de Feira e garantiu que tentaria interceder para resolução do problema. Pouco tempo depois, o vereador governista informou que 39 bandas e músicos em geral receberão seus respectivos cachês, que estão em atraso, nesta quinta-feira (31).

Vereador diz que apresentará documentos sobre o caso Subaé Brasil em entrevista coletiva

O vereador Roberto Tourinho (PSB) anunciou durante a sessão desta quarta-feira (30), no plenário da Casa da Cidadania, que vai apresentar juntamente com os demais vereadores que fazem oposição ao prefeito Tarcízio Pimenta, documentos referentes ao caso do banco Subaé Brasil. Ele informou que uma entrevista coletiva com esta finalidade será concedida na próxima segunda-feira (4 de abril), a partir das 15 horas, no auditório do Feira Palace Hotel.

Roberto Tourinho garantiu que mostrará cheques de autoridades municipais. “Vamos mostrar tudo sobre o episódio do Subaé Brasil. Mas, vamos focar apenas em assuntos relativos a Feira de Santana, por que existem outras questões sobre este tema”, afirmou.

O líder da oposição disse que a bancada composta por ele e pelos vereadores Angelo Almeida e Marialvo Barreto, ambos do PT, e Frei Cal (PMDB), não fará qualquer denúncia que não esteja devidamente documentada. “Não apresentaremos nada sem que tenhamos provas”, prometeu.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109818 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]