Várzea Grande: ONG irá acompanhar caso de professor acusado de assédio sexual

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A Organização Não Governamental Contra a Pedofilia, presidida pelo vereador Várzeagrandense irá acompanhar, o caso do professor da Escola Estadual Deputado Domervil Faria, em Pontes e Lacerda, acusado por suposto assédio sexual contra alunos. “É uma denúncia grave que deve ser apurada”, disse o presidente da ONG MT contra a pedofilia, Antonio José de Oliveira, (Toninho do Gloria) que vai acompanhar de perto a solução do caso.

As denúncias serão apuradas por Comissão de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), que também vai analisar os atos do então diretor da unidade escolar, Claricindo Gonçalves de Souza, suspeito de “acobertar” o crime e ainda tentar convencer os pais de alunos a retirar a “queixa” contra o professor.

O professor Luis Carlos é acusado de aliciar menores de idade em troca de favores pedagógicos, além disso, teria recebido cota de alunos para aquisição de apostilas e não entregue as mesmas, nem devolvido os valores arrecadados, descumprido ordens superiores.

Caso sejam comprovadas as irregularidades, o professor deverá responder por inobservância de normas legais e regulamentares, falta de lealdade às instituições a que serve; manter conduta incompatível com a moralidade administrativa, falta de zelo e dedicação às atribuições do cargo, valer-se do cargo para tirar proveito pessoal.

Segundo o presidente, Toninho do Gloria irá acompanhar o caso e averiguar o que é possível na ação. “Caso seja realmente culpado, a penalidade deve ser aplicada. É inadmissível cometer um ato desses. Coisas que repudiam a moral, os bons costumes e que ferem a cidadania e a sociedade a ONG MT contra a pedofilia repudia”, afirmou Toninho.

PEDOFILIA: Unidos pelo fim da exploração de crianças e adolescentes

Combater a exploração sexual de crianças e adolescentes essa é a proposta do Portal Todos Contra a Pedofilia MT, que poderá receber a adesão da Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso,Tribunal de Contas do estado,Governo de Mato Grosso,Câmara Municipal de Cuiabá, Agecopa,Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano de Cuiabá, Secretaria Estadual de Trabalho Emprego e Assistência Social,Sala da Mulher,AMM.

O diretor do portal Todos Contra a Pedofilia MT enviou oficio as entidades citada acima solicitando apoio para manter o site tendo em vista que o portal “Todos contra a Pedofilia MT” tem como objetivo precípuo levar aos internautas e à sociedade de um modo geral todas as informações e noticias disponíveis sobre o assunto. Baseados nas estatísticas que mostra o Brasil como o maior consumidor de pornografia infantil mundial pretendemos tornar cada vez mais efetivo o combate ao crime da pedofilia através de esclarecimentos contundentes e eficazes.

O diretor destacou que é preciso desenvolver ações antes e durante a Copa do Mundo, na prevenção e no combate à exploração sexual de crianças e jovens.

Cerca de 600 mil turistas estrangeiros devem visitar o Brasil durante o evento, daí a preocupação, como admite a Diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia, João Batista. “A Copa vai trazer grandes benefícios para o Brasil e para Mato Grosso, mas também atrairá muitos turistas que podem estar vindo com fins sexuais. Esses são criminosos. É uma preocupação grande e um trabalho maior ainda, pois temos que sensibilizar donos de hotéis, bares e restaurantes para que não permitam que aconteça esse tipo de crime em seus estabelecimentos e, se acontecer, devem denunciar”, afirmou.

“Se houver o fenômeno da prostituição com pessoas acima de 18 anos, teremos um problema social importante, mas quando isso acontece com pessoas abaixo de 18 anos é uma violação de Direitos Humanos. Então temos de enfrentar com vigor e uma pressa absolutamente especiais”, disse João Batista.

Daí a importância da mobilização dos agentes multiplicadores. Por isso o Portal vai realizar a maratona “Mato Grosso de Mãos de Dadas Contra a Pedofilia”.

A direção do portal Todos Contra a Pedofilia MT pretende realizar durante o ano de 2011 uma grande campanha de enfrentamento a pedofilia no estado. Embora não haja em nós poder para impedir que a pedofilia aconteça dentro de casa, através da informação, é possível interromper o ciclo de escravidão sexual ao qual a vítima é submetida. Por isso, motivamo-nos a agir.

Nossa ação contemplará, inicialmente, todas as escolas da rede pública (estaduais e municipais). Levaremos às crianças com Faixas etárias compreendida entre 4 e 14 anos informações sobre o que é a pedofilia, como ela ocorre geralmente e a quem recorrer em caso de vitimização. Em 2010 tivemos como grandes parceiros o Conselho tutelar, Creas e Conselho Municipal dos direitos das crianças e adolescentes,sala da mulher no comando da Janete Riva,presidente da Assembléia Legislativa Deputado José Riva,coronel Taborelli,secretario de assistência social de Cuiabá Mário Lúcio,promotora Lindinalva Rodrigues,promotora Sasenazy Soares,delegada Ma ra Rubia,secretaria Roseli Barbosa.

Encontramo-nos na fase de formatação do projeto para apresentação aos parceiros a exemplo do deputado José Riva da sua esposa Janete Riva a quem nos espelhamos nessa luta.

O voluntário João Batista de Oliveira (portal Todos Contra a Pedofilia MT), têm se reunido semanalmente com vários parceiros a fim de concluir a elaboração do projeto.

Precisaremos muito de você! Seja qual for a sua profissão. Queremos cobrir toda a cidade com essa ação que só será impactante se contar com seu apoio e engajamento. Finalizou o diretor do portal Todos Contra a Pedofilia MT, João Batista de Oliveira.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110909 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]