Trabalho de revestimento no prédio da UPA tem início a partir de segunda-feira. Leia esta e outras notícias da PMFS

Trabalho de revestimento no prédio da UPA tem início a partir de segunda-feira. Leia esta e outras notícias da PMFS.
Trabalho de revestimento no prédio da UPA tem início a partir de segunda-feira. Leia esta e outras notícias da PMFS.

Trabalhos estão concentrados na cobertura do prédio

O revestimento das paredes internas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Feira de Santana será colocado a partir de segunda-feira (4/03/2011). Durante esta semana, os 15 operários trabalham na execução do reboco das paredes externas e implantação de aresta das janelas e portas.

Além disso, os trabalhos estão concentrados na cobertura do prédio, segundo o técnico de edificações, José de Lima. “Estamos na fase de acabamento, finalizando o reboco para começar a colocar o revestimento e, em seguida, os pisos serão assentados”, informa o técnico.

A expectativa é que a obra seja concluída dentro de 120 dias. O trabalho está sendo realizado pela empresa 5 M Construções e Empreendimentos e envolve recursos da ordem de R$ 1 milhão.

A Unidade de Pronto Atendimento vai funcionar 24h, prestando serviços especializados nas áreas clínica, pediatria e enfermagem. Também vai realizar exames diversos, a exemplo de raio-x e laboratório, com funcionamento ininterrupto. A UPA é localizada na rua Gália, 70, loteamento Jardim dos Namorados, bairro Mangabeira.

200 inscritos para Centro Digital

Cursos terão material produzido pela Microsoft

O Centro de Formação Digital situado no bairro Baraúnas já efetuou cerca de 200 inscrições para os cursos de capacitação e qualificação profissional. O equipamento é o maior do gênero no norte-nordeste. Conta com duas salas de 50 metros quadrados, com 40 computadores. Funcionará nos três turnos, oferecendo cursos básicos de informática, além do acesso à internet para pessoas de baixo poder aquisitivo.

Após a primeira etapa de inscrições o equipamento será inaugurado. O diretor presidente da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, César Orrico, observa que os cursos serão aplicados conforme material produzido pela Microsoft, através da parceria com a Prefeitura de Feira de Santana.

Os cursos serão divididos por faixa etária. César Orrico ressalta que o objetivo é facilitar o aprendizado de todos. “Não poderemos incluir na mesma turma adultos e crianças para o curso de alfabetização digital, por exemplo. Se a criança possuir mais conhecimento sobre informática do que o adulto, é lógico que este ficará inibido”, explica.

Os conteúdos dos cursos deverão abordar, além dos programas de informática, conceitos e funções das peças que permitem o funcionamento do computador. “A abrangência dos cursos poderá até proporcionar o despertar de vocações nos alunos. De repente, estaremos contribuindo para que um deles se torne futuramente um técnico em informática”, acrescenta.

O Centro Digital conta ainda com dois sanitários (masculino e feminino), pátio, administração, almoxarifado, estacionamento, área de circulação e rampa de acesso. O prédio está compreendido dentro de uma área de 330 metros quadrados e fica situado na Rua Deraldo Alves Costa, no bairro Baraúnas.

Balanço de atendimentos dos Caps

5.807 procedimentos no primeiro bimestre de 2011

As cinco unidades Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Feira de Santana registraram 5.807 atendimentos no primeiro bimestre de 2011. O balanço foi divulgado pela Rede Municipal de Atenção em Saúde Mental. Deste total, 909 consultas foram realizadas com psicólogo, 2.994 com médico, 803 com enfermeiro, 424 com assistente social, 322 com terapeuta ocupacional, 203 com pedagogo, 14 com musicoterapeuta, 114 com fonoaudiólogo e 24 com arte terapeuta.

As atividades desenvolvidas em grupo, voltadas ao esporte e lazer, como oficinas terapêuticas, totalizam 320 no bimestre. As visitas domiciliares realizadas nos dois meses correspondem 183. De acordo com a coordenadora da Rede de Atenção em Saúde Mental, Rosana Falcão, a quantidade de atendimentos é expressiva e revela o importante papel exercido pelos Caps.

“As pessoas que sofrem de algum sofrimento psíquico ou que tem problemas com uso abusivo de álcool e outras drogas, precisam de acompanhamento adequado. Os Caps têm oferecido a assistência que elas necessitam e o volume de atendimentos mostra que a busca pelo serviço tem aumentado”, ressalta.

Além de realizarem o acompanhamento clínico, os Caps têm a função de promover a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. Para usuários que fazem uso abusivo de substâncias psicoativas, é disponibilizado atendimento específico. Os pacientes que encontram-se no sistema intensivo recebem três refeições e aqueles que participam de oficinas e não dispõe de passe livre é beneficiado com vale transporte.

As cinco unidades instaladas em Feira de Santana são Caps II Silvio Marques, Caps II Oscar Marques, ambos atendem pacientes com transtorno mental acima de 18 anos; Caps i Osvaldo Brasileiro Franco, destinado para menores de idade; Cads Ad Gutemberg de Almeida, direcionado aos usuários de álcool e outras drogas, a partir de 12 anos; e Caps III João Carlos Lopes Cavalcante, para tratamento de transtornos mentais graves, que funciona 24 horas.

Atualmente, mais de 18 mil pacientes estão cadastrados nas cinco unidades dos Caps. A maioria deles sofre de depressão, esquizofrenia ou transtornos ociosos.

Sedec divulga preços

Pesquisa realizada em três supermercados da cidade

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Sedec), através do Núcleo de Informações e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nipes), divulgou esta semana a cotação de preços dos produtos que compõem a cesta básica em Feira de Santana.

A pesquisa foi realizada em três supermercados da cidade, G Barbosa, Hiper Bom Preço e J Santos, além do Centro de Abastecimento. Os preços dos produtos foram pesquisados na segunda-feira (28) e terça-feira (29).

O Centro de Abastecimento é o local que o consumidor encontra a carne de primeira mais em conta: R$ 12,00 a R$ 13,00, o quilo. No G. Barbosa, o preço do quilo do produto está variando entre R$ 15,99 a R$ 17,76. No Bom Preço e no J. Santos, o mesmo produto pode ser encontrado até por R$ 16,90, o quilo.

O quilo do frango custa mais barato no Hiper Bom Preço. É encontrado por R$ 4,15. No G. Barbosa os preços variam entre R$ 4,23 a R$ 4,59. No J. Santos o frango inteiro custa R$ 5,25e no Centro de Abastecimento por R$ 4,50.

O quilo do açúcar está custando R$ 1,90, no Centro de Abastecimento. No G. Barbosa, o mesmo produto é encontrado até por R$ 2,69. No Bom Preço, os valores variam entre R$ 3,70 a R$ 2,40. Já no J. Santos o consumidor paga de R$ 2,09 a R$ 2,98, e no Centro de Abastecimento, o mesmo produto está custando R$ 1,90, o quilo.
Mototaxistas mais uma vez reunidos

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106704 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]