Professores da rede pública de ensino do estado da Bahia paralisam as atividades em 28 municípios

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Professores da rede pública de ensino do estado da Bahia paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (16/03/2011), em campanha pelo piso salarial nacional do magistério. O protesto tem duração de 24 horas, onde os profissionais de educação vão realizar seminários em diversas cidades do sertão.

Estão envolvidos na manifestação que tem como objetivo também modificar um texto de lei que está em trâmite no Congresso Nacional, 28 municípios, conforme afirma o professor Germano Barreto, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB).

“A lei foi aprovada pelos deputados, e o senado modificou fazendo a interpretação que o piso salarial seria corrigido pelo Ministério Público de Contas ou pelo menor valor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), dos dois seria escolhido o maior valor”, afirmou Barreto.

Barreto ainda acrescenta que a lei também aprovada pelo MEC não atende as necessidades da categoria.

Atualmente, o piso salarial dos professores é de R$ 1.024, valor referente a 40 horas de trabalho. No entanto, em alguns locais da Bahia os profissionais recebem ainda quase a metade da remuneração estipulada. Feira de Santana tem um dos menores salários para a categoria, R$ 572,12. Municípios próximos a Feira como São Gonçalo dos Campos e Conceição da Feira possuem valores salariais maiores, R$781 e R$ 593,54, respectivamente.

Em decorrência disso, os professores se reúnem, em frente à Prefeitura Municipal de Feira de Santana, na manhã desta quarta-feira (16/03/2011), apresentando gráficos dos valores recebidos em cada um dos 28 municípios participantes.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]