Prefeitura de Feira de Santana lança campanha de IPTU 2011 com 20% de desconto

Tarcízio Pimenta: O governo está lutando para implantar a nota fiscal eletrônica, além de fazer estudos para desenvolver o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) da cidade. Com esse plano, será possível ter uma panorâmica da cidade e mostrar a fotografia do imóvel de cada um no próximo carnê.
Tarcízio Pimenta: O governo está lutando para implantar a nota fiscal eletrônica, além de fazer estudos para desenvolver o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) da cidade. Com esse plano, será possível ter uma panorâmica da cidade e mostrar a fotografia do imóvel de cada um no próximo carnê.
Tarcízio Pimenta: O governo está lutando para implantar a nota fiscal eletrônica, além de fazer estudos para desenvolver o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) da cidade. Com esse plano, será possível ter uma panorâmica da cidade e mostrar a fotografia do imóvel de cada um no próximo carnê.
Tarcízio Pimenta: O governo está lutando para implantar a nota fiscal eletrônica, além de fazer estudos para desenvolver o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) da cidade. Com esse plano, será possível ter uma panorâmica da cidade e mostrar a fotografia do imóvel de cada um no próximo carnê.

IPTU com desconto de vinte por cento

Os contribuintes que efetuarem o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em cota única terão desconto de 20% até o dia 7 de abril. Neste ano, a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal da Fazenda, vai distribuir 72 mil carnês até o dia 28 de março, enquanto foram 66 mil em 2010.

Já as pessoas quem efetuarem o pagamento após o dia 7 de abril terão acréscimo de multa e juros sobre o valor a ser recolhido, podendo parcelar o pagamento em até cinco vezes, com taxa mínima de R$ 30 por parcela. A campanha do IPTU 2011 intitulada “Por você” foi lançada pelo prefeito Tarcízio Pimenta na manhã desta quarta-feira (02), no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo.

De acordo com o secretário municipal da Fazenda, Wagner Walter Gonçalves, o desconto de 20% é muito significativo. “Nossa previsão é arrecadar R$ 18 milhões de reais este ano para aplicá-lo em obras, iluminação pública e diversos benefícios para a população”, ressalta, acrescentando que serão revertidos 25% para a educação e 15% para a saúde.

Por sua vez, o prefeito Tarcízio Pimenta considera que o IPTU representa um chamamento da população para cumprir suas responsabilidades com o Município e obter, conseqüentemente, melhorias no transporte coletivo, saúde, educação e saneamento básico, dentre outros benefícios.

“O governo está lutando para implantar a nota fiscal eletrônica, além de fazer estudos para desenvolver o novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) da cidade. Com esse plano, será possível ter uma panorâmica da cidade e mostrar a fotografia do imóvel de cada um no próximo carnê”, destaca Tarcízio Pimenta.

Segundo o consultor comercial dos Correios, José Silval Pólvora, a empresa vai seguir o cronograma de distribuição estabelecido pela Secretaria da Fazenda. “Queremos cumprir o prazo de entrega rigorosamente e vamos trabalhar até aos sábados para concluir o trabalho dentro de uma semana”, disse.

A secretaria vai estar de plantão, das 7 às 17 horas para atender os contibuintes que não receberem o carnê. O pagamento pode ser quitado nas agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC e Casas Lotéricas.

Dos 181 mil imóveis existentes em Feira de Santana, 70 mil estão isentos do imposto. Este número inclui residências de baixa renda, cujo valor não justifica a emissão do carnê, a exemplo dos beneficiados do “Minha Casa, Minha Vida” e igrejas.

Quem quiser efetuar o pagamento já pode acessar o sitehttp://www.sefaz.feiradesantana.ba.gov.br/ para emitir o documento de arrecadação, em posse do número de inscrição. Mais informações podem ser obtidas no Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf), na rua Barão de Cotegipe.

Serviços para o Minha Casa, Minha Vida

Representantes da Prefeitura de Feira de Santana e da Caixa Econômica Federal (CEF) vão se reunir com o Ministério das Cidades no dia 23 de março, em Brasília, para verificar os serviços disponíveis nos residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida de Feira de Santana; identificar as necessidades e pleitear os serviços necessários para estas localidades.

A audiência entre as três repartições foi um dos temas da reunião entre o prefeito Tarcízio Pimenta e representantes da Caixa Econômica na manhã desta quarta-feira (2), na Superintendência da agência, localizada na rua Aristides Novis, Centro.

Segundo o prefeito Tarcízio Pimenta, os governos Federal e Estadual precisam ser parceiros para melhor atender a população do município. “É importante que estas repartições também façam sua parte. A Prefeitura vai se mobilizar no que for pertinente para atender nossa comunidade”, ressalta.

O superintendente regional da Caixa Econômica, José Raimundo Cordeiro, já se reuniu com o Ministério das Cidades para tratar do programa. Numa próxima audiência com a presença do prefeito serão discutidos serviços que poderão ser implantados no Minha Casa, Minha Vida.

Durante a reunião, a CEF também pediu celeridade da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, para encaminhar o nome dos selecionados para cada empreendimento. O prefeito se comprometeu a resolver a situação.

Também participaram da reunião a assistente social Diana Carla Cunha, representando a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Gerusa Sampaio, e o coordenador de Assistência Social e Trabalho Social, Cleóstenes Ferreira.

Restaurante Popular não funciona na segunda

O Restaurante Popular do Centro de Abastecimento não funcionará na segunda-feira (7), devido ao recesso do Carnaval, que será comemorado na terça (8). Na quarta-feira (9) o serviço volta ser oferecido normalmente. Em média, mais de mil pessoas almoçam diariamente no restaurante, que fornece refeição completa a R$ 1,00.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico está realizando neste mês o recadastramento dos usuários. A iniciativa visa o controle interno do órgão. O secretário Magno Felzemburg lembra que o último levantamento aconteceu há sete meses. “Precisamos fazer um recadastramento para atender somente as pessoas necessitadas, ou seja, aquelas que não tem poder aquisitivo suficiente para almoçar em outros locais”, explica.

Na próxima quarta-feira o cardápio terá farofa de banana, toscana assada, moqueca de ovos, arroz, feijão, paçoca e suco de caju. Na quinta-feira serão servidos: salada de couve com abacaxi, frango ensopado, hambúrguer bovino, arroz e feijão, melancia de sobremesa e suco de umbu. O atendimento aos consumidores no restaurante é das 11 às 14 horas.

Saúde Digital viabiliza 5 mil exames no CMDI

O Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI) Dr. Luiz Eugênio Laurine realizou 4.846 exames após a implantação do Programa Saúde Digital, desenvolvido pelo Governo Municipal para modernizar o sistema de saúde pública municipal. Os dados são referentes apenas a 21 dias de funcionamento da informatização do serviço e também possibilita um maior atendimento de demanda.

Dentre os exames, foram realizados 987 raios-X e mamografias, 3.348 ultrassonografias e mais 511 eletrocardiogramas. “Nossa pretensão é ampliar gradativamente a capacidade de atendimento, podendo chegar a até cinco mil ultrassonografias por mês”, ressalta a diretora do CMDI, Ivonilda Euzébio dos Santos.

Com a informatização, o atendimento ao público foi totalmente reformulado. Tornou-se mais ágil com menos burocracia. Os pacientes passaram a ser chamados para exames através de três monitores, onde além da foto também é chamado pelo nome e indicado o setor de atendimento.

Além disso, os laudos dos exames passam a ser inseridos nos computadores, podendo ser acessados pelos médicos através de rede informatizada. Com isso, serão dispensados papéis, evitando perdas e proporcionando economia para o Município, inclusive com controle mais rígido.

Para implantação do sistema informatizado, o prédio do CMDI passou por reforma geral, ganhando pintura, substituição de piso, troca de portas, manutenção das instalações elétrica e hidráulica e ainda cobertura da varanda, oferecendo mais conforto para os pacientes que procuram os serviços públicos.

Curso de recepcionista atrai estudantes

O curso de recepcionista/telefonista oferecido pelo Centro Integrado de Capacitação de Apoio ao Adolescente e Família Gilsa Melo (Cicaf) é o mais procurado pelos participantes, depois do curso de inglês. Nas duas turmas ofertadas pelo Cicaf estão inscritos 120 alunos e mais 50 pessoas aguardam ser chamadas através da lista de espera.

Segundo a coordenadora do Cicaf, Ana Maria Alves,os alunos já saem preparados para o mercado de trabalho, daí a grande procura.

“Além do curso de recepção, o aluno também tem noções de informática que é indispensável para garantir um bom emprego. Uma boa recepção é o cartão de visita de uma empresa, por isso é necessário ter profissionais bem preparados para atender o público”, conta.

O curso é ministrado toda quarta-feira das 8 horas às 10 horas e 10h30 às 12h30, pela psicopedagóga Sara Pereira do Nascimento. O conteúdo programático do curso divide-se em disciplinas específicas como: marketing pessoal, comunicação corporativa, relações interpessoais, atendimento telefônico, além das aulas práticas com simulações de atendimento aos diversos segmentos de clientes.

Os cursos foram iniciados em fevereiro e devem ser finalizados no mês de maio. O Cifac também oferece neste semestre os cursos Básico Integrado e Inglês I e II.

Corte não afeta Minha Casa, Minha Vida

Os projetos habitacionais em andamento do programa Minha Casa, Minha Vida não serão interrompidos em Feira de Santana. O corte no orçamento no montante de R$ 5,1 bilhões, anunciado pelo Governo Federal, não afetará as obras em execução, ainda integrantes da primeira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC I).

Com o programa, desenvolvido através de parceria entre o Governo Municipal e a Caixa Econômica Federal, já foram construídos na cidade 10 empreendimentos habitacionais, que geraram 3.544 moradias para famílias de baixo poder aquisitivo, com renda entre zero até três salários mínimos.

Além destes empreendimentos, outros 10 estão em andamento. “São empreendimentos contratados ainda do PAC I e que gerarão mais 3.794 unidades habitacionais. Alguns destes condomínios, como o Iguatemi I, Aviário II e o Aquários, já estão com construções mais avançadas”, observa o secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, Gilberto Ruy Souza Rocha.

O impacto do corte orçamentário no programa habitacional, entretanto, ainda não foi avaliado. Na próxima sexta-feira (04), o secretário de Gilberto Ruy estará reunido com o dirigentes da Caixa Econômica Federal para avaliar a questão e definir os rumos do programa em Feira de Santana.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]