Materiais Recicláveis coletados no Carnaval de Salvador geram novos produtos

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Os materiais recicláveis coletados durante o Carnaval de Salvador têm destino certo. Ao invés de serem jogadas no meio ambiente, as latinhas, garrafas pets e outros resíduos retornam às indústrias para serem transformadas em novos produtos. De acordo com o presidente da Cooperativa Amigos do Planeta, Manoel Basílio, somente os catadores avulsos cadastrados nesta instituição retiraram das ruas, 19 toneladas de materiais. No total, durante os seis dias da festa mais de 50 toneladas deixaram de ser lixo, por meio do trabalho de 2.647 catadores, divididos em cinco cooperativas.

Basílio explica que antes de vender os materiais para as fábricas, os cooperados selecionam os resíduos e retiram toda impureza. “Nossa ideia é quebrar o ciclo de o material ir para o lixo ou para o mar, evitando a poluição do meio ambiente. É tornar a latinha em outras latinhas para que elas não parem mais nos aterros sanitários”.

Outro aspecto importante da reciclagem, além da consciência ambiental, é o social. Estima-se que, em toda a Bahia, pelo menos 61 mil pessoas, sendo 11 mil em Salvador, tenham os recicláveis como principal fonte de renda para suas famílias. O vendedor autônomo, Leandro Meireles, sabe reconhecer a importância de ser um catador. Foi por meio da cata de materiais recicláveis que o ex-morador de rua conseguiu viver com mais dignidade. Atualmente, além de trabalhar na cooperativa, ele vende doces em ônibus e na estação Rodoviária de Salvador. “Com o dinheiro que recebi durante o Carnaval, consegui a guia para comprar pirulitos, balas e salgadinhos. Agora, estou bem melhor”.

Em média, os catadores avulsos arrecadaram R$ 600 com a comercialização dos reciclados coletados na festa. Cada um chegou a recolher cerca de 200 quilos de materiais, entre latinhas e garrafas pets.

Trabalho Decente Preserva o Meio Ambiente

Além do esforço próprio, os catadores tiveram o apoio do Governo do Estado para que a ação fosse mais valorizada. Por meio da campanha ‘Reciclar 2011: Trabalho Decente Preserva o Meio Ambiente’, realizada nos seis dias de Carnaval, os trabalhadores, cadastrados em uma das cinco cooperativas que atuam nos circuitos, receberam um kit contendo calça, camisa, botas, luvas de PVC e protetores auriculares, além de alimentação e água.

De acordo com a coordenadora de Ação de Reciclagem da Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Setre), Iara Morena, além dos catadores, o governo também beneficia as cooperativas, que têm como objetivo auxiliar os catadores avulsos durante a folia e de comprar os materiais recolhidos por eles.

A coordenadora explica que o Estado, por meio da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), disponibilizou às cooperativas de reciclados uma linha de crédito para a compra dos resíduos coletados pelos catadores avulsos. Foram concedidos R$ 105 mil – R$ 90 mil por meio do CrediSolidário e mais R$ 15 mil via CrediBahia. As cooperativas terão dois meses de carência para efetuar o pagamento em três parcelas iguais.

O presidente da Cooperativa Amigos do Planeta, Manoel Basílio, explica que após adquirirem os materiais dos catadores avulsos, as cooperativas revendem para as industriais por um preço maior. O dinheiro da venda é dividido entre os 25 cooperados e o restante é reservado para pagar o financiamento concedido pela Desenbahia.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108821 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]