Devido a inação do secretário estadual James Correia, deputado Carlos Geilson pede informações ao Governo Wagner sobre CIS em Feira de Santana

O deputado estadual Carlos Geilson pede que Governo Wagner informe sobre a situação do CIS. Crise leva Feira de Santana a perder no setor industrial: postos de trabalho, geração de receita fiscal e crescimento econômico.
O deputado estadual Carlos Geilson pede que Governo Wagner informe sobre a situação do CIS. Crise leva Feira de Santana a perder no setor industrial: postos de trabalho, geração de receita fiscal e crescimento econômico.

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) pediu, ontem (28/02/2011), ao governo Jaques Wagner, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (SICM), informações sobre a estagnação do crescimento do Centro Industrial do Subaé (CIS) em Feira de Santana.

Segundo o deputado, as denúncias dão conta de que o CIS enfrentaria uma grave crise por falta de empenho da Secretaria. “Essa suposta falta de empenho, inclusive tem sido retratada pela imprensa local e isso tem me deixado bastante preocupado, pois estamos tratando da geração de emprego e renda da segunda maior cidade do estado da Bahia, numa época de crise que atinge também diversas pequenas cidades do entorno da princesa do sertão, a exemplo de São Gonçalo, Conceição da Feira e Conceição do Jacuípe.

O desenvolvimento do pólo industrial de Feira estaria paralisado, sem condições de expansão”, disse o deputado. Imediatamente o líder do governo na Casa, deputado Zé Neto (PT) disse que vai trazer informações oficiais sobre a situação do CIS de Feira de Santana.

De acordo com Carlos Geilson, a estagnação se daria por falta de áreas industriais homologadas para doação às empresas de pequeno e médio porte que queiram se instalar em Feira de Santana. “A imprensa já teria questionado o secretário James Correia sobre as ações que vem executando com objetivo de ampliar a capacidade de recepção a novas indústrias no município, mas não encontrou resposta.

Diante da gravidade das informações, apresento hoje um requerimento com pedido de informações ao secretário James Correia sobre o que vem ocorrendo com o Centro Industrial do Subaé”, disse o parlamentar. Segundo o deputado Rosembergue Pinto (PT), falta espaço para a ampliação do CIS de Feira e o governo do Estado depende da cessão de espaço pela prefeitura. “Mas vamos aguardar as informações oficiais sobre o que ocorre em Feira de Santana”, concluiu Carlos Geilson.

James Correia, secretário da Indústria e Comércio da Bahia.

James Correia, secretário da Indústria e Comércio da Bahia.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9989 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).