Banco via celular: O senador Walter Pinheiro discute projeto com representantes da Fundação Bill Gates

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A proposta do senador Walter Pinheiro (PT-BA) de promover o acesso a serviços bancários via celular no Brasil foi apresentada e discutida hoje (24), com representantes da Fundação Bill e Melinda Gates, em Brasília. Em fevereiro, o senador iniciou o diálogo com a instituição quando participava de Congresso sobre tecnologia móvel em Barcelona, na Espanha.

“Estamos articulando esse projeto de bancarização via tecnologia móvel, porque é uma das melhores maneiras de democratizar o acesso da população aos bancos, já que não existem agencias bancárias em todos os municípios brasileiros. Na Bahia, mais de seiscentas mil pessoas que vivem da agricultura familiar são as mais prejudicadas sem esse serviço”, explicou Pinheiro.

Ele citou como exemplo o município baiano de Ibiquera, onde cerca de mil famílias perderam a safra e, para sacar o seguro oferecido pelo governo federal, tiveram que percorrer 200km até o banco mais próximo: “Além do prejuízo com o deslocamento, essas famílias acabam movimentando a economia do município vizinho. Estamos empenhados em mudar esse quadro”.

Segundo o senador, sua proposta de bancarização já foi apresentada para operadoras nacionais e internacionais e instituições bancárias e vai ao encontro do programa da presidenta Dilma Rousseff de combate à pobreza. “Este serviço movimentará a atividade econômica e comercial do país. Quem não tem hoje um aparelho celular nas mãos? Ele pode se tornar um instrumento de transferência de renda, de inclusão, facilitação para pagamentos, operações de microcrédito, financiamento etc”, defendeu.

Para Pinheiro, uma ação conjunta dos ministérios do Planejamento e do Desenvolvimento Agrário pode servir para avaliar e alavancar o projeto. “As duas pastas somam cerca de dois bilhões de reais, destinados aos programas para área social, como o Bolsa Família, Programa de Incentivo Ao Financiamento no Campo e compra de equipamentos. Na Bahia, o governador Jaques Wagner foi favorável à proposta e iniciou o processo de experiência com o Banco do Nordeste”, disse o senador, que revelou ainda uma audiência, para início de abril, com a presidenta Dilma Rousseff para mostrar a experiência exitosa de outros países que utilizam a tecnologia para inclusão bancária.

Estiveram presentes na reunião os representantes da Fundação Bill e Melinda Gates, Clara Veniard e Michael Joseph, e o secretário municipal de Habitação do Rio de Janeiro, o deputado federal licenciado Jorge Bittar (PT-RJ).

Programa Nuclear Brasileiro: Pinheiro diz que é preciso mapear riscos e aprofundar debates

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) afirmou que é preciso mapear os riscos e aprofundar os debates sobre o programa nuclear brasileiro, durante audiência pública realizada no Senado, nesta quarta-feira (23), para discutir a segurança e o programa de ampliação da geração de energia nuclear no Brasil.

“É possível aprofundar o programa nuclear brasileiro ou é necessário puxar o freio de mão, depois do acidente da usina de Fukushima?”, questionou Pinheiro, expressando o dilema do setor durante o debate que envolveu as comissões de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor (CMA) e de Serviços de Infraestrutura (CI).

Expressando preocupação e cautela, Pinheiro defendeu reavaliar os planos operacionais já existentes através de atualização do sistema, por meio de remodelagens estratégicas, domínio tecnológico, capacitação e treinamento de segurança para a população. “Os debates vão ajudar a esclarecer nossas dúvidas e consolidar nossas posições”, disse o senador.

CEMU – Pinheiro tem insistido, desde o início do mandato, em duas ações nacionais preventivas em relação a acidentes: a garantia de recursos para trabalhar com as áreas de risco e um programa nacional de centro de monitoração e emergências. “Nós não temos nenhum centro único de monitoração e emergência instalado no Brasil, prática já usada em diversos países. Por isso, vou apresentar uma proposta no Senado para criar o Programa Nacional de Centros de Emergências e Monitoração – Único, o CEMU”, disse.

O senador Pinheiro foi um dos autores do requerimento para a realização da audiência, que teve como convidados o diretor-presidente da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o diretor de Radioproteção e Segurança Nuclear da Comissão de Energia Nuclear, Laércio Antonio Vinhas. A audiência foi conduzida pelos presidentes das três comissões: Lúcia Vânia (CI), Eduardo Braga (CCT) e Rodrigo Rollemberg (CMA). Na próxima semana ocorrerá uma nova audiência para dar continuidade ao debate.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113761 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]