Senador Walter Pinheiro defende ampliação da banda larga em municípios baianos

Walter Pinheiro: “Dos 417 municípios da Bahia, apenas 20 estão com acesso à banda larga.".

Walter Pinheiro: “Dos 417 municípios da Bahia, apenas 20 estão com acesso à banda larga.”.

“Dos 417 municípios da Bahia, apenas 20 estão com acesso à banda larga. Mas, esse quadro começou a mudar com o nosso Governo, que compreendeu a importância deste desafio das telecomunicações como um instrumento inovador para o desenvolvimento do Brasil, criando o Programa Nacional de Banda Larga e colocando como uma das suas prioridades”. Foi o que disse o senador Walter Pinheiro (PT-BA) durante o 9º Seminário Políticas de (Tele)Comunicações, realizado nesta quinta-feira (24/02/2011), em Brasília.

O evento discutiu as prioridades políticas e regulatórias do setor no governo Dilma Rousseff e as perspectivas do Plano Nacional de Banda Larga e da nova legislatura do Congresso Nacional. Pinheiro defendeu a simplificação da legislação e da regulação do setor, para evitar que discussões longas envelheçam as propostas que já existem, mas que, ainda, não foram aplicadas.

“Para promover o desenvolvimento do setor é preciso fazer um marco regulatório com o entendimento do Congresso e do Executivo. Caso contrário, os serviços continuarão concentrados e, assim, as pequenas cidades do interior do país vão permanecer isoladas do acesso às tecnologias”, disse.

Organizado pelo Centro de Estudos de Políticas de Telecomunicações da Universidade de Brasília (Ccom/UnB) e pela Revista TELETIME, o evento contou com a participação do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, além de representantes da Ancine, Anatel, Abert, Ipea, ABTA, Telcomp, entre outros segmentos.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]