Prefeitura emite nota explicando o auxílio funeral para famílias carentes. Confira as notícias da administração de Tarcízio Pimenta

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Auxílio funeral para famílias carentes 

Todas as famílias com renda per capita inferior a 1/4 do salário mínimo, equivalente a R$ 127.50, podem dispor do Serviço de Apoio Funeral, ofertado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e com a garantia do Sistema Único de Saúde (SUS).

O auxílio atende às despesas com urna funerária, velório, transporte para a família até o local do sepultamento, translado do corpo e apoio no Departamento de Polícia Técnica (DPT) para providenciar as guias necessárias.

Em 2010, 459 famílias foram beneficiadas com o serviço, sendo sepultados 204 adultos, 160 recém-nascidos, 29 crianças e 66 natimortos (feto que morreu dentro do útero ou durante o parto). Em 2009, 422 famílias também tiveram direito ao auxílio, segundo o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Social, Adilson Guimarães.

“Este benefício eventual é prestado aos cidadãos e às famílias em virtude de morte e funciona muito bem”, salienta Guimarães. O serviço é executado por veículo tipo Kombi, placa JRC 1084, coordenado por um servidor efetivo do Município.

A secretária municipal de Desenvolvimento Social, Gerusa Sampaio, reforça a manutenção do serviço para as famílias carentes. “Os nossos servidores têm ofertado o máximo de atenção às famílias que buscam o auxílio funeral”, disse a secretária.

Esta prestação de serviço funciona com plantão 24 horas por dia, ininterruptamente. As famílias interessadas em solicitar o auxílio podem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, na avenida Getúlio Vargas, 3.417, Santa Mônica, ou manter contato pelo telefone (75) 3221-3439 de segunda a sexta-feira, e (75) 9955-4150 a qualquer horário. O serviço também oferece atendimento com assistente social e advogado.

Embasa promete solucionar queixas 

A Empresa Baiana de Águas e Saneamentos (Embasa) vai criar um setor exclusivo para atender a demanda da Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor de Feira de Santana (Procon). A ação foi definida durante reunião entre representantes dos dois órgãos, na manhã desta quarta-feira (16/02/2011), e tem por objetivo solucionar as queixas e evitar a abertura de processos.

Segundo José Ubiratã, superintendente Regional Norte da Embasa, um preposto da empresa terá contato direto com o Procon, onde será feito um levantamento das reclamações e, a partir disso, adotadas medidas para solunicinar os eventuais problemas. Dentre as medidas já discutidas, o envio de um técnico e assistente social à residência do cliente para identificar o problema e propor um acordo.

O coordenador do Procon, Rafael Pinto Cordeiro, informou que o maior número de queixas é referente ao aumento exagerado nas contas de água de um mês para outro. Ele também destacou a importância de a empresa acompanhar essas questões e oferecer maiores esclarecimentos aos consumidores.

Também ficou definido, durante a reunião, que será promovido um seminário em conjunto entre o Procon e a Embasa, para que o primeiro exponha os direitos do consumidor e a segunda como acontece a prestação de serviço.

Participaram do encontro, ainda, Onias Neto, gerente regional da Embasa; José Neydson Silveira, gerente do escritório local; e Fabrício Novaes, advogado.

Centro de Convivência D. Zazinha com cinema 

O Centro de Convivência para Idosos D. Zazinha Cerqueira está se preparando para atender os 330 idosos já matriculados nas atividades que serão desenvolvidas na unidade durante este ano. A programação inclui aulas de ginástica, alongamento, artesanato, dança de salão, pintura, bordado e alfabetização.

Este ano, mais opções de lazer e entretenimento foram implantadas no cronograma com o objetivo de proporcionar novas experiências e melhores momentos aos idosos atendidos pela entidade. Nesta quarta-feira (16/02), por exemplo, será inaugurado um cinema na entidade. O evento ocorrerá às 14h30 e será aberto à comunidade feirense.

Outra novidade é o salão de beleza que passa a funcionar dentro em breve. Para a coordenadora do Centro Dona Zazinha, Aisile Andrade, as novas opções vão proporcionar aos idosos cadastrados na unidade mais lazer. “Isso é muito bom e eles ainda podem desfrutar da sala de leitura, horta comunitária e auditório”, declara.

Farmácia Popular têm medicamentos gratuitos 

A população de Feira de Santana que sofre de hipertensão e diabetes já podem adquirir os medicamentos gratuitamente. Os remédios começaram a ser disponibilizados nesta segunda-feira (14/02) e, até o momento, mais de 200 pacientes compareceram à unidade da Farmácia Popular, localizada na rua Barão do Rio Branco, 715, bairro Pilão.

Segundo o farmacêutico da unidade, João Carlos Prado, desde o início da distribuição a procura tem sido muito grande. “A obtenção dos remédios gratuitamente tem atraído muitas pessoas desde a divulgação do Programa do Governo Federal “Aqui Tem Farmácia Popular”. O atendimento na nossa unidade dobrou, mas temos alguns medicamentos que ainda não estão sendo disponibilizados”, explica.

Para o aposentado Givaldo Bezerra da Silva, o fornecimento dos medicamentos facilitou muito a sua vida financeira. “Estou achando ótimo. Antes eu gastava muito com remédios, agora meu dinheiro já começou a sobrar”, conta.

Segundo Zemira de Oliveira, que sofre de hipertensão e diabetes, a ajuda para obter os remédios gratuitamente tem sido muito boa. “Já consegui alguns medicamentos para hipertensão, mas estou aguardando a chegada de outros”, afirma.

Atualmente, a comunidade feirense tem acesso a 14 tipos de medicamentos para hipertensão e diabetes: Atenol 25mg, Captopril 25mg, Enalapril 10mg, Furosemida 40mg, Glibenclamida 5mg, Hidroclorotiazide 25mg, Metformina 500mg, Metformina 850mg, Metildopa 250mg, Metildopa 500 mg, NIfedipino 20mg, Propanolol 40mg e Verapamil 80mg.

Para ter acesso aos medicamentos é necessário apresentar um documento com foto, CPF e a receita médica. Em Feira de Santana, há 18.050 pacientes diabéticos e hipertensos cadastrados na Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Educação reunida durante evento

As primeiras atividades da rede municipal de ensino terão início a partir desta quinta-feira (17/02), durante a Jornada Pedagógica 2011. Na oportunidade, professores, diretores, coordenadores pedagógicos e funcionários assistem à palestra e participam de oficinas, além de começarem a planejar o ano letivo.

Após a realização do evento, professores e alunos das 214 escolas começam o ano letivo 2011 no dia 21 e cumprem os 200 dias letivos normalmente. Segundo a diretora do Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Lélia Fernandes, o início das aulas nesta data não vai trazer qualquer prejuízo para os estudantes.

“O calendário está dentro do programado e não compromete o andamento do ano letivo, tanto que a previsão é concluí-lo no dia 16 de dezembro. Uma novidade para este ano é que teremos apenas um sábado letivo ao mês, enquanto eram dois no ano passado”, informa.

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Educação, está distribuindo cerca de 50 mil kits com fardamento escolar completo para os estudantes da rede municipal de ensino. O kit contém duas camisas, dois pares de meia, um short, um par de tênis e uma mochila.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112836 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]