OMS quer medidas eficazes de combate ao abuso do álcool

A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que novas medidas e políticas são necessárias para salvar vidas e reduzir o consumo abusivo de álcool.
A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que novas medidas e políticas são necessárias para salvar vidas e reduzir o consumo abusivo de álcool.
A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que novas medidas e políticas são necessárias para salvar vidas e reduzir o consumo abusivo de álcool.
A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que novas medidas e políticas são necessárias para salvar vidas e reduzir o consumo abusivo de álcool.

Novo relatório da Organização Mundial da Saúde revela que mais de 2,5 milhões morrem, anualmente, de doenças e problemas relacionados ao consumo nocivo da bebida.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que novas medidas e políticas são necessárias para salvar vidas e reduzir o consumo abusivo de álcool.

Em relatório, publicado nesta sexta-feira, a organização informou que 2,5 milhões de pessoas morrem, anualmente, vítimas de doenças e lesões causadas por abusos de álcool.

Saúde Pública

O diretor-geral assistente da OMS, Ala Alwan, contou que muitos países já reconheceram sérios problemas na saúde pública causados pelo uso excessivo do álcool.

Segundo ele, algumas medidas de prevenção e tratamento já foram adotadas, mas é necessário muito mais para reduzir o número de mortes.

Cerca de 4% das mortes no mundo estão relacionadas ao abuso de álcool. Entre as vítimas, estão 320 mil jovens, entre 15 e 29 anos.

Entre as medidas propostas pela agência estão o aumento de impostos sobre o álcool para frear o consumo, redução de postos de venda da bebiba, e aumentar o limite de idade para consumo de bebidas alcoolicas.

*Com informações da Rádio ONU em Nova York

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112742 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]