Obama assina ordem para bloquear ativos de Kadafi e sua família

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Washington, 25 fev (EFE).- O presidente dos EUA, Barack Obama, assinou hoje uma ordem executiva para congelar todos os ativos de Muammar Kadafi, sua família e membros de seu regime, o que representa as primeiras sanções de uma série anunciadas.

Na ordem, Obama afirma que “Kadafi, seu Governo e seus estreitos colaboradores tomaram medidas extraordinárias contra os líbios, incluindo o emprego de armas de guerra, mercenários e uma violência sem sentido contra civis desarmados”.

Além disso, explica que existe um “sério risco” de os ativos do Estado líbio serem malversados por Kadafi, membros de seu Governo e familiares do ditador se não forem protegidos.

Na lista das primeiras pessoas sancionadas estão Kadafi, seus filhos Khamis, Aisha, Mutassim e Said el Islam.

Obama considera que as atuais circunstâncias, os ataques prolongados e o número cada vez maior de líbios buscando refúgio em outros países levaram a segurança da Líbia a se deteriorar, o que representa um sério risco para sua estabilidade e, portanto, uma “ameaça incomum e extraordinária à segurança nacional e à política externa” dos EUA.

A ordem permite ao secretário do Tesouro, Timothy Geithner, em consulta com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, sancionar qualquer funcionário de alta categoria da Líbia, os filhos de Kadafi e todas as pessoas responsáveis – ou cúmplices – pela ordem, controle, direção e participação em violações de direitos humanos relacionadas com a repressão política na Líbia.

Também podem receber sanções as pessoas que emprestaram apoio material, financeiro ou logístico para estes abusos, as que tiverem atuado em nome daqueles e as esposas e os filhos das pessoas que figuram na lista negra dos EUA.

Em comunicado, Obama insistiu que as contínuas violações dos direitos humanos, o tratamento brutal voltado aos líbios e as ameaças geraram uma ampla condenação da comunidade internacional.

“O Governo de Muammar Kadafi violou normas internacionais e a decência comum e tem que responder por suas ações”, assinalou Obama.

O presidente dos EUA assegurou que as sanções se dirigem ao regime de Kadafi e pretendem proteger os ativos que pertencem aos líbios, e não ao coronel e a seus parceiros e familiares.

Obama assegurou ainda que daqui para frente os EUA seguirão coordenando de perto suas ações com a comunidade internacional, de maneira bilateral e multilateral, como na ONU.

“Apoiamos firmemente os líbios em sua exigência de que sejam respeitados os direitos universais e em sua reivindicação de um Governo que responda a suas aspirações. A dignidade humana não pode ser negada”, assinalou.

*Com informações do Deutsche Welle

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112878 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]