Deputado estadual Carlos Geilson destaca três anos de morte do ex-prefeito de Feira, Chico Pinto. Confira as notícias do PTN

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) destacou hoje os três anos de morte do deputado federal e advogado Francisco José Pinto dos Santos (Feira de Santana, 16 de abril de 1930 — Salvador, 19 de fevereiro de 2008). Chico Pinto, como era mais conhecido, foi vereador e prefeito de Feira de Santana e exerceu quatro mandatos de deputado federal pela Bahia. Ele se destacou como integrante do “grupo autêntico” do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) que pregava uma oposição mais contundente ao regime militar pós 1964 em contraposição à postura comedida do “grupo moderado”.

“Filho de José Pinto dos Santos e Inácia Pinto dos Santos, ingressou no PSD e nele permaneceu até a chegada do bipartidarismo por força do Ato Institucional nº 2 outorgado pelos militares em 1965. Nesse período, foi eleito vereador de Feira de Santana em 1950 e em 1954 graduou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBa) atuando como advogado. Eleito prefeito do município em 1962 teve o mandato cassado e assim fez opção pela oposição após a queda de João Goulart em 31 de março de 1964 e nessa condição fundou a seção baiana do MDB em 1966. Eleito deputado federal em 1970, logo divergiu da orientação moderada existente no partido e foi um dos fundadores do ‘grupo autêntico’ do MDB cuja postura sinalizava uma ação mais contundente em relação ao poder militar” relatou Carlos Geilson.

No episódio que culminou com a “anticandidatura” de Ulisses Guimarães à Presidência da República em 1974 defendeu a tese de que o partido necessitava denunciar a situação política do país, entretanto compartilhava de uma visão segundo a qual concorrer com o general Ernesto Geisel no Colégio Eleitoral seria legitimar o regime de exceção, razão pela qual defendia a renúncia de Ulysses momentos antes da sessão, mas como o MDB se recusou a assim proceder foi um dos vinte e três parlamentares oposicionistas a se absterem da votação.

O ano de 1974 foi marcado por um acontecimento ímpar em sua biografia, pois na véspera da posse de Geisel em 15 de março, Chico Pinto concedeu uma entrevista à Rádio Cultura de Feira de Santana na qual denunciou a ditadura chilena de Augusto Pinochet numa manifestação considerada ofensiva pelas autoridades brasileiras. De imediato o Departamento Nacional de Telecomunicações (Dentel) determinou o fechamento da emissora (que seria reaberta em 26 de julho de 1985) e o governo abriu um processo que resultou em seis meses de reclusão em julgamento realizado pelo Supremo Tribunal Federal em 10 de outubro de 1974. Após cumprir a pena no 1º BPM de Brasília foi submetido a oito processos e também a Inquéritos Policiais Militares atuando em causa própria.

Reeleito deputado federal em 1978 foi um dos fundadores do PMDB sendo elevado ao posto de secretário-geral do diretório nacional da agremiação. Conquistou novos mandatos de deputado federal em 1982 e 1986. Faleceu na capital baiana vítima de câncer.

Carlos Geilson apresenta metas para mandato 

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) apresentou hoje as metas de seu mandato em pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa. “Venho para a Assembléia Legislativa como deputado do estado da Bahia, representando Feira de Santana e região e pregando a união com os demais representantes de lá: os deputados Zé Neto, Graça Pimenta e José de Arimatéia para transformarmos a região de Feira numa região metropolitana e, com isso, usufruir dos benefícios que advém dessa proposição e, em reconhecimento da importância administrativa que a Princesa do Sertão e região tem hoje no estado, proposição já apresentada nesta Casa”, afirmou.

O deputado irá trabalhar também pela recuperação do aeroporto de Feira de Santana, hoje completamente abandonado para que, se não houver interesse e viabilidade em ser utilizado para transporte de passageiro, para que seja aproveitado como terminal de carga, aliviando o Aeroporto Internacional de Salvador Deputado Luís Eduardo Magalhães. “Essa é uma situação em que tornaria o equipamento, hoje abandonado, numa alternativa viável”, disse. Ele também quer debater a destinação das obras do Centro de Convenções da cidade, iniciada no governo Paulo Souto e abandonada pela atual gestão petista. “Virei aqui defender também que o governo do estado defina qual a destinação que será dada a construção inacabada do centro de convenções de feira de santana, obra iniciada no governo Paulo Souto e cuja continuidade foi interrompida pelo atual governo. O povo de Feira de Santana, bem como de toda região precisa de uma solução: ou que o estado dê nova destinação a construção, que possa realmente atender a população, ou que seja transferida para o município, para que o prefeito Tarcizio Pimenta possa adequá-lo às necessidades locais”, disse para depois sugerir que a obra fosse transformada no Hospital do Idoso.

“Sugiro aqui, se não houver interesse na continuidade da obra que a transforme no Hospital do Idoso e, assim, o estado transforme Feira de Santana num grande pólo de saúde, onde temos hospitais que atenderão todo os segmentos, como a criança, a mulher e agora, possivelmente, o idoso, alternativa já adotada por outras cidades brasileiras e que tem se mostrado viável”, enfatizou.

O deputado pretende trabalhar pelo crescimento e desenvolvimento da Bahia colaborando com o governo Jaques Wagner, mas sempre com uma visão crítica, aperfeiçoando, quando necessário, os projetos que serão enviados para a Assembléia, destacando aquilo que se fizer necessário. “Vou enxergar o governo com “olhos de águia”. E faço questão de afirmar, aqui, que não darei vida fácil ao líder do governo, deputado Zé Neto”, completou. “Deixaremos as divergências de lado quando estiver em jogo os interesses maiores da Bahia, como fiz em minha campanha, que foi tranquila, sem ataques, mas apresentando alternativas para os problemas que nosso estado enfrenta. Estarei atento aos interesses do estado, sempre focado na região de feira de santana, porque fui eleito com 37.205 votos, dos quais 32.195 vieram dos feirenses”, enfatizou.

O deputado também vai trabalhar com áreas específicas como Segurança Pública, um dos pontos mais frágeis do governo Jaques Wagner e uma das áreas que mais tem atingido diretamente a população carente do estado e mais especificamente de feira de santana e região. “Na área de saúde, outro ponto que considero foco de minha atuação nesta casa, acredito ser fundamental a construção de um novo hospital com as características do Clériston Andrade para atender a região de Feira de Santana, a despeito do município ter investido nas policlínicas. Também vejo necessidade do estado incrementar o atendimento no Hospital Regional da Criança que até hoje não ultrapassou os 25% da capacidade, e que foi inaugurado de forma precoce. Na área da educação, irei defender a ampliação do programa escola em tempo integral. Como educador que sou e que vê, na educação pública, gratuita e de qualidade, sobretudo para as camadas mais carentes de nossa população, a oportunidade de crescimento, desenvolvimento, independência e liberdade”, afirmou.

Três categorias profissionais, em especial terão atenção especial do deputado: jornalistas, radialistas e professores. “Aqui, pretendo ser um porta voz dos nossos anseios por conhecer de perto as dificuldades por que passa a categoria, num momento em que vemos que as emissoras estão terceirizando cada vez mais os horários, e que os profissionais, para se manterem no ar, têm que comprar o horário. Para isso acontecer, têm que sair em busca de patrocinadores junto a comerciantes e até mesmo políticos, pedindo verbas para ter seu espaço de trabalho assegurado. Por entender essa situação, me solidarizo, neste momento, com todos os nossos companheiros que atuam nas rádios em nosso estado e que sofrem com essas mudanças”, afirmou.

“Aos meus colegas professores, que infelizmente ainda não tem o seu merecido valor reconhecido nem pelos governos, nem por uma parte da sociedade, também estarei aqui me dedicando a vocês, especialmente àqueles profissionais das áreas mais distantes na zona rural. Estes verdadeiros heróis que, em muitos casos, chegam a receber menos de um salário mínimo para exercer essa digna profissão que é um verdadeiro sacerdócio, enquanto os patrões acham que estão fazendo favor em contratá-los, enquanto o benefício é da sociedade. Lamentavelmente, vivemos ainda num país que os cidadãos que mandam não querem a população educada, porque um cidadão educado desenvolve um pensamento analítico e crítico”, enfatizou.

Carlos Geilson também se apresentou aos demais deputados e eleitores baianos, no dia em que completou 51 anos. “Sou Carlos Geilson dos Santos Silva, natural de Feira de Santana, 51 anos, casado, pai de três filhos. Resido em Feira de Santana, a Princesa do Sertão, cidade onde nasci, cresci, que me deu régua e compasso, onde me casei, onde meus filhos nasceram e hoje estudam e onde pretendo permanecer durante meu mandato e por toda a minha vida. Sou radialista e, em breve, estarei completando 33 anos de profissão, sempre defendendo as camadas mais simples da sociedade. Apresento o programa Carlos Geilson pela rádio Subaé AM há 15 anos. Sou professor de Língua Portuguesa, formado pela Universidade Estadual de Feira de Santana. Já ministrei aulas de Literatura em cursinhos pré-vestibular, orientando os nossos jovens sobre a importância da nossa língua e, principalmente, sobre seu futuro”, relatou.

De origem simples, saído da zona rural, filho de um vaqueiro e pequeno agricultou com uma professora primária, Carlos Geilson se viu obrigado a deixar as origens pela necessidade de se aprimorar nos estudos. “Apesar da simplicidade de meus pais, sempre fizeram questão que os filhos tivessem uma boa educação, dentro daquilo que podiam oferecer. Sai da roça para ingressar no curso ginasial. Sonhava em ser jogador de futebol, mas a vontade de ser radialista falou mais alto. Foi ai que despertei para a necessidade de atuar de forma direta em benefício da população. Os microfones não foram mais suficientes apenas para criticar, denunciar, sugerir, propor soluções e alternativas para a minha gente simples do sertão. Queria, também, ajudar meu povo a construir um futuro melhor. Daí a minha entrada na vida pública”, afirmou.

Carlos Geilson estreou na política em 2006 como candidato a deputado estadual, quando obteve 27.741 votos, assumindo a primeira suplência do PTdoB. “Assim como da primeira vez, fiz, agora, uma campanha limpa, filiado ao Partido Trabalhista Nacional (PTN), sem muitos recursos, com o apoio da minha família e de amigos que acreditaram e apostaram nos meus ideais. Daí esse desejo foi se ampliando, conquistando novos amigos, militantes e correligionários, e, sobretudo os meus ouvintes de feira de santana e região, a quem devo este momento e a quem dedicarei meu mandato, em especial”, disse.

Ao final, o deputado disse que pretende fazer história no Legislativo estadual e fez diversos agradecimentos. “Afirmo aos baianos que estou aqui à disposição de todos para construirmos, juntos, o nosso mandato. Neste momento, quero reiterar o agradecimento especial aos meus eleitores, sobretudo da região de Feira de Santana, à militância, que muito trabalhou para conquistarmos, hoje, esse mandato eletivo. Aos meus assessores e amigos, que me permitiram chegar aqui, acreditando e apostando no meu trabalho. Aos meus familiares, que me deram o suporte emocional, que partiram para a luta para que hoje pudesse realizar esse sonho, representados na pessoa de minha mãe, a professora Gilcélia, que mesmo aos 79 anos fez questão de participar dos momentos mais representativos de minha campanha”, disse.

“Espero honrar os anseios de todos e dizer que chego aqui para tentar fazer história no meu estado como um político correto, justo e íntegro, que lutou por sua terra e para que seu povo tenha mais qualidade de vida com justiça social e para construir uma Bahia cada vez melhor”, disse. Ele também fez um agradecimento especial ao presidente do PTN. “Neste momento, gostaria de fazer um preito de gratidão ao presidente de meu partido, o deputado estadual João Carlos Bacelar, embora licenciado para exercer a nobre função de secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer da prefeitura de Salvador, que honra nosso partido, o PTN e esta Casa Legislativa”, concluiu. 

Gilberto Santana lamenta morte do cientista Paulo Alvim

O deputado estadual Coronel Gilberto Santana (PTN) apresentou hoje moção de pesar pela morte do cientista Paulo de Tarso Alvim Carneiro, 92, fundador e ex-diretor técnico do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec-Ceplac) e criador da Fundação Pau-Brasil. Paulo Alvim faleceu sexta-feira, 18, em casa, no município de Ilhéus. Ele estava aposentado desde 1989. O engenheiro agrônomo era uma das maiores autoridades em cacau e café no mundo. Nos últimos anos, enfrentava problema renal crônico, segundo Fátima Alvim, filha do cientista. Paulo Alvim era casado com Simone Alvim, tinha seis filhos, seis netos e uma bisneta. “Paulo Alvim deixa deixa um grande legado para a ciência e contribuiu para o desenvolvimento do Estado”, afirmou coronel Gilberto Santana.

O corpo de Paulo Alvim foi velado na Loja Maçônica Regeneração Sul Bahiano, em Ilhéus e sepultado no Cemitério da Vitória, no mesmo município. Ele foi um dos responsáveis pelos trabalhos de planejamento e implantação do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), na Superintendência de Desenvolvimento da Região Cacaueira no Estado da Bahia. Alvim foi o principal dirigente técnico da instituição entre 1963 a 1988. Neste período de 25 anos, a produção brasileira de cacau registrou o maior aumento de sua história, passando de uma média anual de 130 mil t/ano (1961-1965) para 380 mil t/ano, em 1983-1988. Na Amazônia, a produção que era de 2 a 3 mil t/ano, elevou-se para 50 a 60 mil t/ano.

Paulo Alvim entrou para a Ceplac na fundação do órgão federal. Ele trabalhava na Organização das Nações Unidas (ONU) quando foi emprestado para a Ceplac. Nessa época já era um cientista de renome internacional. Alvim foi responsável por arregimentar grandes pesquisadores para a Ceplac e colocar o órgão federal no circuito internacional científico. Mineiro de Ubá, Paulo Alvim também lutou pela ampliação da pesquisa e extensão na região cacaueira. Deixa ainda a Fundação Pau-Brasil, organização não-governamental hoje presidida pelo cientista Raúl Vale, dedicada as atividades conservacionistas e estudos sobre agricultura sustentável em regiões tropicais úmidas.

Como Professor Honorário da UFBA, o cientista Paulo Alvim foi orientador de mestrado nos laboratório de Fisiologia Vegetal do Cepec de várias gerações de estudantes e pesquisadores. Publicou cerca de duas centenas de trabalhos técnico-científicos (em revistas, capítulos de livros, anais de conferências), cinco livros (como editor e co-autor), e pronunciou centenas de conferências em Congressos nacionais e internacionais. Graduou-se em 1940 na Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (Esav), atual Universidade Federal de Viçosa (UFV), fez pós-graduação no International Institute of Education na Universidade de Cornell (EUA), onde, em janeiro de 1948, obteve o título de PhD em Fisiologia Vegetal, com tese sobre o tema “Studies on the mechanism of stomatal behavior” (Estudos sobre o mecanismo do comportamento estomático). Era professor honorário da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e tinha o título de doutor honoris causa da Universidade Federal do Amazonas.

Foi um dos fundadores da Sociedade Botânica do Brasil, que atualmente reúne mais de 2.000 associados. Seu pioneirismo no campo da Fisiologia Vegetal foi logo reconhecido, tendo resultado em convite formulado pelo Instituto Interamericano de Ciências Agrícolas (IICA/OEA), o que o levou a trabalhar por 12 anos em diversos países da América Latina, principalmente na Costa Rica e no Peru. Entre 1951 e 1955, foi pesquisador e professor da Escola de Pós-Graduação do IICA em Turrialba, Costa Rica, onde realizou pesquisas sobre fisiologia da produção do cacaueiro e do cafeeiro e orientou cinco teses de mestrado. Suas pesquisas contribuíram significativamente para aumento da produtividade dos cafezais daquele país. Seus estudos em mais de 70 anos de pesquisas renderam diversos títulos, honrarias e premiações pelo mundo.

Entre 1955 e 1962 atuou no IICA de Lima (Peru), onde colaborou com a Universidad Nacional Agrária “La Molina” no ensino de Fisiologia Vegetal e na implantação de sua escola de pós-graduação. Nesse período orientou cerca de 30 estudantes na redação de teses de graduação e/ou mestrado. Suas pesquisas com cultivos irrigados permitiram-lhe descobrir o fenômeno a que denominou “hidroperiodismo”, relacionado com o mecanismo da floração do cafeeiro e de outras espécies tropicais, além de ter inventado o primeiro porômetro portátil para avaliar o grau de abertura dos estômatos em condições de campo, conhecido na literatura especializada como “Porômetro de Alvim”. Paulo Alvim morre coincidentemente no período em que a Ceplac completaria 54 anos de fundação, através de Decreto do então presidente Juscelino Kubistcheck de Oliveira, em 20 de fevereiro de 1957.

Gilberto Santana destaca 54 anos de fundação da Ceplac

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) parabenizou hoje os 54 anos de fundação da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), criada pelo presidente Juscelino Kubitschek. Na moção de congratulações, coronel Gilberto Santana ressalta a origem da Ceplac, fundada em 20 de fevereiro de 1957, em meio a uma grave crise na região cacaueira.

“Hoje, a Ceplac abrange seis estados do país – Bahia, Espírito Santo, Pará, Amazonas, Rondônia e Mato Grosso. Ao longo dos seus 54 anos de existência, acumulou conquistas. Desenvolve atividades de pesquisa, extensão rural e ensino agrícola. Sua importância atualmente está focada na recuperação da economia regional, no combate ao mal da “vassoura de bruxa” que afeta os cacaueiros danificando seus frutos, assim levando prejuízos não somente no âmbito econômico, gerando desemprego e redução da renda, mas no social”, afirmou.

De acordo com o deputado, “o alvorecer de um novo tempo se constrói com lutas, desafios, destemor e confiança. O futuro se reveste de esperança. A Ceplac tem esta função de buscar meios de pesquisas, proporcionando, assim, melhor qualidade e aumento da produção cacaueira da região. Parabéns a todos que lutam e contribuem pelo desenvolvimento da agricultura da região Sul da Bahia, que sempre sonhou com uma terra de prosperidade e paz”, encerra o parlamentar.

Gilberto Santana que mais ajuda do Estado para Hospital de Base de Itabuna

O deputado estadual coronel Gilberto Santana (PTN) solicitou hoje ao governo do Estado que envie mais recursos ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, de Itabuna. Atualmente, o hospital está atravessando uma grave crise financeira devido ao atraso nos repasses por parte do governo da Bahia. A unidade é gerida pela prefeitura local e há o interesse do Estado em estadualizá-lo. “Este é um hospital que atende toda a região e não pode sofrer com falta de recursos, porque prejudica a população sobretudo a mais carente, que é quem recorre a rede pública”, afirmou o parlamentar na indicação que fez ao governador Jaques Wagner. “O estado precisa estar atento às necessidades da população e a crise no Hospital de Base se deve justamente pelos atrasos nos repasses do Estado. Então, o Estado precisa regularizar sua situação”, completou. Diário Oficial de Sábado e Domingo – Nº 20492 e 20493 – 19/02/2011 e 20/02/2011 – Ano XCV

Luizinho Sobral pede reabertura de hospital

Deputado diz que sua indicação vai beneficiar ‘sobremodo a população do município de Irecê’

Preocupado em melhorar o atendimento à saúde da população do município de Irecê, o deputado estadual Luizinho Sobral (PTN) apresentou, na Assembleia Legislativa, indicação endereçada ao prefeito Zé das Virgens para que determine a reabertura do Hospital Maternidade Josefa Ismael Sobral. “A reabertura desse hospital beneficiará sobremodo a população de Irecê, bem como os habitantes dos municípios vizinhos”, justificou o deputado.

Luizinho Sobral informou que o hospital foi fechado em fevereiro de 2009 pela prefeitura municipal, sendo agora utilizado como Posto de Saúde da Família e realiza apenas atendimentos de pequena complexidade, três vezes por semana e apenas duas horas por dia, com um único profissional da área médica, reduzindo a oferta de atendimento.

O deputado disse que desde a inauguração do Hospital Regional, pelo governo do Estado, a população residente no município tem encontrado dificuldades para conseguir atendimento médico, considerando que a demanda foi significativamente ampliada, já que o hospital é procurado por pessoas de outros municípios da região. “Os hospitais municipais devem ser reabilitados para continuar oferecendo atendimento médico de modo eficiente”.

Luizinho Sobral visita João Henrique

O deputado estadual Luizinho Sobral (PTN) visita amanhã, dia 22, terça-feira, às 10h, o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, que hoje se filiou ao PP. O parlamentar vai agradecer a visita que o prefeito fez a Irecê – uma das principais bases do deputado na Bahia-, no início do mês, ao lado de vereadores da capital baiana. O encontro será no Palácio Thomé de Souza.

Luizinho Sobral quer criar Comissão da Copa de 2014 

O deputado estadual Luizinho Sobral (PTN) propôs hoje criação, na Assembléia Legislativa, de uma Comissão Especial para a Copa do Mundo 2014 a funcionar até o fim da atual legislatura, a fim de acompanhar as ações, projetos e práticas da organização e planejamento, com vistas a garantir a preparar a cidade de Salvador, a região metropolitana e municípios do entorno, para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

“O Governo da Bahia já se mostrou atento a essa realidade, e em busca de alternativas e ações consistentes, criou aSecretaria Extraordinária para Assuntos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (SECOPA) com a finalidade de acompanhar e fiscalizar as ações e projetos do Governo do Estado nas áreas de mobilidade urbana, infraestrutura, turismo e hotelaria, inclusão social, meio ambiente, segurança, construção da nova arena (Arena Fonte Nova) e outras correlatas. A SECOPA também articulará e compatibilizará as ações no âmbito estadual com as responsabilidades dos outros entes federados (Prefeitura e União). De igual modo exercerá ainda papel articulador junto às entidades esportivas, especialmente a FIFA, junto à iniciativa privada e demais órgãos estatais, para-estatais e da sociedade civil organizada. Já a Assembléia precisa acompanhar e contribuir com o tema e com o processo de organização do evento esportivo que têm predominado na sociedade brasileira e em especial na baiana”, enfatizou. O requerimento já conta com as assinaturas necessárias para encaminhar a indicação ao presidente da Casa, deputado Marcelo Nilo.

REQUERIMENTO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DA BAHIA

Os deputados infra-firmados, amparados nas disposições regimentais expressas no inciso II do art. 47, combinado com o Inciso I do Art. 53 e o Art. 54 da Resolução 1193, de 17 de janeiro de 1985, que dispõe sobre o Regimento Interno da Assembléia Legislativa, requerem a criação da COMISSÃO ESPECIAL PARA A COPA DO MUNDO 2014, composta por 08 (oito) membros titulares e 04 (quatro) suplentes, com funcionamento até o final da Legislatura com o objetivo de acompanhar as ações, projetos e práticas da organização e planejamento, com vistas a garantir a preparar a cidade de Salvador, a região metropolitana e municípios do entorno, para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Como se sabe, a Copa do Mundo é um torneio disputado de quatro em quatro anos, por seleções de diversos países do mundo. Escolhido pela FIFA para sediar a Copa de 2014, o Brasil, atualmente, nas mais diversificadas instâncias do poder político, econômico e social debate e planeja os passos definitivos para a realização da competição de modo competente.

A apresentação desta proposição se justifica pela necessidade de assegurar ao poder legislativo baiano em caráter independente, acompanhar e contribuir com o tema e com o processo de organização, do evento esportivo, que têm predominado na sociedade brasileira e em especial na baiana.

O Governo da Bahia já se mostrou atento a essa realidade, e em busca de alternativas e ações consistentes, criou aSecretaria Extraordinária para Assuntos da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 – SECOPA com a finalidade de acompanhar e fiscalizar as ações e projetos do Governo do Estado nas áreas de mobilidade urbana, infraestrutura, turismo e hotelaria, inclusão social, meio ambiente, segurança, construção da nova arena (Arena Fonte Nova) e outras correlatas. A SECOPA também articulará e compatibilizará as ações no âmbito estadual com as responsabilidades dos outros entes federados (Prefeitura e União). De igual modo exercerá ainda papel articulador junto às entidades esportivas, especialmente a FIFA, junto à iniciativa privada e demais órgãos estatais, para-estatais e da sociedade civil organizada.

Ante o acima exposto, deve-se enfatizar que a criação, em caráter especial, desta Comissão virá se constituir num poderoso instrumento para assegurar a participação ativa da Assembléia Legislativa, nos debates e discussões sobre a organização, planejamento e construção das condições necessárias para a realização da COPA DO MUNDO 2014.

Sala das Sessões, 18 de fevereiro de 2011.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111200 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]