Concedida a Edmundo Filho, em entrevista o governador da Bahia, Jaques Wagner, fala sobre educação e viagem a Paris

Governador comenta sobre educação e viagem internacional.
Governador comenta sobre educação e viagem internacional.
Governador comenta sobre educação e viagem internacional.
Governador comenta sobre educação e viagem internacional.

Edmundo Filho – Governador, o ano letivo da Rede Estadual de Ensino teve início nesta segunda-feira.

Governador Jaques Wagner – Olha, em primeiro lugar quero festejar a abertura do ano letivo e desejar a todos – alunos, professores, funcionários, pais de alunos, a todos que se envolvem nessa missão tão nobre que é a educação das nossas crianças e jovens, que tenham um ano letivo produtivo, que o aproveitamento das aulas seja grande por parte dos nossos alunos e que a gente possa, ao final do ano, comemorar mais um ano de sucesso na área de educação.

Edmundo – Qual a linha que a Educação na Bahia vai seguir esse ano, governador?

Wagner – Nós estamos fazendo o foco na escola, no nosso programa Todos pela Escola. Temos melhorado os equipamentos físicos com reforma, fizemos um investimento de R$16 milhões na manutenção da estrutura predial e funcionamento das escolas. Vamos entregar agora 47 mil mesas e carteiras novas para os alunos das escolas estaduais. E estamos continuando no processo de qualificação dos professores, de valorização dos professores, com democracia na escola através da eleição direta para diretores. E buscando não só a nossa responsabilidade, mas também esse ano vamos procurar contribuir, ser parceiro, cooperar com os prefeitos para que também a gente tenha uma melhora de 1ª a 4ª série no Ensino Fundamental. Nós vamos continuar trabalhando muito para qualificar a educação, desde a alfabetização, que a gente faz através do programa Topa – Todos pela Alfabetização, que já é um sucesso reconhecido no país, até o ensino de terceiro grau, as universidades. Nós temos trabalhado em parceria com o Governo Federal, com o Ministério da Educação, para que a gente, na terra de Anísio Teixeira, possa oferecer um ensino de qualidade.

Edmundo – É bom lembrar que o senhor e o secretário Osvaldo Barreto têm dito que a melhoria da qualidade do ensino também passa por uma melhor preparação do professor.

Wagner – Olhe, na verdade Edmundo, quando nós chegamos ao Governo em 2007, a Bahia era – para minha tristeza – o Estado com o maior número de professores em sala de aula sem terem cumprido a determinação da LDB, a Lei de Diretrizes e Bases, que é quem ordena, é o ordenamento jurídico de toda área de educação. Por essa lei, para se dar aula tinha que se ter formação universitária. Nós chegamos, vimos o problema, havia uma lacuna muito grande, não porque o professor não quisesse estudar, mas que, às vezes, não tinha oportunidade ou não tinha como bancar o seu curso. Então nós, em parceria com o Ministério da Educação, ao longo de quatro anos já vimos oferecendo e agora estamos oferecendo mais 60 mil vagas de graduação garantidas para esses professores se qualificarem e, portanto, poderem oferecer também melhor educação para os alunos que estudam na escola pública.

Edmundo – Todo jovem sonha com a formação superior. Como fica o Universidade Para Todos, que prepara alunos da rede Estadual para exames como o vestibular. O programa vai ser ampliado?

Wagner – Com certeza Edmundo. Um programa que ajuda os jovens que estão no terceiro ano de escolas públicas estaduais ou aqueles que já concluíram e querem entrar numa universidade, esse programa dá ou o reforço no terceiro ano ou o curso pré-vestibular – como é chamado – para aqueles que se preparam para o exame do vestibular. Nós esse ano ampliamos para 40 mil vagas, sendo que 25 mil vagas como pré-vestibular propriamente dito e saímos de três mil para 15 mil vagas em 144 municípios, 24 territórios de identidade, onde a gente vai estar presente, fazendo o reforço do terceiro ano do ensino médio para facilitar os jovens da escola pública a ingressarem realmente na universidade. Então, esse programa eu considero fundamental até porque a juventude nem sempre tem o dinheiro para pagar um curso pré-vestibular. E, com isso, é mais uma contribuição do Governo do Estado para facilitar a vida, principalmente daqueles que mais precisam.

Edmundo – O senhor acaba de chegar de Paris com a garantia de realização de mais um evento internacional na Bahia.

Wagner – Eu considero que é algo importante até porque nós estamos no preparativo para a Copa do Mundo, para as Olimpíadas de 2016 e eu tenho tentado qualificar o destino Bahia e o destino Salvador como um destino também do turismo esportivo. O Stock Car é um exemplo, várias outras competições que a gente está trazendo, bicicross que a gente fez no interior do Estado, na Chapada Diamantina, e agora esse evento do Campeonato Mundial de Judô e por isso eu fui lá à França para receber da Federação Internacional de Judô uma espécie de chave simbolizando que no próximo ano a cidade-sede do campeonato será exatamente Salvador, o que eu tenho certeza agradará a todos os baianos porque vai divulgar mais a nossa capital e atrair mais turistas que vão gerar mais emprego para nossa gente.

Confira o áudio da entrevista

Conversa com o Governador aborda educação e viagem internacional

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111165 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]