Comércio varejista baiano registra expansão de 10,1% em 2010

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Em 2010, as vendas do comércio varejista da Bahia apresentaram expansão de 10,1% na comparação com o ano de 2009. A taxa foi superior à registrada no ano anterior, quando o índice ficou em 7,0%. Todos os ramos do comércio tiveram incremento nas vendas no ano passado – registrando a maior expansão no segmento de móveis e eletrodomésticos, com 23,1%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, realizada em âmbito nacional pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e divulgados, em parceria, pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento (Seplan).

A maior expansão ficou por conta dos ramos de móveis e eletrodomésticos (23,1%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (12,4%), equipamentos e material de escritório, informática e comunicação (11,7%), tecidos, vestuários e calçados (8,4%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,9%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebida e fumo (6,4%) – o subsetor de hipermercados e supermercados cresceu 6,7%. Também tiveram desempenho positivo os segmentos de livros, jornais, revistas e papelaria (5,6%) e combustíveis e lubrificantes (5,4%).

Ainda no acumulado do ano, os importantes setores de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção, que não integram o cálculo do indicador do varejo, sinalizaram a dinâmica da economia, com expansões de 15% e 14,6%, respectivamente. “No ano, um conjunto de fatores sustentou os resultados favoráveis do comércio varejista, dentre os quais destaco a expansão do crédito para financiamentos, a ampliação dos prazos de parcelamento, a melhoria de rendimentos dos consumidores, especialmente daqueles de menor poder aquisitivo, e o aumento do emprego formal no estado”, avalia a coordenadora de Pesquisas Sistemáticas e Especiais da SEI, Vânia Moreira.

Dezembro

O comércio varejista baiano apresentou expansão de 8,4% no mês de dezembro de 2010 em relação a igual mês de 2009. Na comparação com novembro, a variação foi negativa em 1,4%. “Em dezembro, há aumento da massa salarial em circulação na economia baiana, típica do mês, decorrente da liberação da última parcela do 13º salário, e a proximidade do período natalino, quando o apelo comercial leva os consumidores a adquirir bens duráveis e semiduráveis. Todavia não se pode desconsiderar que parte do 13º salário se destinou ao pagamento de débitos anteriormente contraídos pelos consumidores”, explica a economia da SEI.

No mês, seis ramos registraram resultados positivos no volume de vendas e duas atividades apresentaram variações negativas: móveis e eletrodomésticos (32,1%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (14,4%), livros, jornais, revistas e papelaria (11,2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,2%), tecidos, vestuário e calçados (6,3%), combustíveis e lubrificantes (1,8%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas fumo (-2,0%) e equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-16,2%). Os ramos que não integram o indicador do varejo também apresentaram crescimento no volume de vendas no mês em questão: veículos, motocicletas, partes e peças (29,7%) e Material de Construção (6,4%).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109750 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]