A ética em processo de extinção | Por Isis Nogueira

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

Procura-se ética! Essa será a frase que identificará nossa sociedade daqui há poucos anos, se o individualismo do ser humano continuar crescendo assustadoramente como observa-se atualmente.Mas, muitos podem indagar o que o individualismo tem a ver com ética.

Os autores Le Bom e Ortega (responsáveis pelo estudo massa) diziam que a sociedade era uma multidão de indivíduos isolados fisicamente e psicologicamente, ou seja, as pessoas preocupam-se apenas com seu bem estar e não respeitam o espaço do outro e isso, não é ético.

Um exemplo bem claro de uma situação que confirma a afirmação do parágrafo anterior é o que vem acontecendo dentro dos transportes coletivos da cidade do Salvador. Algumas pessoas tem o hábito de ligar o MP3 no maior volume dentro dos ônibus, não tendo o cuidado de refletir, como o grupo de passageiros que ali se encontram vai lhe dar com esta situação. Principalmente se o horário for às 22:00 horas, período em que trabalhadores e estudantes voltam para suas casas cansados e fadigados de uma jornada que só eles sabem e sentem.

Pessoas que ligam seu som ( independente de ser do celular,mp3 ou mini rádio) dentro dos ônibus, não raciocinam que a coletividade que ali se encontra não tem obrigação de ser forçada a ouvir o gosto musical do outro ( e que muita vezes nem é música é um ruído sonoro). Essa situação não acontece só nos ônibus, Salvador é a capital do barulho e isso não é somente conseqüência do progresso tecnológico, mas porque falta ética.

Com base em estudos, a ética julga, analisa e faz uma reflexão do aspecto moral dos atos humanos. Mas para que isso aconteça, é preciso ser portador de critérios, de princípios e normas, que sirvam para distinguir o bem do mal, o justo do injusto. Atualmente, a frase de que as algumas pessoas se orgulham em pronunciar é: “ cada um por si e Deus por todos”!

E necessário que um procedimento ético seja interiorizado na consciência das pessoas, do contrário caminharemos rumo a uma sociedade barbarizada pelo individualismo. É notória a escassez de relações interpessoais no Brasil, os indivíduos consideram-se isentos de qualquer relação social forçada.

Em Salvador, ou em qualquer lugar do planeta, uma pessoa que ligam um som alto em um transporte público para mostrar que tem a tecnologia em suas mãos e não se importa em refletir se a pessoa sentada ao seu lado, ou outro passageiro está com dor de cabeça, lendo algum material, ou até mesmo com o estado de espírito abalado, não tem nem noção do que é ética, já que a mesma tem como objetivo refletir na finalidade da conduta humana.

Refletir no próprio comportamento é algo que vem se perdendo, da mesma forma como os laços familiares (que hoje estão banalizados) raramente alguém, nos dias de hoje, pede a benção a mãe e ao pai.

Com tudo isso, a tendência é que o ser humano seja mais rápido para destruir ele mesmo, do que os raios ultravioleta que passam pelo buraco de ozônio. Enquanto cidadãos, façamos sempre a pergunta sobre o que é ético, pois por mais que você mude de estado,país, ou continente e os costumes e leis sejam diferentes, a ética é uma ciência universal e continuará sendo ética!

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112929 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]