Programa de microcrédito atinge marca histórica de R$ 26,5 milhões

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

O Programa de Microcrédito do Estado da Bahia (CrediBahia) bateu seu próprio recorde, em 2010, com 16.446 contratos e aprovação de financiamentos que somaram R$ 26,5 milhões. O número expressa o melhor desempenho anual do programa desde sua criação, em 2002, representando crescimento de 45% comparado a 2009. Em seus oito anos de existência, o CrediBahia emprestou R$ 100 milhões através de 70.267 contratos, dos quais R$ 25,6 milhões no primeiro quatriênio e R$ 74,6 milhões nos últimos quatro anos.

Segundo o presidente da Desenbahia, Luiz Alberto Petitinga, a satisfação é imensa porque “o microcrédito também tem grande impacto sobre a qualidade de vida dos empreendedores.” Luiz Alberto lembra que o acesso ao crédito permite o aumento da renda e influencia o padrão de gastos das famílias. “De fato, o microcrédito é um instrumento comprovado de desenvolvimento econômico e social”.

A meta em 2011 é aplicar mais R$ 28 milhões, estimulando os micros negócios. O programa é administrado em parceria institucional pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Desenbahia, Sebrae e prefeituras municipais.

O gerente de Microfinanças da Desenbahia, Marcelo Mesquita, informa que somente em dezembro foram aprovados R$ 3,3 milhões, com média por empréstimo de R$ 1.500. Os empreendedores que mais demandam crédito são vendedores autônomos, feirantes e costureiras, com o objetivo de garantir, principalmente, estoque de produtos. O programa financia também investimentos fixos para aquisição de equipamentos e máquinas ou reforma e ampliação de instalações físicas.

Expansão 

Os agentes do CrediBahia, presentes em 180 municípios baianos, orientam e acompanham diretamente as atividades produtivas e estimulam o empreendedorismo no estado. Além do financiamento direto aos empreendedores, a Desenbahia também destina recursos para sete instituições operadoras de microcrédito.

Com mais capital, essas instituições não-governamentais parceiras ganharam força para ampliar suas atividades e garantir expansão do microcrédito na Bahia. “Para impulsionar o crescimento e a consolidação de pequenos negócios, repassamos mais R$ 2,8 milhões para cooperativas de microcrédito em 2010”, explicou Mesquita.

Alberto Petitinga, informou que a metodologia e os sistemas operacionais utilizados pelo CrediBahia servirão de referência para fortalecimento de linha de crédito semelhante no Rio de Janeiro. A Agência de Fomento Investe Rio implantará, em 2011, postos de microcrédito nas favelas liberadas pela operação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). “Um convênio de cooperação com a Desenbahia prevê a transferência de tecnologia, com a cessão de ferramentas e sistemas de controle de operações, além da documentação e todo o treinamento necessário”, explicou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113826 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]