PROCON realiza pesquisa da Lista de preços de material escolar. Leia esta e outras notícias da PMFS

Logomarca do Jornal Grande Bahia.Logomarca do Jornal Grande Bahia.
PROCON realiza pesquisa da Lista de preços de material escolar.

PROCON realiza pesquisa da Lista de preços de material escolar.

A Coordenadoria Municicipal de Defesa do Consumidor (Procon) divulga a cotação de preços dos itens presentes na lista de material escolar. De acordo com a tabela, a Bahia Papelaria possui os preços mais em conta para a maioria dos produtos.

A pesquisa foi realizada em cinco locais: Bahia Papelaria, Dinúbia Papelaria, Papelaria Pergaminho, Maskate Papelaria e Maxi Papelaria, todos situados na avenida Senhor dos Passos, centro da cidade.

A caixa de lápis de cera, por exemplo, pode ser encontrada com melhor preço na Bahia Papelaria, a R$ 0,68. Na Maskate, o produto custa R$ 0,94; na Dinúbia Papelaria e na Maxi Papelaria custa 0,80, e na Papelaria Pergaminho sai a R$ 0,72.

O hidrocor de 12 cores pode ser encontrado ao preço de R$ 1,40 na Maskate. O mesmo produto custa R$ 1,75 na Bahia Papelaria; R$ 2,35 na Dinúbia Papelaria; R$2,10 na Maxi Papelaria e R$ 2,25 na Papelaria Pergaminho.

A caixa de tinta para pintura a dedo com seis unidades é outro produto que custa mais barato na Bahia Papelaria – R$ 1,42. Na Maskate, o produto custa R$ 4; na Dinúbia sai a R$ 4,99; na Maxi, o item pode ser encontrado a R$2,90 e na Papelaria Pergaminho custa R$ 4.

Endemias apresenta reivindicações

Governo Municipal mantém canal aberto para negociações

O Governo Municipal estabeleceu canal de negociações com os agentes de endemias, na manhã desta segunda-feira (10), visando discussão em torno de conquistas para a categoria. A pauta foi apresentada ao prefeito Tarcízio Pimenta, durante audiência concedida a representantes do sindicato dos servidores da área de saúde da rede municipal.

Durante a reunião, o prefeito ressaltou o compromisso do Governo Municipal de estabelecer canais de negociações com os servidores públicos municipais. “Estamos sempre abertos às discussões com os servidores de modo geral”, frisou.

Na pauta de reivindicações, os servidores pleiteiam o retorno dos 10% sobre o salário da categoria e também a restituição de 20% da insalubridade, que antes era de 40%. “São perdas que sofremos em 2001”, ressalta o presidente do Sindicato de Endemias, Roberto Carvalho.

Outra solicitação apresentada ao prefeito Tarcízio Pimenta, pelos quatro agentes de endemias que participaram da audiência também se refere a melhoria salarial. A categoria pleiteia a recomposição das perdas salariais sofridas ao longo dos últimos anos.

Policlínica do Tomba atende 404 pacientes

Pacientes de Feira de Santana e cidades da região

Situado em um dos bairros mais populosos de Feira de Santana, a Policlínica do Tomba realizou o atendimento de 404 pacientes de urgência e emergência, somente no final de semana. O atendimento foi garantido por uma equipe formada três médicos por período, além de um plantonista para atestar óbitos em residências.

Somente no sábado (08) foram atendidas 192 pessoas, enquanto no domingo foram atendidos mais 212 pacientes. São pessoas residentes não somente no bairro do Tomba como também de outras localidades, inclusive municípios vizinhos pactuados com Feira de Santana, a exemplo de São Gonçalo, Conceição de Feira e Antônio Cardoso.

O diretor da Policlínica do Tomba, José Pires Leal, informa que os plantões ocorreram em absoluta normalidade. “Os plantonistas trabalharam normalmente, sem nenhuma interrupção na prestação dos serviços e nem tão pouco intercorrências que influenciassem na qualidade do atendimento”, observou.

Além de três médicos plantonistas, a cada dia do plantão de final de semana, o serviço também é prestado com auxílio de uma enfermeira e mais cinco técnicos de enfermagem por período. “As policlínicas funcionam hoje como hospitais de média e baixa complexidade. E, devido a localização, é a policlínica que realiza o maior número de atendimentos, principalmente nos finais de semana”, observou Leal.

Policlínica do Tomba atende 404 pacientes

Pacientes de Feira de Santana e cidades da região

Situado em um dos bairros mais populosos de Feira de Santana, a Policlínica do Tomba realizou o atendimento de 404 pacientes de urgência e emergência, somente no final de semana. O atendimento foi garantido por uma equipe formada três médicos por período, além de um plantonista para atestar óbitos em residências.

Somente no sábado (08) foram atendidas 192 pessoas, enquanto no domingo foram atendidos mais 212 pacientes. São pessoas residentes não somente no bairro do Tomba como também de outras localidades, inclusive municípios vizinhos pactuados com Feira de Santana, a exemplo de São Gonçalo, Conceição de Feira e Antônio Cardoso.

O diretor da Policlínica do Tomba, José Pires Leal, informa que os plantões ocorreram em absoluta normalidade. “Os plantonistas trabalharam normalmente, sem nenhuma interrupção na prestação dos serviços e nem tão pouco intercorrências que influenciassem na qualidade do atendimento”, observou.

Além de três médicos plantonistas, a cada dia do plantão de final de semana, o serviço também é prestado com auxílio de uma enfermeira e mais cinco técnicos de enfermagem por período. “As policlínicas funcionam hoje como hospitais de média e baixa complexidade. E, devido a localização, é a policlínica que realiza o maior número de atendimentos, principalmente nos finais de semana”, observou Leal.

Manutenção de ruas e avenidas da cidade

Distritos e sede do município com melhorias

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, mantém cronograma de trabalho visando a manutenção e a recuperação do pavimento de avenidas e ruas da cidade.

As melhorias são realizadas tanto na sede do município quanto na zona rural. Nos distritos, a programação prevê o patrolamento e encascalhamento de cerca de 350 quilômetros de estradas vicinais de acesso às comunidades rurais.

Na manhã desta segunda-feira (10), o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, disse que a Prefeitura vai realizar manutenção em bairros como Conceição, 35º BI, Queimadinha, além dos conjuntos Viveiros e Feira VII.

“Nesse período, o trabalho será realizado na manutenção de algumas vias de bairros diversos da cidade. Estamos concluindo a zona rural e, em seguida, todo trabalho será concentrado na sede do município”, disse.

O Governo Municipal estabeleceu canal de negociações com os agentes de endemias, na manhã desta segunda-feira (10), visando discussão em torno de conquistas para a categoria. A pauta foi apresentada ao prefeito Tarcízio Pimenta, durante audiência concedida a representantes do sindicato dos servidores da área de saúde da rede municipal.

Durante a reunião, o prefeito ressaltou o compromisso do Governo Municipal de estabelecer canais de negociações com os servidores públicos municipais. “Estamos sempre abertos às discussões com os servidores de modo geral”, frisou.

Na pauta de reivindicações, os servidores pleiteiam o retorno dos 10% sobre o salário da categoria e também a restituição de 20% da insalubridade, que antes era de 40%. “São perdas que sofremos em 2001”, ressalta o presidente do Sindicato de Endemias, Roberto Carvalho.

Outra solicitação apresentada ao prefeito Tarcízio Pimenta, pelos quatro agentes de endemias que participaram da audiência também se refere a melhoria salarial. A categoria pleiteia a recomposição das perdas salariais sofridas ao longo dos últimos anos.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]