Preço das commodities Brasil sobe mais de 35% em 2010, segundo novo índice do BC

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

O Brasil criou um novo índice para medir a variação no País dos preços dos produtos básicos cotados internacionalmente (commodities). O índice foi lançado no Relatório de Inflação do BC de dezembro. Nesta quarta-feira (5), o Banco Central divulgou que o IC-Br registrou alta de 35,37% em 2010, na comparação com o ano anterior.

Em dezembro, na comparação com novembro, a alta foi de 5,79%. A comparação é possível utilizando índices de bases de dados disponíveis em instituições de pesquisa econômica. O IC-Br vai identificar a parcela das variações de preços das commodities nos mercados internacionais, item relevante para a dinâmica da inflação doméstica e que deverá ser usado pelo Banco Central para balizar as decisões do Conselho de Política Monetária (Copom).

Segundo o BC afirmou em dezembro, com esses dados agora passa a ser possível calcular a variação do IPCA com a exclusão dos efeitos totais ou parciais da variação do IC-Br. Nesta sexta-feira (7), o Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará o resultado do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechado de 2010, que é um dos indicadores levados em consideração pelo Copom para decidir sobre as taxas de juros básicas da economia (Selic).

O Compom vai decidir sobre a Selic já na primeira reunião do ano, agora em janeiro. O assunto também poderá estar na pauta da reunião ministerial com a presidenta Dilma Rousseff, prevista para a sexta-feira da próxima semana (14).

Composição do novo índice e altas

O IC-Br agrega indicadores relativos aos setores de Agropecuária, Metal e Energia. Na composição do IC-Br Agropecuária entram a carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café e carne de porco. Já o IC-Br Metal é composto pelo alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e o níquel. Para o IC-Br Energia são contabilizados os preços do petróleo Brent, gás natural e carvão.

O aumento no período foi influenciado pelo segmento agropecuário, formado por carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café e carne de porco. Nesse segmento, a alta foi de 6,75%.

No segmento de metais (alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel), o aumento no mês passado em relação a novembro foi de 2,84%. No caso da energia (petróleo, gás natural e carvão), o aumento foi de 6,65%.

No acumulado do ano passado, a alta do índice também foi puxada pelo agronegócio, com aumento de 45,74%, seguido dos metais (25,85%) e da energia (17,06%).

A alta do IC-Br superou a do índice CRB (Commodity Research Bureau), que apura o desempenho das commodities no mercado internacional. Esse índice apresentou crescimento de 1,61%, em dezembro na comparação com novembro de 2010. Em todo ano passado, a alta do índice internacional foi de 17,22%.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]