Polêmica em torno de Battisti vira destaque na página do governo da Itália

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Brasília – A polêmica em torno da extradição do ex-ativista político italiano Cesare Battisti, de 52 anos, é tema do principal comunicado publicado hoje (5) na página do governo da Itália ).

No texto, o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, reitera que a insistência para que Battisti cumpra pena de prisão perpétua na Itália é uma questão de “justiça” e não de “vingança”. Berlusconi ratifica que as relações entre a Itália e o Brasil não serão afetadas.

“Não é uma questão de vingança”, disse o primeiro-ministro. “É de justiça.” De acordo com ele, o caso será debatido na segunda quinzena deste mês em uma sessão promovida na sede da União Europeia, em Bruxelas, na Bélgica. Em seguida, Berlusconi, no comunicado, afirma que o assunto pode ser levado ao Tribunal de Haia, na Holanda, que se destina a analisar situações específicas apresentadas pelas Nações Unidas.

Battisti é acusado de participação em quatro assassinatos, nos anos 70, na Itália. Em um dos embates com a polícia italiana, Alberto Torregiani, filho de um joalheiro morto em 1979 em crime atribuído a Battisti, acabou ferido e ficou paraplégico. Ele é um dos principais defensores e líderes do movimento em favor do retorno de Battisti para o país.

Na Itália, o ex-ativista foi condenado à prisão perpétua, mas nunca cumpriu pena pois fugiu para a França e depois para o Brasil. Ele está preso preventivamente, desde 2007, na Penitenciária da Papuda em Brasília. Advogados de defesa de Battisti pedem, no Supremo Tribunal Federal, que ele seja solto. O goveno italiano também recorreu para evitar a soltura do ex-ativista.

No último dia de governo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a decisão de manter Battisti no Brasil. O caso, no entanto, ainda vai ser analisado pela Suprema Corte, que retorna do recesso em fevereiro. Até lá, o impasse permanece.

A controvérsia gerou reações na Itália. Protestos tomaram conta ontem (4) das principais cidades, como Roma e Milão. No governo, há os que defendem retaliações ao Brasil, como a não ratificação de um acordo militar no valor de 5 bilhões de euros. No entanto, Berlusconi, no comunicado, disse que o Brasil e a Itália mantêm uma união baseada na “amizade antiga e sólida”.

Porém, o primeiro-ministro afirmou que está convencido de que Battisti é um criminoso e deve pagar na Justiça pelo que fez. Ele disse que ficou impressionado com o relato de Torregiani – apontado pelas autoridades italianas como a quinta vítima de Battisti – que além de perder o pai, ficou sem a mobilidade dos membros inferiores. “É uma história que me impressionou muito. Torregiani não só perdeu o pai, mas sofreu uma doença grave”, acrescentou.

*Com informação da Agência Brasil

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109848 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]