Latinos terão maior peso nas eleições americanas de 2012, aponta relatório

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Washington, 5 janeiro de 2011 (EFE).- O voto dos latinos foi decisivo em alguns estados americanos nas eleições legislativas de novembro, o que permite prever que este contingente terá peso ainda maior no pleito presidencial de 2012, aponta um estudo divulgado nesta quarta-feira.

A análise do Centro Pew Hispanic indica que os eleitores em questão tiveram uma presença três vezes maior em estados que ganharam cadeiras no Congresso e votos no Colégio Eleitoral – que decide o vencedor das eleições presidenciais – que naqueles que perderam cadeiras.

Segundo o relatório, 15,2% dos eleitores nos estados que ganharam cadeiras são de origem latina, comparado com o percentual de 5,4% dos eleitores elegíveis em estados que perderam cadeiras.

Levando em conta esta reorganização dos distritos eleitorais, “os latinos provavelmente terão um papel mais importante na política nacional na década vindoura”, indicou o Centro Pew Hispanic.

Dois dos estados que ganharam cadeiras, Flórida e Nevada, por exemplo, foram decisivos em anos recentes, como em 2004, na reeleição do republicano George W. Bush, e em 2008, com o democrata Barack Obama.

A instituição indicou que os estados que conquistaram mais cadeiras no Congresso são Texas, com quatro a mais; Flórida, com mais duas, e Geórgia, Washington, Nevada, Utah, Arizona e Carolina do Sul, ambos com uma.

Os que perderam cadeiras são Nova York e Ohio, com menos duas vagas cada um, e Pensilvânia, Illinois, Iowa, Missouri, Michigan e Louisiana, que perderam uma.

Segundo o Escritório do Censo, os EUA têm 308 milhões de habitantes, um aumento de 9% com relação ao anos de 2000, e os cálculos populacionais de 2009 indicam que os latinos contribuíram com 51% desse crescimento populacional.

O relatório explicou, no entanto, que o crescimento populacional dos latinos nem sempre era traduzido em um maior peso eleitoral imediato, já que muitos não têm idade para votar ou ainda não obtiveram a cidadania.

Dos 48,4 milhões de latinos nos EUA em 2009, 20,1 milhões podem votar, número tido como recorde pelo relatório.
Apesar disso, 15,5 milhões de latinos são cidadãos americanos de 17 anos de idade ou menos, e outros 12,8 milhões, de qualquer idade, não têm cidadania americana.

*Com informação de Deutsche Welle

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113568 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]