Humberto Costa será o novo líder do PT no Senado

Humberto Costa.
Humberto Costa.

Escolhido por consenso pela nova bancada do PT no Senado, o senador eleito Humberto Costa (PE) será o líder do partido na Casa na próxima legislatura. Em entrevista coletiva, após a reunião do PT nesta terça-feira (11/01/2011), Humberto Costa deu o tom que deverá orientar a bancada na nova legislatura: a busca da conciliação com os demais partidos da base governista e também com os partidos de oposição.

Por isso, as indicações do partido para os cargos da Mesa e para as comissões foram adiadas para o dia 27, conforme anunciou o líder em exercício, senador Eduardo Suplicy (SP). Neste prazo, o partido deve buscar reforçar um bloco partidário no Senado, em conversas com partidos como PDT e PTB.

– Que possamos nos harmonizar com os demais partidos do bloco, mas também manter uma porta aberta para negociação com os partidos de oposição. Acredito que com a ajuda dos que estão aqui há mais tempo poderemos cumprir a contento essa tarefa de tamanha responsabilidade – declarou Humberto Costa.

O novo líder do PT disse que a vice-presidência será o cargo da Mesa a ser pleiteado pelo PT, observando, porém, que isso depende da maior bancada, o que ainda está sujeito à formação dos blocos.

Humberto Costa afirmou ainda que o PT acatará a indicação do PMDB para a Presidência do Senado, salientando que o partido aliado tem pessoas “importantes e capazes” que podem presidir a Casa.

Sobre a liderança do governo no Congresso, Costa disse que a indicação é de livre escolha da presidente da República, Dilma Rousseff, e que essa indicação deverá ser feita até a próxima reunião do PT ou até o dia 31.

Quanto à presidência das comissões permanentes, Humberto Costa disse que, embora haja preferência por parte de diversos membros da bancada petista pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), por sua importância, não pode ser descartada.

Apesar de ausentes à reunião, os novos senadores petistas Ângela Portela (RR), Jorge Viana (AC) e Wellington Dias (PI) foram consultados sobre a escolha do líder por telefone. Também participou da reunião o presidente do PT, José Eduardo Dutra.

Salário mínimo

Em resposta à imprensa, Humberto Costa informou que a possibilidade de aumento no valor do salário mínimo proposto pelo governo – R$ 540 – não foi discutida pela bancada. Ele disse que a matéria deve ser discutida pela Câmara e pelo Senado. Acrescentou que, embora o valor do mínimo deva “agradar” o povo brasileiro, é preciso também respeitar as demais prioridades do governo que dependem de recursos.

Já o senador Paulo Paim (RS) disse que as centrais sindicais proporão R$ 560, uma vez que a inflação em 2010 foi bastante superior à meta estipulada pelo Banco Central.

José Eduardo Dutra disse que o partido entende as questões do governo, argumentando que o aumento do mínimo acima das possibilidades governamentais pode gerar desequilíbrios e inflação, com efeitos perversos justamente sobre a faixa populacional que tem sua renda vinculada ao salário mínimo.

CPMF
Humberto Costa, que foi ministro da Saúde no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, defendeu mais recursos para a saúde, não necessariamente com a criação de um mecanismo como a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

*Com informação da Agência Senado

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112801 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]