Financiamento através do Credibahia deve chegar a R$ 28 milhões em 2011

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Após o recorde de R$ 26,5 milhões em aprovação de financiamentos, alcançados no ano de 2010 com o Programa de Microcrédito do Estado da Bahia (Credibahia), a Desenbahia (Agência de Fomento do Estado da Bahia) espera que, em 2011, o financiamento através de microcrédito chegue à quantia de R$ 28 milhões, em todo o Estado. Esta estimativa deve ainda abranger cerca de 190 municípios, 10 a mais que no ano anterior.

Criado com o objetivo de financiar e estimular empreendedores formais e informais, através da concessão de crédito ágil e desburocratizado, o Credibahia deve superar também a quantidade de operações realizadas para este ano. É o que espera a analista de Desenvolvimento da Desenbahia, Márcia Fonseca. “A nossa expectativa é que sejam realizadas 32 mil operações de microcrédito neste ano, 12 mil a mais que o ano anterior”.

O Credibahia é destinado a empreendedores que busquem financiamentos entre R$ 200 e R$ 10 mil, sendo que na primeira operação há um teto de R$ 1 mil para a concessão do crédito. O programa é voltado para a obtenção de capital de giro e financia também investimentos fixos para aquisição de equipamentos e máquinas ou reforma e ampliação de instalações físicas. “A meta de R$ 28 milhões, a ser alcançada, vai depender da demanda pelo crédito”, explica a analista da Desenbahia.

Com a formalização de mais de 77 mil novos Empreendedores Individuais na Bahia, é bem provável que as estimativas da Desenbahia sejam alcançadas. Para ter acesso ao programa, o interessado deve se dirigir a uma das 180 agências do Credibahia distribuídas pela Bahia. A lista completa dos municípios atendidos pelo Credibahia pode ser conferida no site da Desenbahia (www.desenbahia.ba.gov.br). Ele deve estar munido dos seguintes documentos para fazer o cadastro: CPF, RG e comprovante de residência.

Para a proposta do financiamento, além dos documentos citados, é necessário apresentar ao avalista o comprovante de renda. O trabalhador não pode ter restrições junto ao SPC e Serasa, e deve ter, pelo menos, seis meses de experiência na atividade exercida e residir no município em que estiver solicitando o crédito.

A concessão do crédito é realizada através da comprovação da necessidade do financiamento e da constatação da legalidade do contrato. Todos os pedidos são submetidos ao comitê de crédito da Desenbahia, que avalia a real necessidade da concessão. Como garantia para o pagamento, o empreendedor pode proceder individualmente ou na modalidade grupo solidário. Nesse caso, um grupo de pessoas, que pode variar de 3 a 5 empreendedores, assumem, conjuntamente, a responsabilidade do pagamento das prestações.

Quanto aos prazos, há uma variação de acordo com o tipo de financiamento. Para investimentos fixos, o prazo de pagamento é de 12 meses. Já para capital de giro, o prazo é de seis meses. Em ambos os casos, não há carência e a taxa de juro é de 1,8% ao mês. Márcia Fonseca explica que se o empreendedor realizar o pagamento em dia, na renovação do cadastro, ele pode ter a taxa reduzida até 1,5% ao mês. “É uma bonificação por ele permanecer adimplente durante todo o financiamento”, diz Márcia.

Outras informações podem ser obtidas diretamente com a Desenbahia: 71 3103-1000.

*Com informação da Agência Sebrae

 

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108694 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]