Feira de Santana registra 10 homicídios na primeira semana de 2011

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Final de semana violento em Feira de Santana. No sábado e domingo, cerca de cinco pessoas foram mortas a tiros.  Foi identificado no Departamento de Polícia Técnica, o  garoto  Alison Conceição dos Santos, 16 anos, morto com dois tiros na cabeça, na  Praça do Povo, no bairro Parque Ipê.

Um homicídio e uma tentativa de homicídio foram registrados no sábado à noite, tendo como local o bairro Novo Horizonte. As vítimas foram Elvis Lima Nunes, de 20 anos, que residia na rua 13 de Maio, no mesmo bairro; e Gabriela da Silva, 24 anos. Ambos foram levados ao HGCA. Elvis não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Gabriela continua internada.

O jovem Leandro dos Santos, 17 anos, foi assassinado também na noite de sábado. De acordo com a polícia, ele estava em uma residência no Conjunto José Ronaldo, quando quatro homens encapuzados invadiram a casa e a executaram. Leandro morava na rua Egídio Pereira, no bairro  Sítio Novo.

Na tarde de domingo (9) Natanael de Jesus Bispo, 17 anos, que morava na rua Jacobina no bairro Jardim Cruzeiro, foi morto a tiros quando se encontrava no interior do ‘Bar do João’, situado na rua Esplanada, no mesmo bairro onde morava. Os tiros atingiram a cabeça, o pescoço e o tórax. Após os disparos, os matadores fugiram sem deixar pistas. Também neste mesmo dia foi morto a tiros, o segurança Fábio Lacerda Pereira, 24 anos. Ele morava na rua Epídio Nova, no bairro São João.

Em apenas dez dias a cidade registrou 10 assassinatos. O número equivale à média de um assassinato por dia, neste início de ano.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Alberto Peixoto 487 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Dúvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozóide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua como incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antônio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: reyapeixoto@yahoo.com.br.