Dia de campo sobre abacaxi reúne mais de 100 pessoas em Tancredo Neves

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Em uma linguagem simples e direta, Aristoteles Matos e Davi Junghans, pesquisadores da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas – BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, apresentaram nesta terça-feira (18/1) um dia de campo sobre abacaxi para mais de 100 pessoas na área experimental da Casa Familiar Rural (CFR) de Presidente Tancredo Neves, município do Baixo Sul da Bahia. Os participantes — jovens alunos da CFR e produtores dos municípios de Presidente Tancredo Neves, Valença e Wenceslau Guimarães — saíram impressionados com a qualidade das duas cultivares de abacaxi resistentes à fusariose apresentadas: a ‘BRS Imperial’ e a ‘BRS Vitória’.

A organização do evento evidenciou a sintonia existente entre a Embrapa e a CFR, parceiras de longa data no que se refere à cultura da mandioca e que agora começam a expandir a atuação conjunta também para a fruticultura. Os participantes foram divididos em três grupos e se revezaram nas duas estações montadas. Na primeira, Aristoteles explicou o que é a fusariose do abacaxizeiro, hoje a principal doença relacionada à cultura do abacaxi no país, como identificá-la e as diversas etapas de controle. Já na segunda estação, Davi, com apoio de Antônio Carlos Souza, técnico da CFR responsável pela área experimental, demonstrou as duas cultivares resistentes à fusariose desenvolvidas pela Unidade, com direito à degustação no fim da explanação.

“Apresentei primeiro o problema. Em seguida, Davi entrou com a solução”, disse Aristoteles. E Davi completou: “O uso de cultivares resistentes é o método mais eficiente e econômico para o controle de doenças de plantas”. O pesquisador não se limitou a apresentar as características das cultivares e mostrou como funciona o programa de melhoramento genético do abacaxi da Unidade.

O diretor de Agropecuária do município de Wenceslau Guimarães, Manuel Conceição de Jesus, representando o secretário de Agricultura, Juarez dos Santos, levou 18 produtores para o evento. “O dia de campo foi excelente. Já temos parceria em mandioca, banana, mamão e queremos ampliar para o abacaxi”, afirmou.

Custos reduzidos

A Embrapa Mandioca e Fruticultura possui um programa de melhoramento genético do abacaxi que visa desenvolver cultivares resistentes à fusariose e com características iguais ou superiores à ‘Pérola’ e à ‘Smooth Cayenne’, as mais plantadas no Brasil e ambas suscetíveis à fusariose.
A ‘BRS Vitória’ foi lançada pela Embrapa, em parceria com o Incaper-ES, em 2006. Os frutos são de polpa branca, têm elevado teor de açúcares (15,8ºBrix), acidez moderada (0,8%) e excelente sabor.

A ‘BRS Imperial’ foi lançada pela Embrapa em 2003. Os frutos são de polpa amarela, elevado teor de açúcares (15,8ºBrix), acidez moderada (0,62%) e excelente sabor nas análises sensoriais. Produz grande quantidade de mudas tipo filhotes, próximo à base do fruto.

Com essas novas cultivares, os custos de produção das lavouras de abacaxi são reduzidos, pois não há necessidade da aplicação de fungicidas para o controle da fusariose, o que aumenta a competitividade do setor e traz benefícios ao meio ambiente e à saúde dos produtores e consumidores.

A maioria das recomendações técnicas utilizadas atualmente para o cultivo do abacaxi pode ser aplicada a essas cultivares. Os frutos obtidos podem ser destinados para o mercado de consumo in natura e para industrialização, face às suas características sensoriais e físico-químicas.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121615 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.