Desfalques nas bases contribui para o crescente isolamento político do prefeito João Henrique

O prefeito de Salvador, João Henrique (PMDB), com o passar do tempo vem sofrendo sucessivos desgastes, o que tem provocado um maior isolamento político. O seu grupo, ou o que resta dele, sofreu mais um desfalque ontem (5), com a saída do aliado com o qual contava reverter o esfacelamento de sua base na Câmara Municipal de Salvador.

O vereador e ex-banqueiro do bicho Alfredo Mangueira (PMDB) renunciou à Casa Civil, um dia depois de ter sido nomeado para o cargo, ao perceber que assumiria uma secretaria esvaziada e que não teria “plenos poderes”, como havia combinado com o prefeito. “Não aceitaria ser uma rainha da Inglaterra”, desabafou Mangueira. Escolhido para fazer a interlocução entre Alfredo Mangueira e a Câmara Municipal, o vereador Téo Senna (PTC), também renunciou, ontem, ao cargo de líder do governo no Legislativo.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]