Com pressão para cortar gastos, começa a primeira reunião ministerial do Governo de Dilma Rousseff

A presidenta, Dilma Rousseff, ordenou hoje (14/01/2011) que todos os 37 ministros se empenham no corte de despesas.A presidenta, Dilma Rousseff, ordenou hoje (14/01/2011) que todos os 37 ministros se empenham no corte de despesas.

A primeira reunião ministerial do governo da presidenta Dilma Rousseff começou hoje (14/01/2011) por volta de 14h30, com a participação de todos os 37 ministros. O encontro servirá para que os ministros recebam as orientações da presidenta sobre o trabalho a ser desenvolvido nos próximos quatro anos e também para que a equipe se conheça.

Durante a reunião, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve fazer uma exposição sobre a conjuntura econômica mundial e interna, a pedido de Dilma Rousseff. A presidenta deve pedir aos ministros que reduzam gastos.

Um novo valor para o salário mínimo também pode entrar na pauta de discussão, como afirmou ontem o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O valor de R$ 540 foi definido em medida provisória editada nos últimos dias de 2010 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As centrais sindicais pedem que salário seja reajustado para R$ 580.

Embora a reunião ministerial já estivesse marcada há mais de dez dias, a tragédia provocada pelas chuvas na região serrana do Rio também deve entrar na pauta do encontro, conforme informou esta manhã o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Governo ainda não definiu como serão os cortes no Orçamento da União

O governo ainda não definiu o valor que será contingenciado do Orçamento da União, informou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, após a primeira reunião ministerial do governo Dilma Rosseff. O montante ainda não foi definido porque a peça orçamentária ainda não chegou ao Executivo, após a aprovação pelo Congresso, o que deve ocorrer na próxima semana.

“Não houve definição quanto a isso. Nós sequer discutimos com a presidenta e qualquer cenário de número que se levante é mera especulação”, disse Belchior. De acordo com ela, o Orçamento deve ser sancionado pela presidenta no início de fevereiro.

Enquanto não há definição dos cortes, a ordem do governo, segundo a ministra do Planejamento, é hierarquizar os gastos, definindo o que é prioritário e o que pode esperar.

Dilma pede empenho dos ministros para cortar despesas

A presidenta, Dilma Rousseff, ordenou hoje (14) que todos os 37 ministros se empenham no corte de despesas. Dilma, que comandou hoje a primeira reunião ministerial do novo governo, definiu ainda que os ministérios serão divididos por áreas temáticas, para facilitar o acompanhamento de projetos e o cumprimento das metas.

De acordo com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o corte de gastos se dará no custeio de cada pasta. “O debate foi para ver quais são as alternativas que cada ministério pode ter para reavaliar seus contratos, seus custos, para que a gente consiga utilizar o recurso disponível para realizar as política de cada ministério”, explicou a ministra.

“O foco será no custeio direto da máquina. A preocupação da presidenta [Dilma Rousseff] é que o governo federal tenha mais eficiência no gasto”, acrescentou Belchior. Ela ponderou, no entanto, que o corte das despesas não acontecerá “em um piscar de olhos”.

Segundo ela, a presidenta reforçou a ideia de criar um fórum de competitividade e gestão, envolvendo os setores privado e público. “Servirá para pensar como o setor privado melhora sua competitividade e também como o público pode melhorar”.

Belchior informou que os ministérios serão divididos em quatro áreas temáticas: desenvolvimento econômico, que será coordenada pelo ministro da Fazenda; erradicação da miséria, sob coordenação da ministra de Desenvolvimento Social; infraestrutura, sob coordenação do ministro do Planejamento; e direito à cidadana, que sera comandada pela Secretaria-Geral da Presidência da República.

Com pressão para cortar gastos, começa a primeira reunião ministerial do governo Dilma.

Com pressão para cortar gastos, começa a primeira reunião ministerial do governo Dilma.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]