Áreas consideradas de risco são mapeadas pela Defesa Civil de Feira de Santana. Leia esta e outras notícias da PMFS

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Pais conseguem economizar na feira do livro.
Pais conseguem economizar na feira do livro.

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana está buscando apoio junto ao Ministério da Integração Nacional para que sejam realizadas intervenções preventivas na cidade, visando reduzir os riscos de desastres e situações de emergência em decorrência de fenômenos climáticos. Um relatório georeferenciado apontando áreas consideradas de risco foi encaminhado ao Ministério da Integração, nesta sexta-feira (14/01/2011), pelo prefeito Tarcízio Pimenta.

O relatório foi produzido pela Defesa Civil e por engenheiros ambientais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O documento relaciona 12 pontos considerados de risco, onde estão famílias instaladas sobre terrenos irregulares, encostas, lagoas, córregos e canais pluviais da cidade.
O secretário municipal de Prevenção a Violência e Promoção dos Direitos Humanos, Mizael Freitas, ressalta a necessidade de ações preventivas na cidade. “Esse relatório encaminhado ao Ministério da Integração Nacional aponta locais onde os espaços estão comprometidos pela ocupação desordenada de famílias”, disse Mizael Freitas.
Entre os pontos definidos com área de risco está a Lagoa do Prato Raso, localizada no bairro da Queimadinha. Segundo levantamento, no local existem instaladas mais de 500 famílias, com probabilidade de inundação com ocorrência de chuvas.
No local, conforme georeferenciamento, são necessárias medidas preventivas a exemplo de remanejamento de famílias, intervenção urbana de saneamento básico e devida reconstrução dos danos ambientais.
O prefeito Tarcízio Pimenta espera que os recursos já pactuados com o Ministério da Integração sejam devidamente liberados. “Somente dessa forma é possível a conclusão de obras pendentes no município”, diz.
Em 2009, a chuva registrada no mês de abril provocou danos em pelo menos 29 bairros de Feira de Santana. Mais de 500 famílias ficaram desalojadas ou desabrigadas na cidade, levando o Governo Municipal a decretar Estado de Emergência.
Agentes de endemias recebem abono
 
Valor será pago na folha do mês de janeiro 
Os agentes de endemias de Feira de Santana passam a receber um abono salarial mensal de R$ 75,00. Os recursos já serão liberados na folha de pagamento já a partir do próximo dia 25 deste mês, quando o Governo Municipal libera os salários do mês de janeiro.
O secretário municipal de Administração, João Marinho Gomes Júnior, ressalta que o abono salarial será retroativo ao mês de dezembro, conforme acordo da categoria com o prefeito Tarcízio Pimenta. Por isso, neste mês o valor será acumulado, ou seja, cada agente de endemias receberá R$ 150,00. Já no próximo mês passa a ser no valor de R$ 75,00.
A iniciativa foi determinada pelo prefeito Tarcízio Pimenta visando a valorização dos profissionais de endemias. É o reconhecimento da administração municipal pelos serviços prestados à população feirense.
Faixa de pedestre recomposta em avenida
 
Medida oferece mais segurança a motoristas e pedestres 
A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), realizou a pintura de faixas de pedestre no cruzamento entre as avenidas João Durval e Presidente Dutra, a fim de oferecer maior visualização e mais segurança aos motoristas e pedestres.
Com a realização do serviço, tanto os condutores quanto os transeuntes demonstraram satisfação. Um deles é o motorista Caetano Portela.
“Para nós, que não deixamos de ser pedestres, é muito melhor porque temos mais visão da faixa e sabemos onde atravessar”, observa.
Para o moto-taxista Ivanildo Soares, a iniciativa também pode evitar acidentes. “Facilita a visualização da faixa para todos nós, que vamos notar a sinalização a uma distância maior”, comenta.
Saúde reúne Grupo Gestor da Dengue
 
Encontro nesta segunda-feira, 17, às 9 horas 
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai reunir o Grupo Gestor da Dengue no gabinete da própria secretaria, na segunda-feira (17), às 9 horas. Entre os componentes do grupo estão profissionais de saúde e diretores de hospitais e da 2ª Diretoria Regional de Saúde (Dires).
“É fundamental que todos os integrantes do grupo participem da reunião, pois somando os esforços de todos poderemos combater a dengue com maior eficiência”, salienta o secretário municipal de Saúde, Getúlio Barbosa.
Durante o encontro, os presentes irão analisar a situação do município em relação à doença, reestruturar o Protocolo Clínico Municipal de Assistência aos pacientes com dengue e elaborar o Plano de Contingência. Haverá também a recomposição do grupo e a apresentação do calendário de reuniões para 2011.
Pais conseguem economizar na feira do livro
 
Preço de livros bem mais em conta na feira 
Os pais que desejam economizar na hora de comprar os materiais escolares dos filhos, em especial os livros, tem a opção de participar da 7ª Feira do Livro no estacionamento do Paço Municipal Maria Quitéria, na avenida Getúlio Vargas. A expectativa é que a feira aconteça até o mês de fevereiro.
Na feira podem ser encontrados livros de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, com preços que variam entre R$ 20 e R$ 60, a depender da série do estudante. Alguns pais optam por comprar na feira do livro, porque os preços são mais acessíveis, além da facilidade em comercializar o material utilizado pelo filho no ano anterior.
A dona de casa, Anadi Conceição, está comprando livros na feira pela primeira vez e afirma que os preços estão ótimos. “Já encontrei um livro para minha filha, vou continuar procurando, pois os preços aqui estão ótimos. A vantagem de comprar na feira do livro é muito maior”, sugere.
Alex Santana, que tem um filho no 6º ano, afirma que sempre compra na feira do livro. “Venho comprar porque encontro os livros solicitados e a diferença do preço é enorme”, conta.
Segundo a revendedora de livros, Michele Dias Ferreira, a expectativa é que o movimento aumente com a aproximação do início das aulas. “O resultado das vendas é muito positivo”, destaca.
Para a vendedora Nara Célia de Souza Martins, a grande procura dos pais este ano é por livros com a nova ortografia da Língua Portuguesa. “O importante é poder contribuir no orçamento financeiro dos pais. A localização da feira do livro também é ótima, centralizada, organizada e ainda contamos com a sombra das árvores”, explica.
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112785 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]