ADAB alerta para o controle da Ferrugem Asiática da Soja

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

As fortes chuvas de verão registradas no Oeste da Bahia, no mês de janeiro, tem sido propícias para a disseminação da ferrugem asiática da soja, doença comum nas lavouras de soja em todo o Brasil. E é neste período que a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), junto aos laboratórios Digilab e SOS Soja, em Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e São Desidério intensificam a atuação na identificação de ocorrências da ferrugem naquelas regiões.

A Agência em parceria com a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), está promovendo monitoramentos, fiscalizações, análises laboratoriais e ainda um sistema de gerenciamento, onde o produtor pode acompanhar as informações atualizadas online sobre a ocorrência da ferrugem da soja. “Entretanto a participação dos produtores nas ações de controle é também de grande importância no controle da praga”, como destaca o diretor de Defesa Sanitária Vegetal da Adab, Armando Sá.

Os danos ocasionados por essa doença, quando não controlada, são bastante agressivos, podendo-se destacar o desfolhamento precoce, que impede a completa formação dos grãos. Em casos suspeitos, a Adab deverá ser informada, para realização de monitoramento e inclusão dos focos no sistema de alerta. O sistema de alerta tem a finalidade de manter o pordutor informado sobre a evolução da doença na região, permitindo a realização do controle em tempo hábil. Para obter mais informações sobre o sistema, o produtor pode acessar o site www.aiba.org.br.

A ferrugem foi detectada pela primeira vez na Bahia na safra 2002/2003. Amplamente disseminada no Brasil, a Ferrugem Asiática da Soja é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi que só sobrevive e se reproduz em plantas vivas, causando assim, consequentemente, perda de produtividade.

Para a safra 2010/2011, a previsão é que o processamento da soja brasileira chegue a 34,4 milhões de toneladas e as exportações, em 29,4 milhões, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). Somente a região de Barreiras, no Oeste baiano, tem previsão de colheita em 3.2 milhões de toneladas, ou seja, aproximadamente 10% da produção nacional.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113508 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]