A rendição do sincrético Caetano Veloso. Filhos do cantor são membros da Igreja Universal

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Parte significativa do acervo musical de Caetano Veloso tem como inspiração o sincretismo religioso que viceja no recôncavo Baiano, mais precisamente em Santo Amaro, terra natal do cantor. O caleidoscópio cultural baiano é formado pela mistura de raças, crenças e estilos musicais. Esta convergência esta presente em inúmeros versos das músicas escritas por Caetano. Em ‘Bahia, minha preta’, ele canta: “ê ô! Bahia, fonte mítica, encantada, ê ô! Expande o teu axé, não esconde nada, …Rainha do Atlântico, … Opô Afonjá, Eros, Dona Lina, Agostinho e Edgar, Te chamo Menininha do Gantois…”

Em boa medida, surpreendeu o fato dos dois filhos de Caetano e Paula Lavigne serem evangélicos frequentadores da Igreja Universal do Reino de Deus. Não que a Igreja Universal seja boa ou ruim, mas pelo fato dela negar esta raiz sincrética do povo, não apenas baiano, mas também brasileiro.

Segundo o cantor, os filhos Tom e Zeca fazem parte de uma nova geração que recupera a religiosidade perdida, e afirma: “a minha geração teve que romper com a religiosidade imposta, a deles teve que recuperar a religiosidade perdida.”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 105752 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]