Valença sedia I Encontro de Academias de Letras da Bahia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

A Academia Valenciana de Educação, Letras e Artes – AVELA, em parceria com a Fundação Pedro Calmon/SecultBa, realizará nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, no Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença (a 272 km de Salvador), o I Encontro Estadual de Academias de Letras da Bahia. Um dos objetivos do encontro é o reconhecimento e regulamentação das academias e a criação de um Fórum Permanente de Academias do Interior. Atualmente existe na Bahia cerca de 80 Academias de Letras, Artes, Educação e Cultura. O Encontro visa a integração e desenvolvimento dessas instituições culturais.

Na sexta-feira (10/12/2010), após a fala das autoridades, haverá apresentação dos grupos folclóricos: Filarmônica 24 de outubro; Crianças do PETI; Capoeira Raízes dos Palmares, de Mestre Nelson; Orquestra de Flautas do Ponto de Cultura e Grupo Zambiapunga, de Nilo Peçanha. Em seguida haverá o lançamento da edição fac-similar do livro A Bahia e seus governadores na República, de Antonio Ferrão Moniz de Aragão. O público também poderá visitar o estande com as publicações da Secretaria da Cultura /Fundação Pedro Calmon onde os livros estarão disponíveis a preços especiais.

Esta é a primeira edição do encontro que receberá representantes de 17 Academias de Letras de todo o Estado. Entre os temas, que serão abordados estará: as Academias de Letras: necessidade e função; Literatura baiana, a escola e o cânone; Adoção da literatura baiana ao currículo escolar; Diversificação de obras e autores baianos no processo de seleção para o ingresso no ensino superior; Ampliação do cânone da literatura brasileira; O escritor baiano e o mercado editorial; O lugar e o papel do autor independente; Como resolver o problema da distribuição dos livros das pequenas editoras e Leis e editais de fomento ao mercado editorial.

PROGRAMAÇÃO DO I ENCONTRO ESTADUAL DAS ACADEMIAS DE LETRAS 

Dia 10/12

18h às 22h

18:00 – Composição da mesa

18:05 – Execução do Hino Nacional

18:10 – Governador do Estado da Bahia

18:30 – Secretário da Cultura

18:40 – Diretor da Fundação Pedro Calmon

18:50 – Presidente da Academia de Letras da Bahia

19:00 – Prefeito de Valença

19:10 – Presidente da Avela

19:20 – Presidente de uma Academia de Letras do interior

20:00 – Inauguração  de placa comemorativa

20:00 – Apresentação dos grupos folclóricos: Filarmônica 24 de outubro; Crianças do PETI, Capoeira Raízes dos Palmares, de Mestre Nelson; Orquestra de Flautas do Ponto de Cultura; Grupo Zambiapunga, de Nilo Peçanha.

21:00 – Lançamento da edição fac-similar A Bahia e seus governadores na República, de Antonio Ferrão Moniz de Aragão.

Dia 11/12

9h às 12h – Mesa: “Literatura baiana, a escola e o cânone”.

Mediadora: Gal Meirelles.

Adoção da literatura baiana no currículo escolar;

Diversificação de obras e autores baianos no processo de seleção para o ingresso no ensino superior;

Ampliação do cânone da literatura brasileira.

Mesa – “O autor e o mercado editorial”

Mediador: Dênisson Padilha Filho.

O escritor baiano e o mercado editorial:

O lugar e o papel do autor independente: O que é um escritor acadêmico:

A importância do editor.

Mesa – “Livro, livreiros, editoras e distribuição”.

Mediadora: Renata Rocha.

A margem do lucro de livreiros e distribuidores;

Como resolver o problema da distribuição dos livros das pequenas editoras;

Leis e editais de fomento ao mercado editorial.

18h – Lançamento dos livros TRÍVIO, de Araken Vaz Galvão, Alfredo Gonçalves e Marcos Vieira.

A Casa da Rua do Cais do Porto, de Amália Grimaldi.

Serão lançados também, nessa ocasião, livros de Mayrant Gallo, Igor Rossoni e Marielson de Carvalho.

Dia 12/12

9h às 12h – Mesa “As Academias de Letras: necessidade e função”.

Chefe de Gabinete da Secretaria de Cultura – Neuza Hafner, Araken Vaz Galvão, Alfredo Gonçalves de Lima Neto, e representantes de outras Academias.

Mediador: Carlos Ribeiro

Reconhecimento e regulamentação das Academias;

Discussão e aprovação da Carta de Valença;

Criação de um Fórum Permanente de Academias do Interior.

Durante o Encontro, o público poderá visitar o estande de publicações da Secretaria de Cultura/Fundação Pedro Calmon, e visitar a exposição de cerâmica Santeiros de Maragogipinho, de Aratuípe.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113867 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]