Terceira etapa do Topa alfabetiza 291 mil alunos na Bahia

Depois de assinar a ordem de serviço para o início das obras da Ferrovia Oeste-Leste, em Ilhéus, nesta sexta-feira (10/12/2010), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em sua última visita oficial à Bahia, seguiu para Salvador, onde participou, ao lado do governador Jaques Wagner e de Dona Canô, da cerimônia de certificação de 291 mil alunos alfabetizados na terceira etapa do programa estadual Todos Pela Alfabetização (Topa).

O presidente iniciou o discurso contando as histórias de dois alfabetizados pelo programa – Dona Maria Francisca e Seu André, ambos com 65 anos, moradores do sul do estado. A primeira, hoje se orgulha em poder ler a Bíblia, e Seu André, de ler jornal e saber escrever a palavra que mais gosta, amar.
“Quero dizer que possivelmente não tenhamos, em lugar nenhum do Brasil, um programa de sucesso como este aqui da Bahia. Parabéns a todos os envolvidos no Topa, pois podem se tornar referência nacional na alfabetização de adultos”, afirmou Lula, ressaltando o importante apoio das prefeituras para a efetividade da iniciativa que, segundo ele, envolve “a ideologia do coração”.
Na solenidade, realizada na área externa da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), estiveram presentes mil alunos, representando todos os Territórios de Identidade do estado e os demais concluintes. Nas três primeiras etapas, o Topa alfabetizou 751 mil baianos de 407 municípios e outros 185.260 estão em sala de aula. Os números fazem da Bahia o estado campeão de alfabetização do País.
De acordo com o governador Jaques Wagner serão cerca de 950 mil baianos alfabetizados até março de 2011. “Essa caminhada vai continuar e espero que, assim como outras doenças, o analfabetismo seja erradicado da Bahia como sonhou Cosme de Farias”. Ele enfatizou ainda que, nos próximos quatro anos, quer “fazer um mergulho no ensino fundamental, ajudando os municípios a estruturarem a aprendizagem da 1ª à 4ª série”.
Premiação 
Além da certificação, foram divulgados também os vencedores da segunda edição do Prêmio Cosme de Farias, um dos grandes nomes no combate ao analfabetismo no País. O objetivo da premiação é reconhecer experiências inovadoras nesse processo de alfabetização para que sirvam de estímulo social na continuidade das novas etapas do programa.
Foram inscritas 97 experiências, concorrendo a cinco categorias. Na categoria Município, o vencedor foi Barra do Choça. Como Entidade da Sociedade Civil, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Euclides da Cunha. Como Alfabetizador, Iranci dos Santos, de Vera Cruz. Coordenador de Turma, Charlene de Souza, de Santa Cruz Cabrália. Tradutor-intérprete da Linguagem Brasileira de Sinais (Libra), Márcio Araújo, de Conceição do Jacuípe. Cada um recebeu, respectivamente, R$ 40 mil, R$ 20 mil, R$ 10 mil, e os dois últimos, R$ 5 mil cada.
Os vencedores foram previamente escolhidos na terça-feira (7), no gabinete da Secretaria de Educação do Estado, por 15 representantes da sociedade civil, entre eles, a reitora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Dora Leal, o comunicador e educador, Jorge Portugal, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/seção Bahia, Saul Quadros.
Além disso, foram entregues obras literárias, dentro programa Leitura Para Todos, a três egressos do Topa que, ao receberem os primeiros livros em domicílio, reenviaram a carta-resposta para a obtenção de outros títulos. Os agraciados foram Lucineide Nunes, Cândida Oliveira e Marileide Lopes. A ação pretende garantir a continuidade da escolarização a todos os alfabetizados pelo Topa.
Para o ministro da Educação, Fernando Haddad, o Topa significa “um exemplo que a Bahia dá ao Brasil de resgate de uma dívida histórica com os baianos. No que diz respeito à alfabetização de adultos, a Bahia abraçou o projeto como nenhum outro estado”.
Homenagens 
Na ocasião, muitas homenagens foram prestadas ao presidente. O início do evento foi marcado pela execução do Hino Nacional pela Orquestra Juvenil Dois de Julho, com a participação dos cantores Mariene de Castro, Adelmário Coelho, Bule-Bule, Andrea Daltro e Mateus Aleluia. Em seguida, a orquestra tocou o Hino ao Dois de Julho, interpretado pelo cantor Tatau.
Na sequencia, a oradora da turma formanda, Heloísa Santos da Silva, mostrou o que aprendeu, lendo um breve discurso de agradecimento ao governador e ao presidente. A doméstica, moradora do bairro de Pau Miúdo, em Salvador, disse que “o Topa foi uma bênção e uma oportunidade que tive, aos 59 anos, de superar o analfabetismo. Tenho muita vontade de aprender e quero continuar a estudar”.
Encerrando as homenagens a Lula, a orquestra juvenil executou a composição Asa Branca, sob a regência do maestro Ricardo Castro e, em seguida, a Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado (Funceb) apresentou uma coreografia especial.
Matrículas podem ser feitas até janeiro
Criado em 2007 como parte do programa federal Brasil Alfabetizado, o Topa atende a jovens e adultos acima de 15 anos que não tiveram acesso à escolaridade na idade certa, com a perspectiva de que a alfabetização é um direito que não prescreve com a idade. A meta do governo estadual é de matricular 300 mil pessoas na próxima etapa.
As matrículas foram abertas em outubro e prosseguem até janeiro de 2011. Os interessados devem se dirigir às secretarias municipais de Educação ou às Diretorias Regionais de Educação (Direc) para garantir a vaga. As aulas estão previstas para começar no dia 31 do mesmo mês.
“Seguimos com a meta de alfabetizar cada vez mais adultos corajosos, que sonham em saber ler a placa de um ônibus, a bula de um remédio, um rótulo em um supermercado. Para isso, contamos com o apoio das prefeituras, dos movimentos sociais, das universidades. Todos que tornaram o Topa, mais que um projeto de um governo, um projeto social”, destacou o secretário da Educação, Osvaldo Barreto.
Números do programa
751mil pessoas alfabetizadas
185 mil pessoas em sala de aula
407 municípios atendidos
675 entidades dos movimentos sociais e sindicais participantes

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]