Presidentes dos partidos da base do Governo Wagner se reúnem na ALBA

Fachada da sede da Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA)Fachada da sede da Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA)
Fachada da sede da Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA)

Fachada da sede da Assembléia Legislativa da Bahia (ALBA)

Uma análise sobre as questões de transição nacional e na Bahia, composição ministerial e de governo e a participação dos partidos nos governos Dilma e Wagner, foram algumas das temáticas tratadas na manhã desta quinta-feira (16/12/2010), durante uma reunião entre os presidentes de partidos da base do governador da Bahia, Jaques Wagner.

O encontro aconteceu na Assembléia Legislativa da Bahia e teve como objetivo discutir o novo governo, o papel fundamental das legendas, suas relações com as bancadas, a manutenção da coesão de aliança e a metodologia de montagem do governo e a prioridade da discussão com os partidos.

A eleição da Mesa da Assembléia Legislativa também esteve em pauta onde os partidos unanimemente decidiram por orientar as suas bancadas a buscarem uma candidatura de consenso a presidência e uma chapa única que contemple a proporcionalidade das bancadas partidárias e incorpore a oposição além de manifestarem-se a favor da mudança regimental que vede a reeleição do presidente, numa mesma legislatura.

Futuro 

Com vistas ás eleições de 2012, a prioridade definida por unanimidade durante a reunião, foi trabalhar pela consolidação da aliança estadual nos municípios e manter a articulação política dos partidos para no inicio do próximo ano realizar um diagnóstico da situação política e dos partidos nas cidades médias e grandes, além de coordenar as indicações de nomes (quando existir) que estejam subordinados a analise da frente política, estadual , evitando candidaturas irremovíveis ou a supremacia de interesses individuais sobre o projeto coletivo. “No caso das cidades de dois turnos (Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista) é necessário ter muito cuidado em relação a tática adequada para a disputa, visto que, mesmo tendo um segundo turno não deve haver participações que dificulte a elaboração de uma tática vitoriosa de toda a frente política”, disse Jonas Paulo.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]