PAC cumpre 94,1% do previsto pelo Governo Lula em 4 anos

Miriam Belchior, coordenadora-geral do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Lula.

Miriam Belchior, coordenadora-geral do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Lula.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) vai executar, até o último dia de 2010,  R$ 619 bilhões a título de investimento, ou seja, 94,1% do montante previsto para os últimos quatro anos, que é de R$ 657,4 bilhões. Até 31 de outubro, já haviam sido executados R$ 559,6 bilhões – o que representa 85,1% desse total.

O 11º balanço foi apresentado nesta quinta-feira (09/12/2010), pela coordenadora-geral do programa, Miriam Belchior, futura ministra do Planejamento do governo Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, em Brasília, com a presença de vários ministros, como Guido Mantega, da Fazenda; e Paulo Bernardo, do Planejamento, além de auxiliares envolvidos no PAC.

Na ocasião, Miriam Belchior destacou que o programa representou a retomada dos investimentos em infraestrutura no Brasil, após um longo período em que deixou de fazer esses investimentos. “Com o PAC retomamos empreendimentos que estavam paralisados ou em ritmo muito lento, como as Eclusas de Tucuruí e o Canal do Sertão Alagoano, e demos início a empreendimentos estruturantes para o País, como as Usinas Hidrelétricas no Rio Madeira, a Integração do São Francisco e a Refinaria Abreu e Lima”, afirmou.

Como parte destas obras terão continuidade em 2011, o balanço divulgado pela coordenadora do PAC mostrou apenas as obras que estarão prontas até o fim de dezembro de 2010. Apenas os eixos Logística, Energia e Social e Urbano somarão R$ 225,2 bilhões em investimentos até dezembro deste ano. Nas áreas de Habitação e Saneamento, as ações concluídas somarão R$ 218,8 bilhões até dezembro de 2010.

Orçamento garantido 

Após as apresentações, o núcleo do PAC, composto por ministros e assessores, concedeu entrevista coletiva. O ministro Guido Mantega voltou a garantir que os investimentos do PAC em andamento continuarão no ano que vem. Segundo ele, apenas projetos do PAC 2, que ampliou os investimentos nas áreas social e de infraestrutura, deverão começar um pouco mais adiante.

Mantega, que continuará como ministro no governo Dilma, lembrou que o PAC está em andamento e já tem um volume grande de projetos que continuarão em 2011. Esses projetos, informou, continuarão dentro do ritmo que está estabelecido e já representam um volume de investimento superior ao deste ano.

Mantega e Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, explicaram que as definições do orçamento do PAC devem ser tratadas com a presidenta eleita Dilma Rousseff.

“O volume de investimentos continuará crescendo no próximo ano. Apenas projetos do PAC 2 deverão começar um pouco mais adiante. Ou seja, vamos alterar o ritmo de ingresso de novos investimentos de acordo com a nossa disponibilidade”, disse Mantega.

Pôr do sol às margens do Rio Madeira, em Porto Velho, Rondônia.

Pôr do sol às margens do Rio Madeira, em Porto Velho, Rondônia.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]