Oposição diz que Bahia perde espaço com Dilma Rousseff

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Para a oposição, a Bahia vai perder força política no governo da presidente eleita Dilma Rousseff (PT). O deputado ACM Neto (DEM), um dos líderes da oposição no estado e no país, disse não ter esperança de que o governador Jaques Wagner consiga emplacar o chefe de uma pasta importante na área da infraestrutura, “onde a Bahia precisa de grandes investimentos para recuperar a posição de sexta economia do país”, perdida mês passado para Santa Catarina.

“O que estamos vendo é que o governador Jaques Wagner (PT) não vai conseguir indicar nenhum ministro de peso no novo governo. Do Nordeste, quem deve ficar com a fatia mais generosa do bolo é o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB)”, disse ACM Neto.

O democrata lembrou que a Bahia já teve força para indicar ministros importantes, como o da Previdência, no governo de Fernando Henrique Cardoso, e, na gestão Lula, o da Defesa e da Integração Nacional. “Isso é muito ruim. Se, mesmo com ministérios poderosos, o governador Jaques Wagner não soube tirar proveito da amizade com o presidente Lula, pois não conseguiu atrair investimentos para o estado, imagina o que vai acontecer sem cargos importantes na administração Dilma Rousseff”.

O deputado lembrou que, este ano, a Bahia já caiu da posição de sexta economia do país para a sétima, perdendo o posto para Santa Catarina, segundo o IBGE. “É um reflexo direto da falta de investimentos. E olha que a Bahia teve nos últimos dois anos um ministério de grande peso político, que foi o da Integração Nacional, responsável por grandes obras que acontecem no país”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]