O espetáculo do grupo Flamencantes, Entre Carmens e Severinas, está em cartaz nos dias 16,17 e 18 de dezembro de 2010, no teatro SESC

Volta em cartaz o espetáculo do grupo Flamencantes, “Entre Carmens e Severinas”, em curtíssima temporada nos dias 16,17 e 18 de dezembro de 2010, no teatro SESC Pelourinho.

Volta em cartaz o espetáculo do grupo Flamencantes, “Entre Carmens e Severinas”, em curtíssima temporada nos dias 16,17 e 18 de dezembro de 2010, no teatro SESC Pelourinho.

Volta em cartaz  o espetáculo do grupo Flamencantes, “Entre Carmens e Severinas”, em curtíssima temporada nos dias 16,17 e 18 de dezembro de 2010, no teatro SESC Pelourinho , às 20h. “Entre Carmens e Severinas” é um verdadeiro resgate para o flamenco das referências da cultura nordestina, escolha que teve como ponto de partida a valorização da mulher desta região. Uma mistura entre a riqueza cultural do nordeste brasileiro e a expressão marcante do flamenco espanhol.

Com trilha executada ao vivo por dois músicos e uma cantora, o espectador vivencia a passagem por aspectos das mulheres nordestinas, desde o seu desabrochar como o “mandacaru que flora lá na seca” até a dualidade dos seus sentimentos representados na canção “entre a serpente e a estrela”.  “Neste trabalho, o cordel cria uma construção para a encenação, costurando a trajetória entre os acontecimentos, estabelecendo relações entre a música e a dança”, explica Daniel Moura, diretor e coreógrafo do espetáculo.

Detalhes que integram a Espanha e o Nordeste Brasileiro

O figurino, assim como a escolha das músicas e do cordel, foi construído a partir de elementos da cultura do vestir e do modo de utilização de tecidos e objetos em algumas cidades nordestinas. O fuxico e a renda foram os primeiros elementos pensados na composição dos trajes. Bicos de renda, crochê e recortes de chita contribuem para um acabamento mais refinado, em contraste com as texturas mais rugosas da juta e do algodão pertencentes ao flamenco, por exemplo.

O grupo Flamencantes

O Flamencantes, grupo dirigido pelo coreógrafo Daniel Moura, foi formado em 2006 a partir da necessidade de trazer à cena a expressão da dança flamenca na cidade de Salvador. Em 2007 firmou parceria com o Palco 4 – Atelier de Arte e Cultura onde realiza suas aulas, ensaios e eventuais apresentações.  Uma das originalidades do grupo é que este se propõe trazer ao cenário artístico um grupo heterogêneo, composto por profissionais liberais das mais diversas áreas e com diferentes experiências em dança.

O diretor Daniel Moura

Graduado pela Escola de Dança da UFBA em 2003, ampliou sua técnica na Academia de Ballet Clássico Corpos e com o grupo Viladança. Daniel estuda flamenco desde 1997 e já se apresentou na Galícia (ES) em 2000, participando do Festival Internacional de danças de Combarros com o grupo Caballeros de Santiago, onde foi professor e coreógrafo por 5 anos.

Em 2008, como diretor do grupo Flamencantes, realizou o espetáculo Flamenco por Moura, tendo feito apresentações no Teatro Gamboa e Xisto Bahia em comemoração ao mês da dança. Recentemente, esteve em cartaz no teatro Gamboa, em pequenas temporadas, e na Aliança Francesa em parceria com outros grupos de flamenco de Salvador. Em dezembro de 2008 estreou o espetáculo Al compás de Mariita no Teatro Anchieta.

Serviço:

Entre Carmens e Severinas

Teatro SESC Pelourinho nº 126

Dias 16,17 e 18 de dezembro de 2010 às 20h

Ingressos R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada)

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]