MPF/BA vai apurar denúncia de ameaça ao terreiro Roça do Ventura em Cachoeira

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.

Apesar do embargo do Iphan, obras de construção de um empreendimento imobiliário continuam em ritmo acelerado, prejudicando o templo afro-religioso.

Três ofícios da área de atuação do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) vão apurar denúncia de que o Templo Afro-Religioso Zo Ogodo Male Bogun Seja Hunde (“Roça do Ventura”), localizado no município de Cachoeira (BA), fundado em 1854 e único da nação Jeje-Mahin do Brasil, vem sofrendo perdas irreparáveis por conta da especulação imobiliária em área contígua ao terreiro. A denunciada foi feita na última sexta-feira, 26, por militantes dos direitos humanos e encaminhada no mesmo dia para os ofícios do patrimônio histórico e cultural, da cidadania e criminal do MPF.

A construção de um loteamento no local autorizou trabalhos de um trator que destruiu cerca de dez hectares de mata, derrubando árvores sagradas centenárias e destruindo louças do século passado, que constituíam assentamentos (ibá) dos vodun ali cultuados, além de causar danos ao que restou do “Barracão da Roça de Cima” e o aterramento da “lagoa de Nanã”.

As ameaças ao terreiro, fundado por volta de 1854, foram noticiadas durante uma reunião realizada na sede do MPF, na qual estiveram presentes o procurador-chefe do MPF/BA, Danilo Dias, o procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Domenico D’Andrea Neto, a promotora de Justiça e coordenadora do Núcleo de Proteção aos Direitos Humanos e Articulação com os Movimentos Sociais (NUDH), Márcia Virgens, o presidente da Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro-Ameríndia (AFA), Leonel Monteiro, e o ex-deputado estadual e militante dos direitos humanos, Emiliano José.

Os representantes solicitaram apoio dos Ministérios Públicos no sentido da suspensão das obras – que, apesar do embargo no 011/10 do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), continuam em ritmo acelerado —, além da reparação dos danos.

No entendimento do procurador-chefe do MPF/BA, Danilo Dias, “quando a violência é motivada por um aspecto ideológico, evidencia-se a fragilidade do Estado”. Para ele, “a impunidade não pode ser a justificação do estado de direito”.  A opinião é compartilhada pelo procurador Regional dos Direitos do Cidadão.”Qualquer forma de preconceito contra manifestação da religiosidade é absolutamente inaceitável no estado de direito, e o Ministério Público tem que agir para fazer com que o Estado garanta esse direito inalienável ao cidadão”, afirma.

De acordo com a promotora, o grupo de discentes liderados pelo professor Ordep Serra acionou inicialmente o NUDH e, verificando posteriormente que em dois dos terreiros atacados há interesse do MPF, tendo em vista as áreas em que estão situados, verificou-se a necessidade de intervenção conjunta.

O presidente da AFA informou ao MPF que o fato atual não é isolado, “já que os patrimônios material e imaterial dos templos religiosos são sistematicamente destruídos sem que as autoridades competentes adotem posturas enérgicas para coibir essas práticas”.

Emiliano José destacou a importância da atuação do MPF ”que está sempre vigilante no que diz respeito aos direitos humanos em nosso país assim sendo, comprometeu-se a adotar as providências cabíveis para que o esbulho não continue, de modo a evitar que se consolide uma situação de fato”.

Uma nova reunião de trabalho deverá ser realizada com a presença também da Polícia Federal.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123318 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.