CMFS: Vereador Luiz Augusto reage a discurso de deputado Fernando Torres em inauguração no Bairro Queimadinha

Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.Jornal Grande Bahia, compromisso em informar.


O vereador Luiz Augusto de Jesus protestou, na sessão desta segunda-feira da Câmara Municipal, contra um pronunciamento feito pelo deputado Fernando Torres durante a inauguração de uma obra, recentemente, no bairro Queimadinha. “Ele não foi feliz, ao dizer que o colega Bastinho (José Sebastião) é o único vereador a trabalhar pela Queimadinha. Disse que os outros vereadores não têm compromisso nenhum com a Queimadinha e que Bastinho é o único que merece ser votado no bairro”.

Segundo Luiz Augusto, vários outros vereadores também trabalham pela Queimadinha.  “Eu mesmo fiz várias solicitações em benefício daquela comunidade. Trabalho no bairro Conceição, mas não sou o único que atua por lá”, disse ele. Comentou ainda que estava participando de uma inauguração convidado pelo prefeito. “Fui prestigiar o amigo Sebastião. O deputado foi descortês com os colegas votados na Queimadinha”.

O vereador David Neto afirmou que é um dos que desenvolvem ações em benefício da Queimadinha. “Tem indicação de minha autoria, por exemplo, que atenderá aos moradores da localidade conhecida como Arreia, naquele bairro”.

Pastores homenageados pela Câmara no Dia da Consciência Evangélica 

“Daqui a 20 anos seremos uma nação genuinamente evangélica”. A previsão é do presidente da Associação dos Ministros Evangélicos (AME-Bahia), bispo Roque Hudson Mamona, que na semana passada proferiu palestra na sessão especial comemorativa do Dia da Consciência Evangélica, na Câmara Municipal. Durante o evento foram homenageados 21 pastores, representando diversas igrejas da cidade.

O palestrante, que tem 23 anos de consagração ao ministério e há cinco fundou a Igreja Batista Todas as Nações, falou da responsabilidade dos que pregam o evangelho pelo crescimento do segmento religioso, à custa de muitas dificuldades e discriminação. O principal resultado desse trabalho em prol do crescimento do país, segundo ele, é a presença nas igrejas de ex-drogados, ex-ladrões e ex-prostitutas.

Na política o crescimento da participação evangélica é visível, com representação em todas as esferas do poder.  Os 25% do eleitorado que o segmento soma pode decidir qualquer eleição. “Levamos a eleição presidencial para o segundo turno”, disse o palestrante, referindo-se ao apoio à ex-ministra Marina Silva. O mais importante, no entanto, conforme alertou o bispo Roque Hudson, é o entendimento de que “a Bíblia não divide; une”.

Coube ao vereador e pastor evangélico José de Arimatéia saudar os homenageados e convidados para a sessão especial. Ele lembrou que o Dia Municipal da Consciência Evangélica foi criado pelo ex-vereador José Fernando dos Santos em 1997. “Mas o evento comemorativo não tinha a participação dos evangélicos”, disse, dirigindo-se ao público que lotou a galeria e ao plenário, ao apresentar os homenageados da noite.

A sessão foi dirigida pelo presidente da Casa da Cidadania, Antônio Carlos Passos Ataíde, que compôs a mesa com o palestrante, ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho, bispo Gilberto Ruy Souza Rocha, secretário municipal de Habitação, representando o prefeito Tarcízio Pimenta, pastor José Marcelo de Araújo Silva, presidente da Associação de Missionários Evangelistas de Feira de Santana e apóstolo José Ribeiro, presidente da AME Feira de Santana.

Presentes ainda o ex-vereador Genésio Serafim, os vereadores Justiniano França, Alcione Cedraz e David Neto, que, juntamente com José de Arimatéia recepcionaram os convidados. A sessão especial foi encerrada com apresentação musical da cantora Mariana Barros Porto, da Igreja Pentecostal Maranata.

Pastores homenageados

 O ponto alto do evento foi a homenagem, através da entrega de placas, aos pastores:

Moacir Manoel de Souza (Igreja do Evangelho Quadrangular)

Agenaldo Queiroz Silva (Ministério Profético Luz para o Mundo)

Jeovaldo de Oliveira Silva (Igreja Missão Profética)

Luiz Joilson Lima Soares (Igreja de Cristo Pentecostal no Brasil)

José Eduardo Carvalho Santos (Igreja Batista Missão Internacional)

Soelma Costa da Fonseca Lima (Igreja Batista de Todos os Povos)

Ednaldo Rosa de Jesus (Igreja Batista Filadélfia)

Alberto Ribeiro de Souza (Igreja Universal do Reino de Deus)

João Batista da Silva (Igreja Batista Missionária Internacional)

Gissele Carla Almeida Silva (Igreja Missionária Internacional)

Antônio Vieira de Magalhães (Igreja Batista Hosana)

Edna Sena Santana (Igreja Apostólica Internacional Nova Jerusalém)

Claudio Boaventura Suzarte (Igreja Evangélica Nuvem de Glória)

Marivone Souza de Sá Barreto (Ministério Aliança com Deus Internacional)

José Augusto Moura de Souza (Igreja Batista Eterna Adoração)

Juarez de Jesus (Igreja Pentecostal Maranata)

Adolfo Ferreira dos Santos (Igreja Ministério Nacional de Missões)

Denise Santos Lima de Jesus (Igreja Pentecostal Maranata)

Bispa Benedita Morais de Souza (Ministério Internacional Tabernáculo de Deus)

Bispo Rafael Divino Vandernei dos Santos (Igreja Missão Mundial Servos)

Câmara encerra sessões solenes com homenagem ao Coral da Família 

A Câmara Municipal de Feira de Santana encerrou a programação de sessões solenes do ano de 2010 em alto estilo e com muita música. Na noite de quinta-feira (02/12/2010), em clima festivo e marcado por momentos de emoção, foram registrados os 25 anos do Coral da Família da Paróquia Senhor dos Passos, em solenidade prestigiada por um grande público e sob a presidência do vereador Antônio Carlos Passos Ataíde.

A iniciativa foi da vereadora Cíntia Machado, que em discurso de saudação lembrou os tempos de criança, quando acompanhava os ensaios do grupo, sempre encerrados com jantares festivos. “O coral teve um grande incentivador, o Frei Félix”, contou, destacando que após a sua morte os integrantes do grupo tiveram o apoio do reverendo José Edson para continuarem “a usar suas vozes para levar a palavra do Senhor”.

“A força de uma corrente não está na robustez do seu elo, mas sim na quantidade destes mesmos elos que ela possui”, afirmou a coordenadora do Coral da Família, Herriete Cedraz, citando Willian Shakespeare, ao agradecer a homenagem da Câmara no Jubileu de Prata do grupo, ou “9.185 dias de convivência, fé, amor, dedicação, responsabilidade, respeito e cumplicidade”, como ela definiu o período de realização de 2.264 atividades do coral.

Em seu pronunciamento, Herriete contabilizou 694 reuniões, participação em 813 missas dominicais e em 754 eventos diversos, como aniversários, casamentos e batizados. Segundo ela, “o coral é uma família que está sempre em construção”, com o propósito de evangelizar, servir e refletir. Parafraseando Henry Ford, ela disse que “unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é a vitória”.

Durante o discurso da coordenadora, o Coral da Família interpretou nada menos que oito músicas, incluindo louvores, sucessos da Música Popular Brasileira e paródias compostas por integrantes do grupo, proporcionando momentos de muita alegria ao público que lotou a galeria e o plenário da Casa da Cidadania. A sessão teve um encerramento emocionante, quando o coral entoou o Hino a Feira.

Justiniano questiona doação de Daniel Dantas ao PT 

O vereador Justiniano França (DEM), hoje (06/12), durante seu discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal, questionou a finalidade da doação, no valor de R$ 1,5 milhão, concedida pelo banqueiro Daniel Dantas ao diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), nas eleições deste ano. As doações foram feitas por meio de suas empresas: Banco Opportunity, Opportunity Gestora e Opportunity Lógica.  Daniel Dantas foi condenado em primeira instância na Justiça Federal por suposta corrupção na Operação Satiagraha, em 2008.

“É normal as doações, porém eu acho interessante. Por que o PT aceitou a doação desse cidadão? Qual a intenção dele em fazer essa doação? Ele não está fazendo essa doação à toa. Ele fez doações nos governos passados e está fazendo agora, porque alguma coisa ele quer. O que me preocupa é se alguém fez algum tipo de compromisso com ele”, declarou Justiniano. Para o edil, “o banqueiro Daniel Dantas quer tirar algum proveito no governo da presidente eleita Dilma Rousseff”.

Lulinha reclama de abuso de poder de policiais militares e critica Governo do Estado 

O vereador Luiz Augusto – Lulinha – (DEM), em seu discurso na tribuna da Casa da Cidadania, disse que, por motivo fútil, na manhã desta segunda-feira, quatro agentes de limpeza foram espancados por policiais militares dentro do Aterro Sanitário de Feira de Santana, onde também funciona a sede da Qualix. Segundo ele, por conta desse episódio, houve protesto da categoria, com paralisação das atividades por duas horas.

“As agressões aconteceram, segundo o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública, Rosalvo Ferreira, por conta de um pão que um dos garis pediu na Padaria Arco Íris. Parece que o padeiro não quis dar o pão. Houve uma pequena discussão. O padeiro chamou a polícia, a viatura perseguiu o caminhão do lixo, os policiais pegaram os garis e os espancaram na sede da empresa Qualix”, declarou o edil.

Lulinha salientou que respeita a polícia e admira o trabalho da instituição, mas “esses policiais pecaram em agredir os garis no local de trabalho”.  Para ele, os agentes de limpeza deveriam ser levados à delegacia para averiguação dos fatos. “Não poderiam ser espancados. Gari também é ser humano”, protestou.

Ainda, durante seu discurso, o vereador teceu críticas ao Governo do Estado, enfatizando a notificação que o Hospital da Criança recebeu recentemente da Coelba por falta de pagamento de três contas de energia elétrica. “Eu disse que não tinha condições de o Hospital da Criança inaugurar. Só está funcionando 20% de sua capacidade. Aí está a demonstração do Governo do Estado”. Na oportunidade, a vereadora Gerusa Sampaio afirmou que as contas de energia elétrica da unidade de saúde já foram quitadas.

Bastinho destaca conjunto de ações da Prefeitura na Queimadinha 

O vereador José Sebastião – Bastinho – (PRTB), na sessão da Casa da Cidadania desta segunda-feira (06/12), parabenizou o prefeito Tarcízio Pimenta pelo conjunto de ações no bairro Queimadinha. Dentre as intervenções, o edil destacou linha de ônibus exclusiva para o bairro; recuperação da praça do Cruzeirinho; pavimentação asfáltica e sinalização horizontal das ruas Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte; Internet gratuita, através do programa Feira Cidade Digital e reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS).

No que tange as ações futuras, o vereador disse que, recentemente, o chefe do Executivo anunciou para a Queimadinha a reforma da praça esportiva e da Escola Municipal Dr. Celso Ribeiro Daltro, além da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Isso é um marco na história da Queimadinha, esse é um marco, inclusive para mim que me sinto um legítimo representante daquela comunidade. É lá que eu moro e vivo 24 horas por dia. O povo todo sabe onde é minha casa. As pessoas batem na minha porta de 6 horas da manhã às 12 da noite para fazerem seus reclames. Eu me sinto orgulhoso e feliz de ter como parceiro o prefeito Tarcízio Pimenta, olhando para a Queimadinha e honrando os seus compromissos de campanha”, declarou Bastinho.

Vereadora denuncia exigência de cheque caução para internação hospitalar 

A vereadora Gerusa Sampaio (PDT), hoje (06/12), durante seu pronunciamento na sessão legislativa, denunciou que hospitais da rede particular de Feira de Santana estão exigindo cheque caução para internação de pacientes.  A edil disse que, recentemente, presenciou um caso no município dessa natureza. Segundo ela, a prática é abusiva, pois viola a lei municipal nº 2.937/2008, de autorias dos ex-vereadores Fábio Lucena e Magno Felzemburg e do vereador Antônio Francisco Neto (Ribeiro).

“Essa é mais uma lei que não está sendo cumprida. Infelizmente, os hospitais não são punidos”, afirmou Gerusa, salientando que, no próximo ano, ela solicitará alteração da lei nº 2.937/2008. “Onde tem o parágrafo único, eu vou colocar um artigo cobrando o cumprimento dessa lei e também esclarecimentos por parte dos hospitais sobre a proibição do cheque caução. Os hospitais têm que atender sim. Por desconhecer seus direitos, as pessoas muitas vezes têm suas vidas ceifadas pela falta de atendimento e cobranças ilegais”, disse ela.

Câmara vai pedir ao Ministério Público que apure possíveis irregularidades em pedágio nas BRs 324 e 116 Sul 

A cobrança de pedágio na BR 324, a rodovia que liga Feira de Santana a Salvador, poderá ser instituída nos próximos dias de maneira indevida. A advertência é do vereador Ângelo Almeida. Ele propôs, na sessão desta segunda-feira (06), que a Comissão de Direitos Humanos, Meio Ambiente e Defesa do Consumidor da Câmara encaminhe ofício ao Ministério Público sobre o assunto.

A Comissão reuniu-se ainda durante esta manhã e deliberou que o envio de documento ao MP será feito às 15 horas desta segunda-feira. “O pedágio só deve ser cobrado quando a rodovia estiver com todas as condições previstas, oferecendo aos seus usuários uma boa pista e a segurança necessária”, afirmou o vereador. Com base em informações colhidas em blogs locais, Ângelo disse que o pedágio na BR 116 Sul deve ser cobrado ainda esta semana, o que indica que o procedimento também será adotado na BR 324 nos próximos dias.

O Ministério Público deve argüir a Via Bahia, responsável pela administração das duas rodovias, observa o vereador. “O contrato deve ser apresentado pela empresa e analisado”, afirma. O vereador suspeita que o contrato esteja sendo quebrado. “Não é uma denúncia, mas uma advertência ao Ministério Público”, afirma ele.

De acordo com o vereador, nem todos os parâmetros contratuais, os pré-requisitos de concessão para a iniciativa privada, estão sendo obedecidos. “Não podemos aceitar artifícios para justificar a cobrança”. Para Ângelo, o modelo de concessão é vitorioso, mas e preciso defender o interesse da comunidade. “A empresa privada não pode passar por cima do contrato”.

 O vereador José Sebastião ressaltou que a medida é correta e conta com seu apoio. “Nem mesmo acostamento a BR 324 possui. O que há é uma operação tapa-buraco permanente. Tapa hoje, abre amanhã. Precisamos ter acesso ao contrato, inclusive, para uma melhor análise”.

O vereador Marialvo Barreto salientou  que há, na Bahia, estradas não privatizadas em melhores condições do que as privatizadas. “Não vou à reunião (da comissão). Sou contra política de privatização de rodovia. O direito de ir e vir está previsto na Constituição. Meu partido errou ao adotar essa política”.

O vereador Ailton Araújo disse que é contra privatização de rodovias. “Qualquer que seja o governo, sou contra. O Ministério dos Transportes arrecada o suficiente para dar boas condições às estradas”, assinalou.

Registro de pacientes em macas nos corredores do HGCA deve ser levado ao conhecimento do Ministério Público

O Ministério Público Estadual deverá ser comunicado sobre a situação a que estão sendo submetidos pacientes no Hospital Geral Clériston Andrade. O vereador Ailton Araújo vai propor um requerimento, na Câmara, para que o MP seja informado da presença de pacientes em macas estendidas nos corredores da unidade. Há pacientes que não têm direito nem mesmo a uma maca. “Ficam deitados no chão. Como membro da Comissão de Saúde, entendo que o HGCA deve adotar uma providência”, afirmou.

 O vereador Justiniano França disse que é necessário um amplo debate sobre saúde pública em Feira de Santana. “Precisamos de um novo hospital regional para atender às necessidades da região”.

Ele defende que a parte de atendimento materno infantil deve ser transferida do HGCA para o Hospital Estadual da Criança. “É uma forma de desafogar, de ampliar a quantidade de leitos e diminuir as macas nos corredores”.  Para Justiniano, pacientes em macas nos corredores é algo negativo, mas é melhor do que “mandar paciente embora sem atender”.

O vereador Marialvo Barreto declarou que há levantamento, apresentado recentemente pelo deputado Zé Neto, indicando que 73% dos pacientes que chegam ao Hospital Geral Clériston Andrade são de Feira de Santana. Para ele, isto é sinal de que o atendimento nas unidades da Prefeitura não está funcionando corretamente.

O vereador Roque Pereira disse que o HGCA é referência em atendimento de gravidez de alto risco. “De fato seria importante a sugestão do vereador Justiniano França. O Hospital da Mulher está sobrecarregado. A Prefeitura tem projeto para transformar o Hospital Municipal da Criança, que deverá também funcionar como maternidade. O mesmo deve ser feito pelo Governo da Bahia com o HGCA e o Hospital Estadual da Criança”.

Marialvo disse que o deputado deveria se pronunciar sobre o preço do combustível, porque subiu tanto em Feira de Santana.

O vereador José de Arimatéia declarou que ao se pronunciar sobre o trabalho de Sebastião, o deputado apenas se referiu ao fato de o colega ter sido o mais votado na Queimadinha. “Não há motivo para criar polêmica”.

O vereador José Sebastião salientou que é preciso respeitar o discurso do deputado. “Quando aparece um buraco ou a rua fica cheia de lama, ninguém lembra que Tourinho, Ronny, Carlito do Peixe foram votados lá e também tem responsabilidade com o bairro. Lembra do vereador Bastinho, que mora no local. E nenhum colega liga para o rádio cobrando nada. O vereador da Queimadinha não faz nada, dizem os moradores. Eu carrego a cruz e os pecados todos. Preciso receber o ônus, mas também o bônus quando existe”, afirmou.

Empresário Sebastião Soares vai receber o título de Cidadão Feirense 

Foi aprovado pela Câmara Municipal, na sessão desta segunda-feira (06/12), projeto de Decreto Legislativo concedendo o título de Cidadão Feirense ao empresário Sebastião Soares. A homenagem é iniciativa do vereador Justiniano França. A aprovação foi por unanimidade e alguns vereadores discursaram, elogiando a proposição.

O vereador Roberto Tourinho, um dos que reconheceram a importância do empresário para a cidade, disse que existe amizade familiar entre ele e o empresário Sebastião Soares. “É um homem muito querido de todos, que contribui para geração de emprego em Feira de Santana e tem uma atuação destacada em diversos segmentos sociais”.

O vereador Marialvo Barreto considera justa a homenagem: “Se trata de um empresário que atua em Feira de Santana, gera recursos e empregos para a cidade e tem uma empresa conhecida de toda a comunidade, na prestação de transporte escolar, principalmente. Diferentemente das empresas de transporte coletivo, cujos proprietários ninguém sabe quem são”.

O vereador Luiz Augusto de Jesus disse que Sebastião Soares tem o reconhecimento dos feirenses, pelo trabalho que desenvolve em diversas áreas, além de sua atividade empresarial. “Somos conterrâneos de Minas Gerais, mas foi em Feira de Santana que Sebastião construiu sua vida e formou sua família”.

O autor do projeto, Justiniano França, declarou que foi difícil convencer Sebastião Soares a receber a cidadania feirense. Homem simples, não é simpatizante de homenagens. “Tive que atuar junto a alguns amigos familiares do empresário, para proporcionar essa homenagem a um homem realmente muito humilde”.

Aprovado Projeto de Lei Complementar que faz adequações ao Código de Meio Ambiente 

A Câmara de Feira de Santana realizou nesta segunda-feira duas sessões extraordinárias, após o trabalho ordinário do dia, para aprovação de um Projeto de Lei Complementar, de iniciativa do Poder Executivo, atualizando o Código Municipal de Meio Ambiente. A matéria, cujo teor foi explicado pelo secretário de Meio Ambiente, Antônio Carlos Coelho, em pronunciamento na Tribuna Livre da Câmara, foi aprovada por unanimidade. As sessões extraordinárias não representação custos para o erário.

O vereador Marialvo Barreto fez a leitura de alguns artigos do projeto. Considerou positiva a criação do Fundo Municipal de Meio Ambiente. “A Secretaria de Meio Ambiente vai gerenciar o Fundo ao lado do Conselho Municipal de Meio Ambiente. A Secretaria, portanto, vai ter recursos próprios para gerenciar, inclusive proveniente de verbas federais”, observou.

Marialvo destacou também a obrigatoriedade, a partir da adequação proposta ao Código Municipal, de que as empresas apresentem o Plano de Resíduo Sólido da Construção e Demolição em toda obra a partir de 750 metros.  “Muitas lagoas da cidade foram aterradas através desses resíduos, que não têm destinação específica”, lembrou.

O vereador Ângelo Almeida cumprimentou o secretário Antônio Carlos Coelho pelo projeto e disse que a proposta está em acordo com o sistema nacional de meio ambiente. “É um ajuste que coloca Feira de Santana nesse sistema. Chega tarde, mas é uma oportunidade de o Município atualizar o seu Código de Meio Ambiente”, observou.

Segundo ele, Feira de Santana vai passar a contar, através do Fundo Municipal de Meio Ambiente, com recursos para ampliar sua fiscalização. “Poluição visual na cidade é um problema grave. Temos muitas lojas estreitas com grandes fachadas. A logomarca chega a ser maior que a frente da loja, o que aumenta a poluição. O centro comercial está muito feio”, criticou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]