SESAB lança campanha contra AIDS para verão e carnaval 2011

'Sexo sem camisinha não tem nada a ver' é tema da campanha da SESAB.
'Sexo sem camisinha não tem nada a ver' é tema da campanha da SESAB.

‘Sexo sem camisinha não tem nada a ver’, esse é principal mote da campanha de prevenção de DST/HIV/Aids para o verão e o Carnaval de 2011, lançada, na tarde desta quarta-feira (01/12/2010), pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio do Programa Estadual de DST/Aids, no auditório da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). A iniciativa marca o Dia Mundial de Luta contra a Aids, reunindo centenas de estudantes, que se emocionaram com a presença do cantor Léo Santana, da banda Parangolé, contemplado com o Troféu Artista Voluntário na Luta contra a Aids/2011.

A campanha, que este ano tem como público-alvo os jovens na faixa etária de 15 a 24 anos, com prioridade para as populações das classes C, D e E, começa a ser veiculada em janeiro de 2011. São outdoors, spots de rádio e filmes para a televisão, com o cantor Léo Santana interpretando uma versão da música “Rebolation”, na qual incentiva o uso do preservativo nas relações sexuais.

O cantor, que cedeu a imagem gratuitamente para a campanha, recebeu o troféu das mãos de uma fã, escolhida pelo subsecretário da Saúde do Estado, Amauri Teixeira, que representou o secretário Jorge Solla. “Seja um voluntário você também. Agradeço à Secretaria da Saúde e a Uneb pela homenagem”, disse Léo Santana. Ele já está divulgando a campanha por meio de redes sociais.

Amauri Teixeira fez questão de agradecer a presença e o engajamento do cantor na campanha e falou sobre a importância do destaque que está sendo dado à juventude, não só por causa da prevenção de doenças sexualmente transmissíveis/HIV/Aids, mas também para a prevenção da gravidez na adolescência, que “é um grave problema”.

Contra o preconceito

A campanha também foca a desconstrução do preconceito contra quem vive com HIV/Aids, buscando dar mais visibilidade às questões do viver com o problema, combater o estigma e a discriminação e mostrar a proximidade da infecção do universo dos jovens. “Não existe sociedade feliz com exclusão, com preconceito”, ressaltou Amauri, que também chamou atenção para a importância da vinculação da imagem de Léo Santana à campanha, já que o cantor é um ídolo da juventude.

Durante o evento, a coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids, Maricélia Macedo, apresentou o perfil epidemiológico da doença na Bahia, mostrando que atualmente, 84% dos municípios baianos têm pelo menos um caso notificado da infecção. Além da tendência de interiorização dos casos, ela disse que há uma tendência de crescimento da infecção entre os segmentos mais pobres da população e para a feminilização da Aids, com o registro este ano de 1,5 casos na população masculina para cada caso na população feminina.

Com relação aos jovens, a coordenadora revelou que o número de casos tem sido crescente neste segmento populacional e mencionou a pesquisa de comportamento, atitudes e práticas, realizada pelo Ministério da Saúde, em 2009, a qual apontou que 96% dos jovens têm informação sobre a prevenção de DST/Aids e usam preservativo na primeira relação. O percentual cai para 40% quando se pergunta pelo uso do preservativo nas relações subsequentes.

Números

No Brasil, no início da década de 1980, a epidemia do HIV atingiu, principalmente, os usuários de drogas injetáveis, homossexuais e também os indivíduos que receberam transfusão de sangue e hemoderivados. Nos últimos anos da mesma década e início dos anos 1990, a epidemia assumiu outro perfil – heterossexuais passaram a ser a principal via de transmissão do HIV, apresentando maior tendência de crescimento em anos recentes. Outra característica é a expressiva participação das mulheres na dinâmica da epidemia. Na Bahia, este ano, foram confirmados 560 casos de Aids.
Juazeiro

O Dia Mundial de Luta contra a Aids foi lembrado também pelo Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), unidade da Sesab que é referência no atendimento a pessoas com doenças infecto-contagiosas na região norte do estado. Durante todo o dia aconteceu uma campanha educativa, com a distribuição de panfletos informativos e camisinhas. Para a assistente social do HRJ, Cássia Menezes, a informação é uma valiosa arma no combate à doença. “É importante continuar orientando a população, conscientizando para a prevenção”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116572 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.