Festa de Santa Bárbara atrai fiéis e turistas ao Pelourinho neste sábado

Jornal Grande Bahia compromisso em informar.
Jornal Grande Bahia compromisso em informar.

Reconhecida oficialmente, em dezembro de 2008, por decreto assinado pelo governador Jaques Wagner, como patrimônio imaterial da Bahia, a Festa de Santa Bárbara existe em Salvador há mais de 300 anos. A homenagem à santa acontece no Centro Histórico de Salvador (CHS), no dia 4 de dezembro, iniciando o ciclo de manifestações populares da temporada de verão.

A festa é tradicionalmente organizada pela Irmandade Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, sediada na igreja de mesmo nome, no Largo do Pelourinho, onde os festejos começam e terminam, e atraem milhares de fiéis e turistas.
A estrutura para a realização da festa, como montagem de palco, sonorização, decoração de andores e do palco, das barracas dos comerciantes locais, camisas e grupo de cântico, é fornecida pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult).
Além da estrutura, o governo do Estado apoia carurus de entidades, como o da Associação Cultural e Social do Mercado de Santa Bárbara, servido anualmente aos participantes no dia da festa.
Programação 
O festejo em homenagem à Santa Bárbara, considerada a madrinha do Corpo de Bombeiros, padroeira dos mercados e, no sincretismo religioso, Iansã, rainha dos raios e dos ventos, é composto de missa campal e procissão, com grande participação de católicos e adeptos das religiões e culturas de matrizes africanas, além de programação festiva, atrações artísticas e atividades profanas.
A programação religiosa do dia 4 de dezembro começa às 5h, com a tradicional alvorada e queima de fogos de artifício, às portas da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Largo do Pelourinho, onde às 8h será celebrada missa campal. Em seguida, haverá a procissão com o cortejo saindo do local, percorrendo ruas do Centro Histórico, até a sede do Corpo dos Bombeiros, na Ladeira da Praça (Baixa dos Sapateiros), onde Santa Bárbara recebe homenagem, sendo saudada com jatos d’água e toques de sirene.
Antes de retornar à Igreja da Ordem Terceira do Carmo – já que a igreja do Rosário dos Pretos está em processo de restauração pelo Ipac -, a imagem passa pelo Mercado de Santa Bárbara, onde será servido o tradicional caruru em comemoração à data. Após as comemorações do mercado, os devotos retornam ao Pelourinho para curtir os festejos. Shows e apresentações gratuitas irão agitar os largos, praças e ruas do bairro, com início das apresentações a partir das 14h.
Histórico
Santa Bárbara era natural da Ásia Menor e filha de um senhor muito rico, que, em função da sua extraordinária beleza, a isolou do resto do mundo em uma alta torre com apenas duas janelas. Segundo a liturgia, durante uma viagem do pai, a jovem decidiu ser batizada cristã.
Esta decisão provocou a ira do pai, levando-a fugir, mas acabou denunciada, condenada e executada pelo próprio genitor, que lhe cortou a cabeça com uma espada, no dia 4 de dezembro. Após a execução, o pai teria sido atingido por um raio e Santa Bárbara se tornado um mártir católico.
A imagem de Santa Bárbara foi trazida ao Brasil pelos portugueses ainda no período colonial e passou a ser cultuada no século 17, quando o casal Francisco do Lago e Andressa de Araújo instituiu o ‘Morgado de Santa Bárbara’, em 1641, em homenagem à filha Francisca. Este Morgado era composto por prédios e capela dedicada à santa, e localizado ao pé da Ladeira da Montanha, transformado-se, com o tempo, em mercado.
Devido a um incêndio no Morgado, em 1898, do qual restaram apenas ruínas e a imagem de Santa Bárbara, ela foi transferida, em 1938, para a Igreja do Corpo Santo. A imagem esteve, ainda, nas igrejas do Paço, da Saúde, no Mercado de Santa Bárbara e, atualmente, encontra-se na Igreja do Rosário dos Pretos.
Homenagem dos Bombeiros 
A exemplo de anos anteriores, este ano o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar da Bahia prestará homenagens a Santa Bárbara, padroeira da Corporação. A programação oficial constará da celebração de uma Missa Campal, às 9h da próxima sexta-feira (03/12/2010), na sede do Corpo de Bombeiros, no Iguatemi, aberta ao público externo, devoto da Santa.
No próximo sábado (04/12), dia consagrado à Santa Bárbara, a Banda de Música Maestro Claudionor Wanderley, do Corpo de Bombeiros, acompanha a procissão que conduzirá a imagem da Santa até a entrada do Quartel do 1º GBM, na Barroquinha, onde será recebida por uma comissão de bombeiros militares trajando roupas operacionais de combate a incêndios.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109750 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]